Usar /home em várias distros simultaneamente

Olá turma tudo bem?

Minha dúvida: é possível utilizar o /home em várias distros simultaneamente.

Explico melhor: Tenho um PC com três hd’s ssd, e preciso organizar minha vida :slight_smile:

Meu projeto consiste em instalar o Ubuntu e Mint (cada qual e um hd separado) e o /home no terceiro hd (servindo aos dois sistema - um de cada vez, ou a cada boot).
As distritos e os aplicativos de cada um serão da mesma versão.

Assim me digam, vai dar certo?
Qual risco maior?

Abraços

1 Curtida

É possível, mas a chance de cagar tudo é MUITO grande, melhor usar 1 sistema só.

Se você utilizar o mesmo nome de usuário pode bugar o sistema
Eu recomendo você utilizar a mesma /home, mas com os nomes de usuários diferentes

Por exemplo: eu utilizava o Ubuntu e o Zorin OS, e coloquei o nome dos usuários como lissandroubuntu e lissandrozorin, respectivamente :slight_smile: :v:

1 Curtida

Até isso eu acho que é um pouco chover no molhado, esse tipo de particionamento com a /home separada não tem grandes vantagens.

1 Curtida

Eu uso a mesma participação porque é mais “simples” na hora de instalar outra distro
Além de deixar mais organizado o particionamento :slight_smile:

É, cada um prefere um método, mas eu acho isso contraproducente.

1 Curtida

Eu sinceramente não gosto de olhar o painel lateral do Nautilus/Nemo e ver 2 HDs, sendo que só tenho 1. Além disso, quando tá tudo na mesma partição, fica bem mais fácil trabalhar no terminal, pois os caminhos estão no mesmo lugar.

1 Curtida

Eu prefiro ter uma /home separada apenas para o sistema principal, e as distros que estou testando instalar em uma partição só. Se eu resolver mudar de distribuição daí eu faço a migração do home.

Poderia ser interessante ter esse terceiro HD montado na inicialização em um outro ponto “/media/hd_de_arquivos_compartilhados” para deixar os jogos do steam, mp3, filmes, e etc que não precisa ficar ligado às configurações pessoais do seu usuário.

2 Curtidas

Pra usar os mesmos arquivos em ambos os sitemas, é só salvar eles na terceira partição e usar links das pastas em ambas as partições dos sistemas, não precisa da /home separada pra isso.

Olha, dá pra fazer o que está pensando, desde que o nome do usuário seja o mesmo em todas as distros e você não queira fazer alterações na aparência. Alterações de temas, ícones, etc. envolve em colocar arquivos nas pastas ocultas como .themes, .icons etc.; e como estas pastas estão na /home que é a mesma para todos os sistemas, as alterações feitas num sistema afetará todas as outras pelo fato da /home ser a mesma. As alterações que porventura você fizer só vai surtir efeito no sistema que vc alterou. O resto vai ficar alterado mas dá pra usar. Creio que esse deve ser o “zoado” que o Raul apontou acima.

Problemas ao usar o mesmo usuário em dois sistemas na mesma home:

  1. Permissões de arquivos: Alguns sistemas usam permissões de grupo para “users” e outros criam um grupo para cada usuário. Depende dos sistemas que está usando.
  2. Programas instalados não são necessariamente os mesmo, portando uma configuração realizada numa distro pode não se refletir na outra até instalar o programa.
  3. Versões dos programas instalados não são necessariamente as mesmas. Portanto as configurações de um programa salvas numa distro podem não ser entendidas pelo mesmo programa na outra distro (geralmente os programas apenas atualizam configuração em upgrade, não em downgrade).
  4. O item acima pode acontecer para a interface gráfica, gerando problemas que culminam com o ambiente gráfico não carregando, e se consertar numa distro, a outra pode ferrar no próximo boot, daí o problema volta.
  5. Pode ser que dê tudo certo hoje, a pessoa posta aqui que funciona, mas daqui uma semana numa atualização de algum sistema esse problema acontece “do nada”. Ou seja, não é estável manter o mesmo home com o mesmo usuário em duas distribuições.
1 Curtida

Desculpe-me mas explanei apenas o que eu já vivenciei. Fiz isso com o Mint 19.2, Ubuntu 19.10, fedora 30 e Deepin 15.11. Todos num único SSD de 120GB e /home num hdd sata3 de 500 GB. Se utilizar as distros na forma original, dá para usar de boas. Tudo que é salvo dá para abrir e tal.

2 Curtidas

Eu estou usando essa abordagem citada pelo @Deleterium no meu setup atual (Mint/Debian Testing). Vale a pena pois não dá complicações com arquivos incompa
Eu acho que vale a pena deixar o /home separado pois no caso de uma reinstalação ou até de uma emergência, já fica fácil identificar a partição e fazer logo um snapshot ou um backup dela, além da possibilidade de usar um outro filesystem com configurações diferentes (eu que já fiquei sem inodes mas com espaço em disco que o diga). Tive aula de hardening com um cara na RNP que inclusive advoga o uso do LVM, mas pra uso pessoal não acho que vale a pena a complicação.

1 Curtida