Antix Linux - Um Linux Leve para seu PC antigo(para PC 32 bit também!)

Esta postagem foi sinalizada pela comunidade e está oculta temporariamente.

6 curtidas

Chegou a edição 19.4, batizada Grup Yorum! Continua oferecendo ISO para máquinas 32 bits.

Lembrando que o AntiX é primeiramente pensado para hardware mais velho e modesto.

A base ainda é o Debian 10. O kernel padrão passou do 4.9-264 (mas há ISOs que instalam o kernel 4.19). O AntiX não é aderente ao systemd, com opção entre sysvinit ou runit (este em configuração diferente da usada no Void e no Artix).

Ótima distro para computadores bem fraquinhos, mas não é indicada para iniciantes, porque tem umas peculiaridades meio chatas e vem com tantos programas e tantas opções de config que podem deixar um novato confuso.

2 curtidas

Eis um exame detalhado do AntiX, sempre surpreendendo pela leveza com uma grande quantidade de recursos instalados. É uma incrível distribuição!

2 curtidas

Olá, essa distribuição seria mais leve do que o Lubuntu? Eu tenho um pc All in One da Positivo, eu instalei o Lubuntu nele e estava com um ótimo desempenho, mas depois da atualização a uns 4 ou 5 meses atrás percebi que o Lubuntu não está tão leve quanto antes. Agora o boot está muito mais demorado, abertura de programas também.

1 curtida

Aparentemente é sim, usava o MX Linux em um positivo com 2gb de ram, é um projeto que tem envolvimento com o AntixLinux.

A post was split to a new topic: Como instalar impressora EPSON L355 no AntiX

Mais um exemplo da incrível leveza do AntiX.
Análise da edição 21 beta 2 X86_64, baseada no Debian 11.
Consumo de RAM logo após o boot: 159 Mb pelo htop.
Ou 165 Mb pelo Neofetch.

Consome metade da RAM que o Lubuntu, se medirmos pelo htop logo após o sistema carregar. Conseguimos abrir o Firefox no AntiX e manter quatro abas, com uma delas executando vídeo no YouTube, e não chegamos a 1 Gb de consumo.

Aliás, chegou em versão oficial, estável, a nova edição do AntiX. baseada no Debian 11.

https://antixlinux.com/antix-21-grup-yorum-released/

Vejam a análise de uma “remontagem” do AntiX em LXDE, Loc-OS. Testada em máquina virtual simulando computador de apenas um núcleo e RAM de 1 Gb. Carrega com cerca de 150 Mb de RAM (o AntiX propriamente dito fica na faixa de 100 Mb logo após o boot). A partir de 16:45, a resenhista abre várias abas no Firefox, e ainda assim o consumo de RAM não bate os 700 Mb!

@frc_kde, vi em outro tópico que você já testou o AntiX com o KDE Plasma. O sistema carregava com quanto de RAM consumida? E como era o uso dos processadores?

1 curtida

Você se refere a esta resposta naquele outro tópico?

Na verdade, não cheguei a instalar o KDE no antiX – ou se instalei, não deu certo, e parti para o MX Linux… onde o KDE também não deu muito certo, na época. – Isso foi em 2018, e eu ainda sabia muito pouco sobre o KDE (embora já fosse velho usuário), e não sabia quase nada sobre o antiX / MX Linux.

O antiX IceWM carregava usando 137 MiB, e o hardware era esse:

      Mobo: P5KPL-AM-CKD-VISUM-SI, BIOS 0305 11/24/2008 - ASUSTeK
      iGPU: Intel Corporation 82G33/G31 Express Integrated Graphics Controller (rev 10)
Processors: 2 × Intel® Core™2 Duo CPU E7300 @ 2.66GHz
    Memory: 3,8 GiB of RAM

Quanto ao Chromium…

Primeiro, preciso situar um problema que eu tinha até 2018 – e que, só depois, descobri como resolver.

Com esse hardware, em 2018, eu tinha problemas muito graves, especificamente com as “Páginas” do Facebook – não com o Feed geral do Facebook, nem com Grupos do Facebook, nem com Perfis pessoais do Facebook. – As “Páginas” são um recurso que o Facebook sobrecarrega bastante (até hoje), talvez para desestimular que tenham grande alcance (Mr. Zuckbérg quer que os donos das “Páginas” paguem para obter alcance!). – Ou talvez, em parte, porque as “Páginas” são acompanhadas de uma parafernália de códigos para ficar medindo o número de interações, likes, cliques e tudo mais. Quem tem “Página” no Facebook (não “Perfil pessoal”!) sabe a quantidade de estatísticas recolhidas… e da quantidade de apelos para que você pague para obter mais alcance.

Eu administro 3 “Páginas” no Facebook (além de vários Grupos), e já penei muito, para fazer 1 simples publicação, e depois tentar divulgá-la. – Em alguns casos, gastava vários minutos, só para fazer 1 publicação!

– Isso, em quase todas as 12 distros que eu tinha, na época! – Se não me engano, só no Kubuntu 16.04 e no Mint 17 KDE, o problema parecia não existir. – Aqui está um registro que fiz do problema, antes de descobrir a solução.

Era uma lentidão absurda, demoras, lags, quase-travamentos – enquanto os 2 “cores” ficavam quase 100% ocupados, e as Temperaturas subiam absurdamente.

Depois, descobri que bastava desativar “Aceleração de Hardware” (Hardware acceleration) no Chromium – e esse problema foi quase totalmente resolvido. – Caiu a quase zero!

Outra coisa: – Nessa época, eu já costumava trocar o compositor OpenGL2.0 pelo XRender, em quase todas as distros. – Aquele hardware nunca permitiu OpenGL3.1.

(Antes disso, até 2016, eu também tinha dificuldades com Youtube, grandes portais de notícias etc. – inclusive, no Windows XP – mas bastou usar uBlock Origin para eliminar esse problema).

Então, vamos lá – 2018, antes de descobrir a solução:

Acima - Chromium com 4 abas – Blogger + 2 Google Search + antiX FAQ – usando 657 MiB de RAM, aos 27 minutos após o início da sessão.

Uso de CPU apenas 3%, ou 2% em cada núcleo. – O gráfico mal sai do zero, com raros tracinhos aqui e ali. – Frequência 1596 MHz – Temperaturas de 37ºC e 39ºC, no auge de uma tarde de Maio.

Acima - Chromium com apenas 2 abas abertas, sendo uma HTML estático, e a outra, uma “Página” Facebook. – CPU 60%, Frequência 2660 Mz, RAM 1,1 G… Infelizmente, o Conky que veio instalado era muito bonito, mas informa pouca coisa útil.

Acima - Outro registro do Chromium com 3 abas – Google Search, Blogger, e 1 “Página” do Facebook. – Agora, com um Conky mais informativo… CPU em 59%, sendo 71% em um núcleo e 46% no outro. – RAM 1,29 GiB em uso. Frequência 2660 MHz. Temperaturas 47ºC em um núcleo e 44ºC no outro.

Infelizmente, apaguei o antiX (para instalar o MX Linux), antes de descobrir a solução, que era desabilitar “Hardware acceleration” no Chromium.

Observe que uBlock Origin já estava ativado. – Basta eu sincronizar, para o Chromium / Chrome se autoconfigurar, quando instalo uma nova distro.

Além disso, fiz poucas capturas de tela do Chromium, Facebook – só encontrei esses 3 registros – pois não cheguei a usar o antiX Rox-IceWM para trabalhar. Fiquei só nas tentativas de aprender, configurar, tentar instalar o KDE (acho não deu certo, pois na época eu sabia bem menos do que hoje).

No meu hardware atual – 6 x i5 9400, com uma iGPU mais nova e 16 GB RAM – esses problemas quase não ocorrem.

1 curtida

Por essas e outras, terminei desistindo do Facebook. Uso pouquíssimo hoje. Só não o “limei” de vez porque vale acessar uma e outra página informativa ou comunidade. Nesta pandemia, por exemplo, tivemos escolas públicas que usavam a conta no Face como principal canal de comunicação com os pais dos alunos. Há associações de moradores e ONGs que só contam com página no Facebook e no Instagram.

Quanto à interface padrão do AntiX, tenho também a opinião de que exige mais esforço de aprendizado do que um desktop tradicional. Aí fica mais interessante dar atenção ao MX Linux. Esse é um problema que vejo também no Bodhi Linux, embora seja menos pronunciado. O icewm-rox do AntiX é tão peculiar, que o sistema vem sem Lixeira. Deletou? Bye bye… É possível criá-la, mas eu acho estranhíssimo precisar cirar um Recycle Bin como pós-instalação.

No fim das contas, quando o AntiX me parece uma boa opção, em vez de usar o sistema original, recorro a um remaster, como o Loc-OS, que vem em LXDE e com alguns ajustes para oferecer uma experiência amigável.

1 curtida

Concordo. Foi isso que me afastou do antiX e do MX, em 2018 – e foi o lançamento do MX 19 KDE que me despertou de novo o interesse. – Bastou isso, para o MX se tornar uma distro 100% útil para mim.

1 curtida

Chegou a nova edição do Loc-OS, um remix mais simples e bem mais amigável do AntiX. (Detalhe: seu autor, nesse vídeo de apresentação, se queixa de que a nova edição é “um pouco mais pesada” que a anterior, enquanto aparece na tela neofetch e htop mostrando um consumo de 170-180 Mb de RAM logo após o Loc-OS carregar…)

1 curtida

Pra quem tem 512 MB pode ser, pra quem tem 1 ou 2 gigas tá de buenas

1 curtida