Meus aplicativos de produtividade no Windows 10

Com a rotina de trabalho remoto que estamos vivendo, a busca por produtividade nunca esteve tão em alta, já que para muitas pessoas trabalhar em casa e produzir a mesma quantidade ou até mais do que era produzido no regime presencial pode ser desafiador.

Por conta disso, vários aplicativos surgiram ou ganharam foco por auxiliar os usuários a se manterem produtivos, oferecendo diversos recursos que após algum tempo de uso é quase impossível viver sem.

Durante minha jornada pulando por vários sistemas operacionais, baseados tanto em Linux, quanto em Windows estou utilizando o Windows 10 como meu sistema operacional de produção e acumulei alguns aplicativos “indispensáveis” para me sentir produtivo.

Preparei uma pequena lista com alguns deles para que você também possa conhecer e quem sabe utilizá-los em um futuro.

PowerToys, o melhor do Linux no Windows

A Microsoft já não é a mesma empresa de antigamente e cada vez mais traz ferramentas de código aberto para seus usuários. Uma que se tornou indispensável para mim é o PowerToys, que reúne as melhores funções que existem no Linux e as traz para Windows.

A partir de uma única aplicação temos recursos como:

  • Modo ativo: Semelhante a extensão Caffeine;
  • Seletor de cores;
  • FancyZones: Semelhante ao gTile;
  • Visualização de ícones ­*.svg* e arquivos Markdown no gerenciador de arquivos;
  • Redimensionador de imagens;
  • Gerenciador de teclado: Para criação de atalhos e remapeamento de teclas;
  • Renomeador de arquivos em massa;
  • Barra de pesquisa: Semelhante ao spotlight do MacOS;
  • Guia de atalhos do Windows.

De fato, são várias funções e por se tratar de uma aplicação de código aberto, vários desenvolvedores ao redor do mundo podem colaborar e deixar o PowerToys ainda mais poderoso do que ele já é.

O aplicativo está disponível de forma gratuita através do GitHub do projeto.

EarTrumpet, gerenciando as saídas de som

Após minha experiência de 30 dias com o KDE Neon, um recurso com o qual eu acabei me acostumando era o gerenciador de volume do sistema que além de te dar a opção de selecionar o dispositivo que estaria reproduzindo os sons, possuía um gerenciador de volume individual por aplicação.

O gerenciador de volume padrão do Windows 10 é bastante simples, te permitindo escolher apenas o dispositivo e o volume geral. Caso você precise de trabalhar com o volume individual da aplicação, é necessário abrir o velho aplicativo “Mixer”.

002 - Mixer

Embora seja bastante funcional, o aplicativo possui o visual legado do Windows 7 e não parece integrado ao sistema, e é aí que o EarTrumpet dá o seu show.

Através de um único ícone, é possível gerenciar todas as saídas de som e softwares que reproduzem áudio, de uma forma simples é rápida, além de ser agradável aos olhos do usuário final.

Seu design é bastante intuitivo e o aplicativo é bastante estável. Eu o utilizo desde o final do ano passado e nunca tive problemas como o aplicativo parar de funcionar ou eventuais “crashs” após uma atualização de sistema.

O aplicativo está disponível de forma gratuita através da Microsoft Store.

OneDrive, mantendo os backups em dia

Outra aplicação indispensável para mim hoje em dia vem sendo o OneDrive. O aplicativo que já vem pré-instalado no sistema da Microsoft vem sendo meu cliente principal de backups após eu desistir dos serviços da Google.

Um dos pontos que me chamou a atenção foi a integração com o sistema, já que eu raramente percebo que o aplicativo está rodando, além do fato de que os arquivos não precisam estar fisicamente no computador para que eu os acesse, fazendo com que eu não gaste espaço físico com arquivos que eu não vou utilizar em determinados momentos.

O aplicativo vem pré-instalado no Windows 10, mas pode ser baixado através do site oficial. Também é possível utilizá-lo no Linux através do cliente Onedriver ou do projeto Onedrive do desenvolvedor Abraunegg.

Groupy, gerenciando janelas de forma inteligente

Uma das coisas que eu mais senti falta no Windows era o recurso de agrupamento de programas que o Pop Shell traz no Pop!_OS. Após muitas pesquisas o único software que eu encontrei e realizava essa função foi o Groupy.

Custando a bagatela de R$ 10,00 (dez reais), o Groupy traz o recurso de abas para o gerenciador de arquivos, algo que eu senti bastante falta, além de permitir que o usuário agrupe diversos programas diferentes, otimizando o espaço em tela e a organização de janelas.

O aplicativo é pago está disponível através da Steam.

Você conhecia algum dos aplicativos acima? Qual outro aplicativo você recomendaria? Deixe sua opinião nos comentários e até o próximo artigo!

18 curtidas

Cara, teu post é super necessário.
Rapidamente parei para pensar e vi que quase não temos conteúdos com esses assunto.

Eu não tenho uso muito diferente do seu, mas faço suas palavras sobre o Onedrive, às minhas. É incrível como ele deu um novo sentido para a experiência de uso do Windows.
Também tô nessa vibe de trocar os serviços google pelas soluções da Microsoft. Até porque vejo a Samsung trazendo várias soluções de integração dos seus smartphones ao windows.

Então acrescendo a sua lista, eu indico o aplicativo Seu Telefone, para quem algum Galaxy.

6 curtidas

Obrigado pelo feedback @Gtavares153, este é um dos conteúdos que eu quero trazer para o fórum e o blog, e certamente teremos mais posts neste estilo ao longo dos tempos, quem sabe o “Seu Telefone” não apareça?

4 curtidas

Gostei bastante do seu post!

Eu costumo utilizar apenas o OneDrive e não conhecia os outros aplicativos. Vou baixar esse PowerToys e o EarTrumpet para experimentá-los.

2 curtidas

O Power Toys é o que eu mais utilizo no dia a dia, ele me quebra muitos galhos. Já o EarTrumpet se tornou o app mais necessário pra mim por conta de utilizar bastante aplicativos de áudio.

Opa; gostei heim
Vou aguardar as postagens, porque o universo Windows realmente tá “precisado”. rs

1 curtida