WinuniX - Uma distro brasileira baseado no Lubuntu

O WinuniX é uma distro baseado no Lubuntu 20.04 LTS com diversas melhorias. É para usuários que querem migrar do Windows para um SO gratuito e open-source . Comece com o WinuniX, depois migre de vez para o mundo Linux!

Características

  • Derivado do Lubuntu 20.04 LTS 64bits
  • Sistema sem nenhum app aberto ocupa somente 400MB da RAM
  • Repositório oficial do WinuniX disponível
  • Principais Language Packs em português instalados
  • Pacotes de dicionários em português do projeto Hunspell
  • Teclas de atalhos [Control]+[Shift]+[Setas] para organizar janelas
  • Oracle Java JDK 14.0.1 instalado
  • Nodejs 10.19.0 e NPM 6.14.4
  • Compressão 7ZIP disponível
  • Miniaturas de PDF disponível no PCManFM
  • Openbox com tema do Win10
  • Cursores com tema do Win8
  • Icones com tema do Win10
  • Wiggets do Qt com tema do Win10
  • SDDM Greeter com tema do Win10
  • Disposição do panel similar com taskbar do Win10
  • Repositório do AnyDesk disponível
  • Repositório Java do Linux Uprising disponível
  • Repositório do Google Chrome disponível
  • Suporte a pacotes debian i386 habilitado
  • Wine instalado

Apps

  • Navegador Firefox
  • Navegador Google Chrome
  • VLC Media Player
  • Audacios Music Player
  • GIMP
  • Inkscape
  • Evince
  • Openshot Video Editor
  • Imagination Slideshow Editor
  • Libreoffice
  • WPS Office
  • Visualizador de Imagem EoG
  • PDF Arranger
  • Master PDF Editor
  • Unetbootin
  • Anydesk
  • Visual Studio Code
  • Blender
  • system-config-samba
  • file-roller
  • galculator
  • xpad
  • gnome-screenshot
  • gnome-disk-utility
  • gucharmap
  • gnome-paint
  • cheese
  • hardinfo
  • gdebi
  • remmina (com plugin rdp)

Utilitários e Bibliotecas

  • zenity
  • traceroute
  • net-tools
  • cups
  • openssh-server (desabilitado por padrão)
  • libnss3-tools
  • samba
  • libpam-mount
  • smbclient
  • libdvd-pkg
  • python3-smc
  • mesa-utils
  • xdg-utils
  • curl
  • graphicsmagick
  • bcmwl-kernel-source
  • rdesktop
  • yad
  • python-gi
  • python2.7

Você pode baixar-lo em: https://winunix.github.io/

12 Curtidas

Você é o idealizador?

1 Curtida

Isso mesmo.

2 Curtidas

Cara, só o algoritimo de descompressão pode ser redistribuído eu sugiro não enviar o compressor na ISO

O mesmo vale pra:

  • Fonts TTF MSCoreFonts
  • Flash player plugin disponível
  • Codecs do GStreamer

Isso pode te dar dor de cabeça, eu sugiro você rodar um post install depois do usuário instalar, eu tô falando isso porque eu mesmo tive problemas com isso

1 Curtida

Alguém ou uma empresa (dona ou representante das respectivas tecnologias) entrou em contato com você para falar de questões legais (isto é, ameaçar de processo)?

3 Curtidas

Microsoft no caso a TTF MS Core Fonts

2 Curtidas

Valeu cara,

Você mantem alguma distro?

Na versão 18.04 tinha um post-install, mas nessa versão infelizmente não implementei ainda.
Perdi muito tempo arrumando ela para o LXQt porque o Lubuntu matou o LXDE e quebrou minhas pernas.

O código do post-install tá disponível em:

Nem foi uma distribuição mas sim um projeto que usa Wine

1 Curtida

Só duas perguntinhas pra ajudar. Tem algum motivo específico de se ter 2 navegadores e 2 suites office? Porque um usuário leigo vai acabar usando um só dos dois. E tendo dois de cada os apps acabam se tornando redundantes.

2 Curtidas

O Chrome também deveria estar nesta lista?

2 Curtidas

@ailtonbsj, tenho uma curiosidade. Seria possível criar um script para transformar o Lubuntu padrão no WinuniX? Ou seja, em vez de você pedir para baixar a .iso da sua nova distribuição, você pediria para o usuário baixar e instalar o Lubuntu e então rodar o script que instalaria os pacotes extras, mudaria o tema e adicionaria essas novas teclas de atalho.

1 Curtida

Me veio na cabeça uma dúvida. Teria alguma forma de você fazer um sistema desse 32bit, para pcs mais fracos. Pois, eu gostei da ideia e estou afim de “converter” umas pessoas para o mundo linux e sua distro pode entrar na lista.

Obs.: Pode não. Vai entrar na lista heheh.

1 Curtida

2 suites office realmente confunde, já navegadores, mesmo win-users básicos, usam d 2 a 3.
Minha irmã, q é uma tapada e sempre gostou do IE(ca), instala (e usa) o Firefox e mais recentemente, o Chrome.

Lembro d 1X, ela estar tentando abrir 1 site no finado navegador da Microsoft e ter vários bugs. Copiei o link, abri no FF (meu sobrinho sempre o preferiu) e colei, abrindo a página sem nenhum problema.

Depois de alguns outros “causos”, minha irmã aprendeu a recorrer a + d 1 navegador.

2 Curtidas

Não sei falar, até onde eu sei não pode ser preincluindo em projetos educacionais, não sei em projetos nesse estilo, eu penso que não faz diferença porque o Deepin trás… mas tem que ser verificado certinho

1 Curtida

O Chrome é mais compatível com aplicações web atuais, tem integração com o sistema operacional quando é uma aplicação PWA. Eu o utilizo em 90% do tempo. Já o Firefox ainda consegue rodar o flash e onde trabalho ele é o navegador homologado para executar aplicativos institucionais.
No tempo que eu acessava o site do Banco do Brasil o warsaw só funcionava bem no Firefox.

O Libreoffice tá disponível pra editar arquivos ODF (odt, odp, ods, odb e odg). Já o WPS Office é muito mais compatível com arquivos MS Office (docx, pptx e xlsx).

1 Curtida

Esse script já existe, esse arquivo .iso foi criado com ele. Distribuí ela porque é mais fácil para o usuário e a execução do script é meio demorada.
Não sei se é compatível com qualquer versão porque criei ele em uma máquina com Lubuntu 18.04 LTS e não testei em outras.
Se quiser testar, acesse o link abaixo e clone o projeto. Baixe a versão 20.04 do Lubuntu e execute o arquivo main sem super usuário no terminal. No decorrer da execução o script vai pedir pra você onde ta o Lubuntu 20.04.

2 Curtidas

Cara já pensei nisso. Mas se a maquina só suporta instruções de 32bits eu aconselho usar o Lubuntu original mesmo, pois é uma distro focada pra maquinas antigas. Os temas e aplicativos são bem leves. A manutenção de uma distro pra duas arquiteturas é muito trabalhosa e acho que é bem difícil alguém não ter uma máquina sem suporte amd64.

Por exemplo, tenho uma versão antiga do WinuniX para projetores Proinfo pregão 2010. Esses projetores vinham com uma máquina de hardware muito capado, não tem HD só um cartão SD de 8GB e mesmo assim suportam amd64.

Não entendo a necessidade de se ficar criando distros e mais distros e, ainda por cima, com o visual tosco do Windows 10. Se a pessoa quiser utilizar o Windows 10, instale-o nativamente. Ninguém em sã consciência consegue ser enganado com essas cópias grotescas de Windows.

1 Curtida

Discordo, cara. É claro que a gente, que estuda a fundo todos esses SOs, sabe dizer o que é com uma foto pequena desfocada de um monitor velho. Mas para muita gente é quase imperceptível, e mesmo que notem algumas diferenças, a familiaridade com os desenhos dos ícones, cores, locais de cada botão, faz muita diferença. E poder simplesmente instalar e já estar tudo configurado e testado é bastante útil.

6 Curtidas

Tem razão. Mas você concorda que para um usuário intermediário/avançado é besteira ficar utilizando esse tipo de frankstein?

1 Curtida