Steam Deck, o novo PC Gaming Portátil da Valve é anunciado

Agora é oficial, o PC Gaming Portátil da Valve é anunciado e chegará em Dezembro de 2021!

O rumor que havia saído alguns meses atrás de um “provável console portátil” do Steam chamado “SteamPal” acabou de ser confirmado, mas o nome oficial é “Steam Deck”.

Abaixo, alguns detalhes sobre o Steam Deck

Clique para expandir:

Sistema Operacional

image

No Steam Deck, seus jogos são executados em um sistema operacional diferente do seu PC de mesa. É uma nova versão do SteamOS, construída com o Steam Deck em mente e otimizada para uma experiência de jogo portátil. Ele vem com Proton, uma camada de compatibilidade que torna possível executar seus jogos sem nenhum trabalho de portabilidade necessário dos desenvolvedores. Para Deck, estamos melhorando muito a compatibilidade de jogos da Proton e o suporte para soluções anti-cheat, trabalhando diretamente com os fornecedores.

Remote Play

Transmita jogos do seu PC doméstico diretamente para o seu deck, não importa onde você esteja.

APU

Fizemos uma parceria com a AMD para criar o APU personalizado do Steam Deck, otimizado para jogos portáteis. É uma potência Zen 2 + RDNA 2, oferecendo desempenho mais do que suficiente para rodar os jogos AAA mais recentes em um envelope de potência muito eficiente.

Também há uma Doca

O dock oficial sustenta seu Steam Deck enquanto se conecta a monitores externos, rede com fio, periféricos USB e energia. Você também pode usar um hub USB-C alimentado, se tiver um por perto.


O dock oficial será vendido separadamente. Mais informações em breve.

Também terá suporte a Steam Chat, Notificações, Cloud Saves, Loja e Comunidade.
E claro, toda a sua biblioteca de jogos estará disponível para jogar no Steam Deck, podendo continuar de onde você parou no PC doméstico.

Por ser de arquitetura RDNA 2, o Steam Deck terá suporte a Ray Tracing, Variable Rate Shader e outras tecnologias (é a mesma arquitetura da nova geração, PS5, Xbox Series X e S).

Você também poderá ter outras lojas, como a Epic Games Store e Battle.net, além de também poder instalar o Windows, se assim desejar.

Para todas as especificações ténicas do Steam Dock, acesse: Steam Deck :: Tech Specs

Versões e preços

O Steam Deck terá 3 versões disponíveis, de US$ 399 com 64 GB, US$ 529 com 256 GB e US$ 649 com 512 GB.

No momento, o Steam Deck só estará disponível nos EUA, Canadá, União Europeia e Reino Unido. Infelizmente o Brasil não está incluso na lista, mas a Valve informou que o Steam Deck estará disponível em mais regiões em 2022.

Site Oficial do Steam Deck: Steam Deck
A Página do Steam Deck no Steam: Steam Deck

Referência: Steam Deck no Tecmundo

Créditos: Jogos Brasil

13 curtidas

Como diz o Nate Graham, é mais um passo do plano de dominação mundial do Plasma, que estará cada dia mais sendo utilizado em diversos dispositivos. E como o Steam Deck pode ser utilizado como PC, só de ter por sob o capô a interface KDE Plasma, mais usuários conhecerão tanto o Linux quanto o projeto KDE. This week in KDE: KDE-powered Steam Deck revealed! – Adventures in Linux and KDE

5 curtidas


Infelizmente, nós, brasileiros, não seremos capazes de viver esse momento. Os preços no Brasil vão ser absurdos, mesmo que o console seja comercializado nacionalmente. O único jeito, inicialmente, seria ir pessoalmente nos Estados Unidos e realizar a compra.

De qualquer forma, eu espero que essa iniciativa se concretize como um sucesso, porque só temos o que ganhar com isso, assim como já estamos ganhando, uma vez que os problemas com anticheats que impossibilitam certos jogos online, segundo a Valve, já estão sendo resolvidos.

3 curtidas

Pois é, até aí tudo aqui é caro hoje em dia. Mas acho que dessa vez eles têm um preço competitivo, visto que é um PC completo no aparelho. Aqui no Brasil, a menos que fique mais barato que um XBox Series S, a adoção não deve ser lá essas coisas.

5 curtidas

Não tem como ser contra esse projeto, de uma forma ou de outra ele trará inovações.
Só o fato de se ter uma nova plataforma no mercado já é empolgante. Em uma tacada só é uma forma de revigorar os portáteis acabando com o monopólio, reavivar o uso de jogos em computador (isso sob uma forma diferenciada de jogar) e de popularização do Linux entre a comunidade de “gamers” (o que é particularmente ainda mais agradável por ser KDE Plasma).
Sendo popular ou não, competindo de igual para igual ou não com Nintendo Switch, a possibilidade de um grande legado futuro é o mais importante.

4 curtidas

Com certeza será caro, mas, afinal, o que não está caro em se tratando de computador no Brasil fora os Chromebooks?! Uma solução caso a demanda eventualmente seja grande no Brasil e justifique,seria a nacionalização da produção. Não sei se a Valve permitirá a terceirização da fabricação sob licença, mas, ela permitia no caso das Steam Machines e isso sim tem a capacidade no caso brasileiro de reduzir significativa valores.

2 curtidas

SE conseguirem resolver os problemas com o Easy Anti Cheat pelo proton, a maioria talvez decida manter o sistema padrão.

4 curtidas

Essa versão com eMMC não pode ser problemática para jogos AAA?

3 curtidas

Qual a arquitetura desta nova plataforma steam?

É uma APU da AMD mas como se trata de jogos na Steam com Archlinux, quase certeza que é amd64, ou x86_64. Não creio que seja aarch64, ou ARM64. Não sei se o Proton foi desenvolvido para essa arquitetura.

2 curtidas

A arquitetura é x86_64. O processador da APU é baseado na arquitetura Zen 2, dos AMD Ryzen de 3ª Geração. Tem 4 núcleos e SMT, o que resulta em 8 threads. O chip gráfico integrado à APU, por sua vez, é baseado na arquitetura RDNA 2.

O consumo de energia estimado para a APU (CPU + GPU) é de apenas 4W a 15W. A memória RAM (a VRAM é compartilhada) é composta por insanos 16GB LPDDR5.

Em resumo, o hardware dele é suficiente para fazer o Nintendo Switch comer poeira: Steam Deck :: Tech Specs. O poder em TFlops divulgado para a GPU (1.6 TFlops) aproxima-se do Playstation 4 (1.84 TFlops).

4 curtidas

Também creio, mas espero que o sistema embarcado seja otimizado, já que é um hardware específico; também seria interessante notar que a fluidez em utilizar o sistema padrão fosse superior a utilizar o Windows no Steam Deck, para afastar de uma só vez que o Linux não é uma plataforma para games.

Para rodar na resolução nativa creio que nenhum game terá dificuldades em rodar, talvez as limitações sejam no modo dock, transformando ele num PC de fato. Estou ansioso para vê as reviews, e também para saber o poder do Plasma5 neste pequenino portátil.

2 curtidas

Certamente. Há diversos jogos AAA que precisam de mais espaço que isso… E não é legal depender da utilização de um cartão SD adicional, dadas as limitações de velocidade. Eu diria que apenas as outras duas versões são interessantes para quem quer realmente aproveitar o equipamento ao máximo.

Sim, na resolução padrão dele, 1280x800p, a APU vai ter ótimo desempenho. Complica apenas para quem quiser usar o dock e ir muito além disso.

No geral, é um equipamento muito impressionante. É poder computacional demais para algo tão pequeno.

3 curtidas

Se trata do Archlinux com KDE Plasma com foco em jogos, então o sistema pode ser tratado a ser extremamente leve, algo que o Windows não pode fazer a menos que seja o Windows Embedded Edition, que já não é acessível para o consumidor final. E como archlinux não é exatamente um sistema pronto mas sim um sistema DIY (Faça você mesmo), dá para selecionar o que vai e o que não vai nele. Eu creio que ele tenha o “bare minimum” para funcionar, afinal ele tem foco em jogos. Mas tendo o Discover no meio, quem quiser entrar no Plasma para usar como Desktop além de “Nintendo Switch Pro”, vai poder instalar tudo por lá mesmo, caso a Valve coloque o packagekit no sistema. Super leve e super utilizável. E o Pop OS já tem menos “overhead” que o Windows, de acordo com um vídeo que vi sobre jogos no Linux, então archlinux se beneficiaria disso mais ainda, por usar KDE Plasma ao invés do Gnome e ter bem menos rodando no plano de fundo

5 curtidas

A decisão de usar Arch com Plasma foi a mais acertada de todas as definições do portátil.

3 curtidas

Vídeo mostra Valve Index funcionando no Steam Deck, além do acesso a área de trabalho do KDE Plasma diretamente pelo Steam Deck, sem a necessidade de conectá-lo a uma doca.

3 curtidas