Cansou da base Ubuntu? Teste o Fedora, não vai se arrepender

Depois que larguei o Ubuntu em 2017, fiquei sem saber pra onde ir. Cada dia, uma distro nova. Virei um SDA, testando até 5 distros no mesmo dia (instalando mesmo, nada de VM nem LiveCD). Não conseguia me adaptar a nenhuma distro. Mesmo tentando manter uma instalada, logo via outra que parecia “melhor” comparada à minha e já ia procurando um pendrive disponível. Ouvi então falar de um tal de “Fedora”, com um gerenciador de pacotes muito bom e total integração com o Gnome. Usar o Gnome no Fedora é tipo usar o Android One. É basicamente como os desenvolvedores originais queriam que fosse. Tudo faz sentido, não há nenhum botão que não funciona (como o Procurar Atualizações nas configurações do Ubuntu, que não funciona), uma coesão visual incrível, comparável à do elementary ou do Windows. E, acima de tudo, a Gnome Software.
Se você usou a Gnome Software no Ubuntu e agora odeia ela, é poque nunca usou ela no Fedora. Tudo além de fácil acesso (como adicionar repositórios, que no Ubuntu se faz em outro programa, o Synaptic), conta com uma integração muito boa.

Além de tudo, o DNF, gerenciador de pacotes do Fedora que trabalha com pacotes RPM é muito bem organizado, e quase todos os programas do universo Linux tem versões em .rpm. Por exemplo o Java, que oferece versões em RPM e em .tar.gz (cruz credo), mas não em outros formatos.

Uma das coisas que amo neste Gnome “puro” é o fato de que a DE vem limpa, e você a molda ao seu gosto, com seus temas, extensões e etc.
Por falar em extensões, elas são o que eu mais gosto no Gnome. Você desliza um seletor num site e já tem alguma funcionalidade específica alterada. Quer uma dock que sempre apareça? É só instalar o Dash to Dock. Gostaria de ter uma barra inferior ao estilo Windows? Dash to Panel. Há extensões para alterar temas facilmente, mostrar as pastas do usuário, falar a previsão do tempo na barra superior, e muitas outras.

O Fedora para mim foi a melhor experiênia Gnome, e foi a distro na qual me encontrei. Mas, caso não goste do Gnome, também há versões do Fedora com outras DE’s, chamadas “Fedora Spins”, semelhantes às flavours do Ubuntu.
O Fedora, assim como o Ubuntu, também conta com uma empresa por trás, a Red Hat, conta com versões para servidor, além de uma versão específica chamada Silverblue, que usa completamente todas as tecnologias do Projeto Gnome: OStree, Flatpak e etc.

Resumindo: O Fedora é uma disto muito boa, que facilmente substitui o Ubuntu. É muito responsivo, leve e acima de tudo, sem os bugs no Gnome que o Ubuntu experimenta.

Baixar o Fedora
Fedora Spins (outros ambientes gráficos)
Extensões para o Gnome

8 Curtidas

só não concordo com a parte de substituir facilmente o Ubuntu! o fedora ainda é muito coisado (ruim) para drivers proprietários! se nao me engano é muito na pegada do software livre, e coisas proprietários dão alergia kkk!

1 Curtida

Quanto à questão de drivers proprietários você tem razão, mas não é impossível. Além disso, é fácil instalar softwares proprietários no Fedora. E só instalar o Flathub e o RPMfusion NonFree e tá de boa.

fica de boa na versão em que está nas 2 versões que usei eu tive que remover esses repositórios non-free pra eu consegui atualizar pra uma versão mais atual do sistema!

Não acho o Windows tão coeso visualmente, principalmente nas últimas versões (8 e 10). Reformularam o sistema, mas ainda tem programas com o visual antigo, o painel de controle é um exemplo.
Quanto ao Gnome, não curto muito ele, mas acho muito bonito e limpo, principalmente aquele painel de configurações, tudo na mesma janela, me passa a impressão de um ambiente mais organizado…

2 Curtidas

Cara, fedora é uma distro que eu sempre “senti” isso que vc falou, gnome impecável, rodando extremamente bem, mas não sei o motivo eu não consigo ficar nela. To querendo instalar ela novamente para ver se dessa vez vai. Quanto a extensões, você indica algum site ou algum lugar para eu ver as extensões do gnome ou alguma que eu “me interesse” ?

Não estou falando dos que já vem com o sistema, falo dos que eu adicionei
Os que ja vem são só para drivers nvidia e steam

Sinceramente, eu fico só navegando pelo extensions.gnome.org e olhando as descrições/screenshots para achar as mais legais. Mas se você pesquisar algo como “melhores extensões” acredito que ache.

Apesar de realmente parecer uma distribuição incrível (e ser, na verdade), não fui pro Fedora porque em suas spins aparentemente (fora KDE) não é possível instalar um pacote .rpm simplesmente dando dois cliques, algo que para mim é importante (apesar de parecer bem idiota).
Mas ainda pretendo ir para o Fedora um dia.

Ainda não cansei, mas realmente seria um boa escolha.

Boa. Achei que faltou uma das principais características do fedora, trazer pacotes atuais/estáveis…

2 Curtidas

Mas de certa forma o Ubuntu também faz isso, nunca tive nem problemas de pacotes desatualizados, nem pacotes instáveis ou quebrados em ambos os sistemas.

Em todas as que testei, dar dois cliques em um .rpm funcionou, bastou dar permissões de execução para a pasta em que o mesmo está, assim como um .appimage.

Pode ser que o seu problema seja devido ao fato de que os .rpm sejam instalados e gerenciados pela Gnome Software, e se a sua spin usar outra loja, os .rpm deverão ser gerenciados por um front-end (O Discover do Plasma é compatível com .rpm).

1 Curtida

Fedora é mais rápido nos updates, mesmo nos nonLTS…

Dnfdragora nos não gnome / kde

@fastos2016, vc usa o boxes pra testes, me diz uma coisa: ele tem suporte pra aceleração 2D e 3D?

Estou usando uma vm do windows xp, pois preciso dela, por causa de jogos mais antigos, visual novels no caso.

Um dos motivos de usar o virtualbox é pela facilidade de configuração e suporte simples a aceleração 2/3d, mas o boxes, ele funciona bem nisso?

Sei que a pergunta não foi a mim, mas tenho uma resposta… rsrs
Para mim, rodo jogos numa box do Windows XP (os mais antigos, tipo CS 1.6) e para mim funciona muito bem, e sim, tem suporte a aceleração 2d e 3d.

2 Curtidas

Entendi, obrigado pela info, @Steinbaach. Tenho alguns jogos antigos e vns que são nativas para o windows xp, no windows 7 ficava até mais ou menos, mas no windows 10 é um terror, é bug atrás de outro, mesmo usando o modo de compatibilidade não resolvia os problemas.

Olha, eu tenho uns 30 anos de Linux.
De USUÁRIO Linux. Nunca me interessei por (nem precisei usar) programação, script, compilação de kernel, entender python, edição de vídeo/foto, etc. Apenas usuário internet/office, utilitários e alguns games.
Nestes quase 30 anos, acho que já passei pela maioria das grandes distros, de Slackware a Redhat e Suse (no tempo que eram free).
Acho que 90% do tempo usei distros baseadas em Debian (talvez 70% com Mint). Mas, depois da minha desilusão com o Deepin 15.11, em Junho/Julho passado, decidi experimentar distros RPM (Fedora e OpenSuse, especificamente).
E te digo uma coisa: estas distros estão anos luz à frente das .deb… em rapidez, fluidez, facilidade de uso e estabilidade. Levou algum tempinho para reencontrar o caminho das pedras, mas hoje não troco Fedora ou Opensuse (estou com as duas - Fedora Gnome e OSuse Tumbleweed KDE) por nenhuma Debian/Arch based.

1 Curtida

tem, mas não sei se vai ser o bastante para jogos, no caso, VM para jogos só usando pass through com virt manager…

1 Curtida