Como vocês migraram para o Linux? Porquê?

Na verdade, simplesmente enjoei do Windows. E aquele negócio da pirataria, ficava me perseguindo. E em 2017, optei pela migração completa para o Linux; testei alguns distribuições - que quebrarem rapidamente comigo :sweat_smile:; e acabei me acertando com o Deepin (já faz mais de 2 anos, que uso ele como única distribuição no notebook).

4 Curtidas

Eu enchi o saco do Windows e a falta de opção que eu tinha pra customizar, achei o subreddit do unixporn e fiquei impressionado com as possibilidades, já mexi com Linux em servidores pra hospedagem mas nunca usei a fundo, na época tava começando a ficar estável o projeto do DXVK aproveitei pra testar de repente eu percebi que passei um mês sem usar o windows daí fiz a migração de vez passei uns 2 meses com Ubuntu e pulei pro Arch, pela primeira vez sinto que eu tenho um sistema onde eu tenho controle e é visualmente como eu sempre quis.

3 Curtidas

Eu fui fisgado pela customização e a estabilidade. Sem travamentos inesperados e capacidade de customizar a aparência e a usabilidade. Comecei no Ubuntu e hoje estou no Kubuntu, cada vez mais apaixonado pelo lado KDE da força.

3 Curtidas

Que relato fascinante!

2 Curtidas

A primeira vez que usei o Linux foi em 1998 com o Korumim, gostei muito mas não tinha tantos programas, mas agora quando peguei esse notebook eu já pensava em testar o Linux por tudo que andava lendo a respeito, a princípio instalei o Ubuntu Gnome, depois o Kunbutu e lendo resolvi testar o Linux Mint e me adaptei muito bem, estou gostando muito.

2 Curtidas

Eu sempre utilizei o windows, mas utilizava o ubuntu de vez enquanto para fazer trabalhos da faculdade. Como me tornei desenvolvedor e fiquei mais preocupado com as questões de pirataria e tal, resolvi migrar de vez para o linux e para o software livre.

3 Curtidas

Eu migrei para o Linux pelo motivo mais non sense possível. Meu primeiro contato com o Linux foi no Ubuntu 12.04, em 2013. Meu PC estava travando, então os técnicos colocaram o sistema, e como ele continuou travando, formataram ele de novo, colocando então Windows.

Janeiro de 2019, eu me aventurei por aquele mundo de custom ROMs que o Dio recém explicou num vídeo, e eu precisava mexer com o ADB (Android Debug Bridge). Na página que explicava como funcionava, dizia algo sobre o ADB ser mais fácil de usar no Linux. Então eu pensei: “Linux… Linux… aonde eu ouvi esse nome antes? Ubuntu Linux!”. Fui dormir, e no dia seguinte, levantei convicto de que iria instalar o Ubuntu. Deixei a iso baixando enquanto ia ao médico, e quando voltei, instalei o Ubuntu 18.10, Cosmic Cuttlefish. O plano original era eu fazer um dual boot, mas na hora da instalação, mesmo com aquela opção super conveniente de fazer dual boot, formatei o PC e instalei o sistema.

Resumo da ópera: eu entrei no mundo Linux da noite por dia. (eu disse que não fazia sentido)

6 Curtidas

Foi no primeiro PC q eu montei pra mim. não tinha um hardware muito bom, um Celeron D, 512MB de RAM, e uma VGA de 128MB, o que um cara de 13 anos desempregado podia comprar.
O Windows XP tava me dando dor de cabeça, eu já tinha uma certa experiencia com linux, os PCs da escola q eu estudava na época tinham Debian e Linux Educacional tbm ( que se eu n estiver errado era um fork do Ubuntu ou do próprio Debian).
Pesquisando por distros baseadas no Debian (mas leves pq meu PC era uma carroça e mais fáceis de se usar pq eu ainda era novato) acabei encontrando o Linux Lite , que foi minha porta de entrada pro linux.
A transição do Windows pro linux ocorreu dentro do próprio Linux Lite, já que ele vinha com suporte nativo pro Wine, então ficou mais fácil.
Quando tive oportunidade de montar um PC melhor, usava dual boot entre o Ubuntu e o Windows 10, só pela jogatina mesmo, o resto eu fazia tudo no Ubuntu.
Tem quase um ano e meio que eu vendi aquele PC e comprei um notebook, desde então eu nunca mais usei Windows, só Linux.

3 Curtidas

Quando eu comprei um PC ele veio com o Insigne e eu me virava muito bem no sistema (eu era criança não tinha noção nenhuma de informática), então veio um “técnico” pra ver um problema com as caixas de som e começou a colocar defeito no sistema, daí pra frente foi só problema com o Windows, aí depois de um tempo eu instalei uma distribuição (lubuntu) e depois fui me aprofundando

2 Curtidas

Eu comecei a usar pois eu notei que muitos dos meus colegas da faculdade usavam, e então eu pedi pra eles me recomendarem uma distro boa pra quem ta iniciando(no caso comecei no Linux Mint) e assim que eu tinha alguma dúvida ou problema eles me ajudavam…

2 Curtidas

Um colega me apresentou o Ubuntu e usei por um tempo, por ser interessante, mas mantive o Windows como sistema principal. Depois testei outras distros, até que encontrei o Deepin, e agora é o meu sistema principal.
O Deepin me conquistou pela belíssima aparência e facilidade de uso. Apesar de ser bem bugadinho kkkkkk

2 Curtidas

Eu migrei para o Ubuntu, inicialmente a 18.04 LTS e agora a 19.04, pois enfrentei problemas com atualizações do Windows 10 e acabei perdendo todos os dados do meu disco rígido. Fiquei levemente p*** da vida e resolvi migrar para a nação do pinguim :slight_smile:

4 Curtidas

Já eu, conheci o maravilhoso mundo Linux, procurando informações sobre o Mac OS X Lion, e acabei encontrando vídeos incríveis com o Metamorphose Linux Lion, fiquei encantado com toda aquela Beleza, e segurança (sei que foi loucura, mas, na minha inexperiência, entrava em sites com links maliciosos, e clicava neles com vontade, só pelo gosto de perceber que nenhum problema acontecia), se fosse no Windows, teria que formatar outra vez. Sem falar nas possibilidades de modificações da aparência, e às firulas dos efeitos então, que demais, sou amante dessa parte. Logo depois conheci o Ubuntu, após isso o Linux Mint, minha Distro atual.

2 Curtidas

Você começou por uma distro linux brasileira, que legal :slight_smile:

2 Curtidas

Eu comecei por curiosidade mesmo. Comprei na época (há mais de 15 anos) em uma banca de jornal uma revista sobre linux que vinha com um cd do Slackware. Tomei aquela coça básica pra rodar e acabei procurando uma alternativa mais fácil pra quem nunca teve contato com Linux, que foi o Ubuntu. Gostei tanto que migrei minhas máquinas e notebooks todos pra Linux. Também ofereço essa opção pros meus clientes quando tenho que fazer a formatação em suas máquina, geralmente PCs fracos. Se tornou tão comum aqui em casa que até minha filha de 6 anos usa sem problemas.

3 Curtidas

Meu primeiro contato deve ter sido com um PC da semp Toshiba com pentium 4 single core e 256mb de ram. Depois fui testar o Ubuntu numa vm e achei meio pesado. Li vários comentários e fiquei pensado oq é xubuntu, lubuntu? Tem toda letra antes de Ubuntu? Instalei com dual boot o mint mate e Ubuntu mate. Na época (fim do ano passado) N gostei muito. Agora instalei o lmde e estou feliz com um sistema muito estável

3 Curtidas

Usava maquina compartilhada com minha mãe.
Vivia pegando vírus. Convenci ela me deixar colocar em dual boot.
Iniciei pelo Ubuntu, passei pelo mint e agora tô no Debian.
Comecei a me interessar por programação e aprendi bash o que consegui.
Finalmente a minha mãe aposentou a máquina e agora só tenho debian instalado.
Embora o meu notebook samsung seja velhinho, ainda roda bem o Debian.
Estou tentando entender como funciona Flatpak.
Queria algo que instalasse só no home de usuário para não usar meu espaço formatado /.
Minha home tem um espaço enorme, mas o meu / tá acabando e ainda não sei como redimensionar o espaço que tenho na minha /home para o /.
Só sinto falta do Windows quando quero jogar.
Mas como estou de castigo rsrs e proibido de ficar jogando, windows nem faz falta.
Bom é isso.

2 Curtidas

Conheci o Linux pelo /g/, mas só comecei a utilizar definitivamente quando meu HD morreu e eu perdi meu pen drive de instalação do Windows.

2 Curtidas

Comecei a usar Linux em 2012.

Tinha ouvido falar “disso” quando trabalhava em Lan House. Como não tinha computador próprio nunca cheguei a usar.
Em 2012, já na faculdade, com o meu notebook, pensei em usá-lo. Não aguentava mais ter que ficar formatando o meu computador e o PC do meu ex-emprego devido aos virus de pen drive. Comecei usando Dual-boot, pois tinha acabado de aprender a usar o Publisher (MS Office). Fiquei dependente desse programa por muito tempo (fazia folders).
Testei distros como o BigLinux, sem sucesso. Travou logo no início. Não subiu a interface gráfica. Quase me desesperei. Fiquei meses sem mexer novamente em linux, só acompanhando sites sobre o assunto. Conheci o Ubuntu Dicas, depois o blog do Edvaldo, mas não me ajudavam muito em como fazer o passo a passo das coisas. No Facebook era difícil encontrar pessoas para conversar sobre o assunto.
Minha primeira instalação de linux foi o Fedora. Eu já sabia como formatar, sem perder meu dados e tinha entrado na comunidade brasileira do Facebook. Fiz uma publicação pedindo ajuda e recebi uma sapatada. Excluí a publicação e, em seguida, removi o Fedora do notebook. Fui então para o Ubuntu.
Fiquei no Ubuntu depois de ter achado o blog Diolinux e o canal do Youtube. Ainda lembro do Diolinux TV (kkkk). Passei a usar o Ubuntu 12.04 - feio, mas aquela barra lateral tinha me ganhado.
Desde 2012 uso Ubuntu e não vou sair tão sedo do lado “.deb” da força!

3 Curtidas

cara eu não vou mentir eu nem tinha vontade de usar Linux kkkkkkkkkkk eu usava Ubuntu 15.04 por que o professor obrigava a gnt a usar para programação no curso técnico ai como na época a maioria das coisas era por terminal ai eu tinha medo de errar mas ai depois comecei a pesquisar mais sobre o assunto e aprendi o terminal para impressionar as pessoas da minha turma ai percebi que ele era muito diferente e melhor em alguns aspectos que ao Windows 8 na época obs naquele tempo eu achava que Linux Ubuntu era o único sistema operacional a parti dai conheci o Mint e o diolinux e fui me aprofundando mais no assunto hoje ou seja conheci o Linux por experiência ruim kkkkk

3 Curtidas