Dilema de interfaces gráficas

Recentemente eu entrei em um dilema. Assim, eu gosto do jeito que o gnome trabalha com as áreas de trabalho virtuais, eu também gosto do visual do deepin e dos aplicativos dele mas eu também gosto da personalização do kde. aí acaba que eu fico variando nas 3, mas eu queria ficar e uma que combinasse isso. Eu fiz essa pergunta em alguns grupos de telegram, e o pessoal indicou eu usar WMs, oque vcs me aconselham?

1 Curtida

Eu já tive muito no dilema KDE vs Gnome. Gnome me passa um ar harmonioso, de simplicidade, que eu gosto.

Entretanto, para mim, o Gnome tem maneiras não ideias de otimizar as coisas e escolhas “sem sentido” que atrapalham mais que ajudam.

Como o KDE é um ambiente bastante personalizável, eu configurei o KDE para ter as características do Gnome que eu gostava.

Resolvi o meu problema dessa forma e fiquei com KDE.

Uma coisa que ajuda a escolher é saber o que te faz querer ficar com um e com o outro. E ponderar quais coisas pode ter em cada um. Para mim, como a interface, design, essas coisas, pesam muito, foi um pouco mais complicado, pois o Gnome, a meu ver, é imbatível nesse aspecto.

Mas no final eu tive que ceder um pouco em detrimento de uma melhor experiência para o meu uso, no Dektop.

6 Curtidas

valeu cara, atualmente eu tmb to no kde mas, assim como vc eu acho ele meio deselegante. mas vou dar mais uma olhada n personalização dele

1 Curtida

Tem muita ideia legal para personalização aqui nesse post:

Eu recomendaria você ficar com o KDE, pelos motivos:

  • É um dos principais ambientes de desktop do Linux, sendo um projeto bem maduro, ainda que tenha muitas coisas a melhorar.

  • Os aplicativos disponíveis, proporcionam um ambiente bastante completo e coeso.

  • As opções de personalização, como você mesmo citou. Você pode customizar o KDE e deixar do jeito que você quiser, parecido com o Deepin, ou com o GNOME…

Se você não se importasse muito com opções de personalização, e quisesse um ambiente mais minimalista, e ao mesmo tempo bonito e moderno, eu recomendaria o GNOME.

1 Curtida

Aconselho ficar no mínimo 6 meses em cada, usar de verdade para o dia dia, trabalho em fim…então depois de 1,5 anos, com certeza tu vai saber a que se encaixa melhor no seu workflow ou qual você se adaptou melhor, a que causa menos problemas…mas use cada uma seguindo ao máximo sua “filosofia” ou proposta principal dos devs…

1 Curtida

mas isso vc consegue passar por cima com o tanto de personalizações que o KDE permite.

Acho que o KDE seria a melhor opção justamente por isso, dos que vc citou acima o KDE é o que te vai permitir uma maior “transformação”

1 Curtida

Concordo com os colegas: com o KDE Plasma é possível simular algo próximo das experiências proporcionadas pelo GNOME ou pelo Deepin DE.

1 Curtida

Não tem jeito…

Kde,gnome,deepin,xfce,mate,cinnamon…e etc…
Só utizando cada um por um tempo.

Pode ser até por virtualização…

Todos funcionam e vc consegue fazer as tarefas do dia a dia sem problemas, assim como no windows…

Destes citados, o único que não utilizei foi o deepin, mas testei no modo virtualização e não gostei.

No seu post inicial você colocou que lhe indicaram o uso de WM e vou te dizer que passei este final de semana usando o i3wm, achei fantástico, adorei. Estou até cogitando adotá-lo como padrão. É um mundo totalmente diferente, mas vale, pelo menos, a experiência de experimentar por um tempo. 10x0 em matéria de produtividade, pelo menos no meu caso. Usei o Manjaro i3wm que já vem lindo de fábrica, como é padrão do Manjaro. Testei também o EndevourOS (que já é configurado durante a instalação do sistema) e o Slackware com i3wm (que tive que fazer tudo na mão como é de praxe).

2 Curtidas

Me identifiquei, assim como você, utilizei o Deepin por um bom tempo, depois me aventurei com o plasma e me apaixonei pela forma que o gnome trabalha com múltiplas áreas de trabalho.

Acabei descartando o Deepin por ter mudado para uma personalização que não me agradou (v20) quanto ao plasma, nunca achei responsivo na minha máquina (como comentei aqui) restando o gnome, entre outros.

Depois de um tempo comecei a perceber que não gostava exatamente do gnome e sim da forma com que conseguia trabalhar as áreas virtuais, fazendo-me testar i3wm e bspwm.

Comecei fazendo um teste, fui personalizando, ficando mais minimalista, não abrindo mão das possibilidades e hoje estou bem contente com o que posso personalizar sem perder o foco na produtividade.

Vi que gosta de personalizar, até criei um tutorial ensinando a colocar módulos na i3blocks:

Como incluir módulos no i3blocks - Linux / Dicas e Tutoriais - Diolinux Plus.

Hoje até mesmo para testar alguma distro, mesmo para testar por pouco tempo, instalo i3wm ou bspwm para ficar do meu agrado. A produtividade que o teclado exerce é recompensadora, isso sem se desprender do mouse:

PopOs com bspwm:

Comentei porque vi que as nossas histórias são bem parecidas, algo me diz que em breve vai ficar igual a mim

:laughing:

2 Curtidas

Só preciso vencer a inércia da preguiça pra instalar na máquina principal. :blush:

Até estava vendo pra instalar só o i3wm sem remover o KDE Plasma do Manjaro, mas andei lendo que pode não dar muito certo.

Legal seu tutorial, certamente irei lançar mão dele logo logo.

Já fazia um tempinho que eu estava com vontade de experimentar algum wm, calhou de ser neste último final de semana. Quem sabe no próximo eu venço a inércia e mudo de vez… :wink:

1 Curtida

Qual a vantagem do I3WM sobre o KDE Plasma? Aqui eu consigo mudar de atividade/área de trabalho com duas teclas. O i3WM apresenta o que de novo?

Obrigado.

Gosto de usar mais de uma janela aberta ao mesmo tempo, com ele eu não preciso ficar redimencionando e posicionando as janelas com o mouse, ele faz tudo automaticamente, inclusive uso muito menos o mouse, tudo é feito basicamente com o teclado. Normalmente quando fico muitas horas no computador o uso do mouse me cansa um pouco. Me sinto muito mais produtivo, ágil e confortável com ele. Além de ser extremamente leve, elegante e muito fácil de configurar.

Imagino que para quem mexe muito com terminal, programando, basicamente coisas que precisem bastante do teclado, deve ser uma mão na roda mesmo.

Agora entendi o espírito do coisa. Para meu uso, como é bastante misto, não sei se ficaria legal.

Valeu pela dica.

1 Curtida

Faça um teste, vai se surpreender. Comecei a brincar com ele numa vm. O Manjaro i3wm vem prontinho e é muito bonito.

Tava pensando aqui e definitivamente o gnome não é pensado pra se usar em monitores com resolução inferior a 1080p.

Sempre que quero usar uma nova distro eu instalo ela em um notebook mais humilde que tenho aqui, uso por um tempo antes de bater o martelo e instalar no meu PC principal de produção. Fiz isso recentemente com o Pop!_OS, instalei no meu thinkpad velho de guerra, rodou de boa mas no monitor 720p dele me incomodou extremamente o tamanho da aba nas janelas, quase 2 dedos de largura, vai metade da tela aquilo :laughing: :laughing: :laughing: :laughing:

Já no PC de produção com uma tela 1080p e um monitor secundário ulta-wide com resolução 2k a coisa muda completamente, fica lindo e totalmente funcional.

2 Curtidas