Como vocês migraram para o Linux? Porquê?

Muito massa @fastos2016 , obrigado.

3 curtidas

Eu experimentei por curiosidade mesmo por volta de 1998 e como tinha tempo na minha época de escola encarei logo de cara o Slackware e fiquei um bom tempo com ele fazendo besteira e dando kernel Panic no pc em dual boot com o windows. Quando entrei na faculdade deixei um pouco de lado, nao sou da área de TI. Mas sempre ficava no subconsciente dizendo pra voltar. Pro final da faculdade as distros começaram a ficar mais User friendly e decidi voltar a usar e voltei usando o Ubuntu, passei um tempo nele e nao me acostumei migrei para o Fedora / Debian e estou ate hoje. Desde 1998 com o sistema, alem do macOS e windows. Agora uma curiosidade, todos voces sao da área de TI ou tem algum ou outro perdido fora da área como eu ? kkkk
abs

5 curtidas

Todos eu acho que não, mas eu sou
Conheci melhor o mundo do pinguim depois que eu tava pesquisando alguns assuntos do curso de manutenção, daí caí de paraquedas num video do Dio :sweat_smile:

3 curtidas

Penso que foi uma coisa natural, ao gostar de tecnologia e programação, após a entrada na universidade para fazer um curso de programação de sistemas de informação, foi me apresentado como objecto de um pequeno estudo de arquitetura o Linux Mint (Cinnamon).
O meu Laptop já tinha 6-7 anos, sempre que o windows 7/10 ficava muito tempo no pc ele acabava por ter paragens e lentidão, utilizava windows piratiados para fazer a formatação, pois não tinha possibilidades de comprar o windows, ou chaves, todas as vezes que formatara.
Com essa pequeno estudo, bastante pequeno aliás, decidi experimentar o Linux, aprender e migrar pelo menos 95% do meu workflow para ele.
A Universidade disponibiliza windows 10 para os alunos poderem usar, mas quando acabar o curso não terei mais oportunidade de ter isos e key “grátis”, por isso obtei pelo Linux.

3 curtidas

Eu sou perdido hahah. Faço teologia.

4 curtidas

A primeira vez que usei Linux, foi num pc que meu pai comprou e veio com Ubuntu, eu era uma criança, mas ja era curioso e queria saber o que era aquilo, fucei tudo que dava, mas voltei ao Windows, pois meu irmão e meus pais não sabiam mexer no Ubuntu, depois que comprei meu note, formatei para Linux pela curiosidade e porque tava cansado de ver a tela preta de software não licenciado do Windows 7 e aquela marca d’água do Windows 10, passei a usar softwares Open Sources e Free, não sigo a risca a filosofia, mas já não uso nenhum crack ou meios de arranjar programas gratis e tal.

6 curtidas

atualmente uso o Linux como um Hobby, tipo aprender e navegar na NET, uso o dia inteiro, esta me servindo bem como sistema primario, uso o Windows 10 somente para produtividade.

2 curtidas

Migrar mesmo, só depois dos fiascos do W8, W8.1 e W10 que não me agradaram em nada. Até o W7 eu sempre usei em dualboot.

3 curtidas

Eu sempre gostei muito do Linux, mas estava no esquecimento e parei de acompanhar já que não conseguiria rodar os jogos que queria e Dualboot para mim não rolava, não gosto de paliativo, acho viavel perder tempo tentando fazer algo funcionar mas se não funciona não quero, eu já estava novamente de saco cheio do meu PC pois tudo estava lento e trabalhoso, Windows nunca foi para hardware defasado, quem tem Hardware novo reclama pouco, quem ta com um antigo reclama muito, quando ver um Linux user mente falando que o Windows ta maravilhoso e que ficou 2 anos sem formatar o PC.
Até que vi o Dio rodando Warframe no Linux, fiquei louco e fiz um dual boot pra testar, por sorte a minha placa de video ainda recebia suporte e pude receber as melhorias de desempenhos devidas, agora parece que as novidades não vem mais pra mim, ainda não estava perfeito mas peguei um período bizarro de release semanais do DXVK e Wine, O Sir Rob Linux tem uma serie de noticias semanais e quando conseguia publicar no dia já tinha versão nova, era louco, em 3 meses todos os bugs visuais já tinham sumido no Warframe que é um jogo complexo apesar de leve.
Comigo nunca sai simples por mais que tenha que ser, apanhei para deixar o linux como deveria, fora que ainda tinha que entender o que era o Drive MESA e por que não usar o AMDGPU Pro e entender o que era AMDVK, testei com partição NTFS e depois de teste em ETX4 pra ver que tinha ganho melhorias, quando de repente já estava rodando igual no Windows, até que veio atualização de pré shader da Steam e fico melhor que no windows, agora pra mim é só instalar um Linux com Kernel 5+ e pronto, mas ainda perderia tempo testando sistemas, procedimentos e drivers diferentes.
Hoje só uso Linux por que é o que funciona, não me interessa detalhes conceituais ou principios de politica de comunidade, o que me interessa é que funcione e eu esteja satisfeito, não me interessa se é wine ou Nativo, se for pra ser tudo via wine e funcionar estarei feliz, se a pessoa acha isso gambiarra não me importa, não é Antiético. Funciona e é o que eu quero e quero que melhore.

3 curtidas

Desempenho, Antivirus e Atualizações.
Desde o Windows 7 notava que para que computadores pudessem ter performance e ainda assim continuassem bonitos e funcionais, tinha que dar uma bela capada no sistema. Mas quando descobri o mundo linux, ví que o que a Microsoft tava apresentando então como os melhores recursos e aparências mais modernas no seu “Menos é mais”; No linux já existia a anos! Fora que pra uma máquina que já rodava um XP sp3 engasgando com qualquer programinha mais pesado como um IE que é nativo e vivia travando a interface, ou seja, ‘O de mais moderno’ que tava sendo ainda copiado, ainda estava sendo feito errado :man_facepalming:.
Já no linux (Ubuntu 9.04) rodava levinho, de boas, pela metade do preço (usando ainda menos da metade da memória RAM), com praticamente o que é necessário já pré-instalado, e o mais incrível: não tava rodando pq tava instalado no HD, mas tudo em modo live, pelo CD :heart:. Quer dizer, ter um sistema completo na mão e rodando aonde eu quiser era TOP.
Só quem não gostava eram os donos de Lan House. Por causa do siftware deles de bloqueio de tempo. Mas q permitiam eles verem o que o usuário tava fazendo.

Outro ponto foi os Virus. Cara, você instalava no Windows diversos antivirus diferentes (um após o outro, pra não dar conflito, é claro) e nada deles pegarem o ‘desgramado’. Fora quando ele tirava a sua autoridade de administrador e não te deixava nem entrar em modo seguro. Antivirus pra que? Só ocupavam memória, processador e o danado lá fazendo a festa no seu sistema!
Já no linux não tinha e não tem desses problemas (claro, se o virus não for pra linux, mas a diferença é a facilidade que você mesmo tem de resolver/apanhar a praga).

Atualizações. Software opensource.
Depois que você conhece como são construídos e disponibilizados as correções. Só de saber que vc vai estar com a ultima versão mais estável e segura, você sente seu coração se acalmar.
Fora que a forma de se atualizar vc escolhe quando, o quê e de que forma vai consumir a rede/espaço de hd.

Foram essas coizitxas q me fizeram migrar :star_struck::+1:

:penguin::cactus:

5 curtidas

o ultimo windows que eu tive foi o xp depois dele eu não goste dos outros inclusive usei ele desde 2014 que foi o ano da descontinuação depois eu vi uma reportagem do globo repórter que falava sobre hacker e eles mostram um cara mexendo no terminal no ubuntu unity, po foi amor a primeira vista no outro dia fiquei procurando que distro era aquela até que achei a review do ubuntu 14.04 no canal do dio e foi assim minha entrada no linux. não tinha gostado do vista, 7, 8 e nem o 10 quando saiu a unica coisa que tinha achado interessante do windows 8 e 10 é que dava pra jogar asphalt 8 no pc mais não me faz falta. Hoje já faz tanto tempo que uso o linux que fico perdidaso quando mexo nos windows dos outros.

3 curtidas

Como vocês migraram para o Linux? Não me lembro bem, mas acho que usei um CD para instalar o Mandrake. Respondi corretamente à primeira pergunta, não respondi? :wink:
Porquê? Eis a minha lista dos porquês: gratuito, seguro, altamente customizável…

1 curtida

Qual era a distribuição?

@Lynxer10 Nossa, você é da velha guarda! Usar Linux ainda na década de 90 sem ser da área de T.I. não era para qualquer um.

P.S.: não sou da área de T.I.

@Wdlctrl Li seu relato mentalmente como se fosse um testemunho/depoimento daqueles canais de televendas de produtos importados dos Estados Unidos, onde tudo é dublado de forma curiosa, rsrs.

5 curtidas

A primeira foi Ubuntu 13.10. Ai eu me empolguei tanto que baixei logo depois Lubuntu, Xubuntu, Ubuntu Studio, Ubuntu Mate, Puppy Linux, Slitaz Tiny Core, Big Linux, Slax, etc. Faz tanto tempo, que nao lembro direito…

3 curtidas

eu migrei pq o windows é um sistema muito falho, muitos processos, muitos bugs.

3 curtidas

triste ne cara? Ficando velho na moral…

kkkk eu confesso que li o relato do amigo acima da mesma maneira… fiquei rindo sozinho por conta disso. Vejo que nao foi somente eu. Abs

3 curtidas

Bom, eu praticamente caí de paraquedas.
Conhecia o termo “Linux” e sabia que era um S.O., que era mais seguro que o Windows, mas achava que era muito complicado. Meu conhecimento era esse.
Em um dia de tédio, resolvi pesquisar “Porque o Linux não pega Vírus”, e cai em um vídeo do Diolinux no YouTube. Depois desse, vi outros vídeos e, por fim, resolvi instalar o Linux Mint em dual boot com o Windows.
Fiquei cerca de 2-3 Semanas com o Linux Mint e conheci o KDE Neon, e resolvi instalá-lo, e estou com o sistema a cerca de 3 meses.
Me adaptei muito bem e, apesar de manter o Dual Boot, uso o Windows muito raramente, faço a maior parte das coisas no Linux. Além disso, pesquisei e aprendi um bocado e, apesar de ainda ser um “noob”, hoje percebo que Linux não é um “bicho de sete cabeças”.
Se eu pudesse resumir os meus motivos por usar Linux em termos chave, esses seriam:

  • Segurança;
  • Controle sobre o Sistema;
  • Privacidade (nada de processos em background roubando seus dados);
  • Curiosidade;
  • Filosofia Open Source;
  • Desempenho;
  • Comunidade.
4 curtidas

Eu achei mais parecido com aqueles testemunhos de ex dependentes, “sair da vida do crime e afins”, meu irmão (apesar de não ser um dependente) falou bem parecido rsrsrs

4 curtidas

Rapaz, durante muito tempo, trampei com o windows no caso, 7,8.1, 10, só que eu recomendava para quem queria formatar ou atualizar pra um novo windows, avaliava as config do computador da pessoa e dizia o que poderia rodar de boas, e aquilo que nao ia ficar tao bem mas com uns ajustes rodaria, mas caia sempre no problema de consumo de memoria e de lentidão, foi a e que eu também me vi nesse dilema, quando estava instalando 10 de RAM do meu notebook e 1tb, ele e meio antigo, um i5 da terceira geração, mas mesmo assim, ele travava muito no win 10, e pra essas config não era para estar, consumia de inicio 3 a 4 de RAM só pra iniciar mesmo tirando varias firulas, a e me embocetei, e resolvi testar varias distros, na raça, Ubuntu, Mint, pop!_Os, e agora estou de boas no Manjaro KDE, que se quer consome 600mb, e já instalei o pop no pc do meu irmão com 4 de RAM e caiu como uma luva e olha que e um celeron lazarento, e esta minha historia, e esperando chegar meu sugador e meu ferro e umas pilhas de litio pra concertar o PC de minha mãe, e largar um xfce no pc de minha mãe com 2gb de RAM e uns 120 de ssd, e isto senhores

4 curtidas

Ah comecei a usar por indicação, Windows sempre funcionou muito bem e talz so que tava meio enjoado ate pq tudo funcionava bem e vivia quase atoa navegando kkkkkkkk, dps que eu comecei a trabalhar com informatica ai acabei deixando em dualboot e to tocando ate hj kkkkkkkkk mas a unica coisa que me deixa chatiado e essa bosta de filosofia GNU, tirando isso o negocio e bom de usar

1 curtida