Tiling Window Manager, uma maneira diferente de gerenciar janelas que vem ganhando adeptos

https://diolinux.com.br/tecnologia/tiling-window-manager-uma-maneira-diferente-de-gerenciar-janelas-que-vem-ganhando-adeptos.html

Diferente do tradicional empilhamento de janelas, um tiling window manager trabalha com elas dispostas “lado a lado” possibilitando que o usuário só precise utilizar o teclado.

10 curtidas

Sem dúvidas o @Lavrudinho, é um dos maiores propagadores e incentivadores para utilização de tiling aqui no fórum. Lembro de ficar fascinado, olhando os prints e tentar imaginar como uma pessoa conseguiria trabalhar desta forma.

Para quem sempre utilizou ambientes gráficos pode ter uma curva de aprendizagem no início, porém, uma vez já adaptado ao uso tiling, provavelmente não volta para outra DE.

Senti falta de um vídeo do @Dio testando uma distro com i3wm ou bspwm, fica a dica. Aposto que aguçaria muitos seguidores a pesquisarem e descobrirem toda essa gama.

Windawesome, um gerenciador de janelas “lado a lado” para o Windows

Esse aí eu não conhecia, vou dar uma olhada.

7 curtidas

Bem, é bem confortável usar esses DEs Tiling com resoluções altas, o único ponto negativo é a facilidade de customização, que em geral depende de editar arquivos de texto, falta ainda uma GUI para realizar as modificações.

2 curtidas

Concordo com vc amigo o i3 é uma beleza mas para mim é um pouco difícil achar como configurar algumas coisas.

3 curtidas

Concordo com vc tmb @thespation o i3 é uma beleza não estou afim de voltar para gnome ou kde.

2 curtidas

Agora você está no lugar certo! Fique a vontade para abrir quantos tópicos forem necessários, com certeza tem uma galera aqui que poderá ajudar com as configurações.

2 curtidas

Tenho sempre vontade de experimentar o i3, o bspwm e outros; só que as telas em meus dois notebooks são de 15,6" e 14", e fico com a impressão de que mais de duas janelas lado a lado vai resultar num ambiente fragmentado e claustrofóbico. Estou muito confortável em lidar com janelas na base do Alt+Tab. Mas todo tempo é tempo de saltar em novidades.

1 curtida

Nesse caso, quando parece que a resolução não dá conta de várias janelas, a gente usa um app em cada área de trabalho, jeito tem, é mais costume mesmo.

1 curtida

O bom é que uma vez configurado, basta levar para qualquer lugar que funciona e vale pelo aprendizado, sempre bom conhecer como as coisas funcionam.

2 curtidas

Eu uso o BSPWM e Sway em um monitor de 15.6" 1366x768 (sim, DPI lamentável) e acho que eles têm valor nesse ambiente.

Além da solução “óbvia” de um app por workspace, há os modos “guia” do Sway e i3, e o modo “monóculo” do BSPWM (mais ou menos equivalentes a maximizar). Usando regras e configuração para “reservar” áreas de trabalho virtuais para usos específicos, fica uma versão mais organizada de Win+1/2/3 etc. nos ambientes tradicionais como Cinnamon.

Além disso, esses ambientes são o habitat natural de programas minimalistas sem guias e divisórias (terminais como Alacritty e st, navegadores como Min e Surf, etc.) – o WM pode assumir essa responsabilidade com tranquilidade.

3 curtidas

O Arcolinux, que já usei, tem como ISO padrão a que instala o sistema com três opções de interface gráfica: XFCE, Openbox e i3. Bobeei ao não ter optado por essa ISO (se bem que, pelo Arcolinux Tweak, facilmente, qualquer instalação dessa distro pode incorporar vários ambientes gráficos).

Aliás, o Arcolinux oferece aos amantes dos WMs uma sensacional ISO que põe o sistema de uma vez com com nove opções de ambiente só montado em gerenciador de janelas:

3 curtidas

E de imaginar que um dia eu julguei-o por utilizar este estilo, pois via mais como um amontoado de janelas sem design (???)… Eu mal sabia que no futuro estaria utilizando e amando estes tiling.

Nossa, nunca li tanta verdade e eu sou exemplo claro disso. Quando eu saio da minha máquina principal, um Arch com bspwm e encaro um Windows (para jogos), sinto muito a falta da praticidade de abrir e fechar as aplicações com os atalhos do teclado, movimentar as janelas além de conseguir expandir somente uma (para casos de um foco maior), a organização em árvore e por aí vai.

Sofro com isso as vezes, mas acabou que acostumei-me. Há casos que apenas dou um control+alt+e (meu atalho para expandir a tela) e problema resolvido.

2 curtidas

Obrigado. Assim que surgirem as duvidas vou postar.

1 curtida

concordo 100%… a curva de aprendizado para acostumar com o sistema já é alta e a quantidade de tempo que leva para deixar o sistema “pronto” me afastam até de tentar. Não tenho tanto tempo atualmente.

1 curtida

Você pode usar o Xfce com o I3 como WM ou usar uma distro que ja vem configurada, tipo o Manjaro I3wm.

1 curtida

Estou usando Debian com i3. Instalei por Netinstall. Está muito bom, tmb testei no Arch mas meu :heart: está com o Debian.

3 curtidas

Eu já acho que isso é uma vantagem. Depender de uma interface gráfica para ajustes simples, é um atraso de vida.

Só não entendi o Fluxbox ali… Ele não é 100% tilling, apesar de ser excelente.

Estou no Openbox hoje, mas estou tentando me aventurar no awesome ou i3

Então, talvez você possa enxergar por outra perspectiva: nem todos os usuários sabem realizar esses ajustes.

“Ah! É uma atraso de vida” ou até “azar o deles, aprendam.”

Beleza, você pode talvez pensar assim, mas, desde sempre, a tecnologia teve como função principal facilitar a vida das pessoas. Então, espero que façam algum tipo de interface gráfica para que outras pessoas consigam personalizar seu ambientes Tiling.

E eu, mesmo sabendo configurar por “texto”, preferiria poder alterá-lo assim pois acho mais prático,.

2 curtidas