Quais os prós e contras do Cinnamon vs. Gnome na opinião de vocês?

Bom pessoal nunca usei Gnome, sempre usei e gosto muito do Cinnamon, mas estou pensando em migrar para o Ubuntu, atualmente uso o Mint!

Estou querendo migrar para o Ubuntu para ter de forma mais rápida uma versão mais recente do kernel, drivers entre outras tecnologias que primeiro estreiam no mesmo, pra só depois chegar nas distros derivadas…

Sei que no caso do kernel, drivers nada me impede de instalar a ultima versão no Mint ou outra distro e que também posso usar o Cinnamon como DE no Ubuntu.

Porém gostaria de saber a opinião de vocês qual DE é melhor, em termo de robustez, leveza, recursos, personalização, qual dessas recebe recursos, otimizações, tem um desenvolvimento mais ativo, constante e rápido…

2 Curtidas

Tem que sair da caixinha, se você for para o GNOME pensando em um desktop tradicional, pode ficar no cinnamon, o GNOME não te oferece isto, e caso queira e aprenda um pouco nunca mais você vai voltar ao modo tradicional com menu para iniciar aplicações.
É possível fazer o cinnamon funcionar “quase” igual ao gnome-shell, mas dá mais trabalho que utilizar o gnome-shell padrão.

4 Curtidas

Gostei muito da sua colocação parceiro, ficou literalmente animal.

genial, realmente pura verdade, depois que aprendi a usar o gnome ( Não o do ubuntu ) nunca mais consegui usar outra DE, sempre volto para uma distro com Gnome.

Essa interface é muito boa e produtiva para mim

De forma nativa você tem razão, a abordagem do Gnome é bem diferente de um desktop “tradicional” (Windows), porém com uso de extensões é possível deixar o Gnome dessa forma, se assim preferir…

Eu sinceramente acho esse layout mais produtivo e otimizado, mas isso é pessoal, não consigo enxergar vantagem em ter uma top bar e dock lateral (ou as duas em posições diferentes), sendo que você pode ter as informações das duas reunidas em uma única barra (tradicional, Windows) e ainda obter mais espaço útil na tela para janelas.

Quanto a esses pontos qual é sua opinião? (Observação, gosto muito da liberdade de personalização e disponho de um hardware antigo, mas que roda muito bem o Cinnamon).

4 Curtidas

Mano, dá pra fazer isso no Gnome também, ou até pegar um sistema mais ou menos pronto, tipo o Zorin. Na prática se você quiser fazer uma barra inferior com menu iniciar igual ao Windows, junto das aplicações favoritas e alguns indicadores, você vai ter que adicionar duas ou três extensões.

Em questão de personalização, depois uns dias fazendo pesquisa sobre assunto, vendo melhores extensões, indicadores úteis e etc. Tem muuuuita coisa boa no Gnome.

3 Curtidas

@Kazvko, exato, como foi demonstrado no vídeo!

a pergunta foi em relação as DE, certo?

se essa é a pergunta a resposta é o que o @Xterminator disse, tem que sair da caixinha ( DE com estilo do windows ) para usar o gnome, porque a pegada é diferente, e como ele disse, para deixar o gnome com cara do cinnamon é facil o contrario é mais trabalhoso ( Deixa o cinnamon com cara de gnome )

se você quer ter algo parecido com o cinnamon e mais leve, melhor ir para o Kubuntu, já que usa a mesma versão lts ou 19.04 do ubuntu.

e da para vc deixar o KDE do jeito “windows” que você gosta e mais leve que o gnome, visto que dependendo da quantidade de extensões que você coloca no gnome vai aumentar o consumo de RAM

Video editando o KDE para deixar igual ao windows

1 Curtida

Acho que não tem tanta diferença no “tempo de estreia” entre Mint e Ubuntu no que tange novas tecnologias, drivers e kernel. Se você realmente quer as coisas mais rápido seria melhor ir pro Debian Testing, Fedora ou alguma distro rolling release.

Mas se quer a minha opinião quanto aos DEs, nunca gostei muito do Gnome, prefiro o Cinnamon e acho ele melhor em quase tudo (pro meu uso e gosto pessoal, claro) =D
Gnome precisa ficar procurando extensão pra tudo, o Cinnamon já traz tudo integrado, acho bem mais fácil.

4 Curtidas

Você entendeu, o sair da caixinha , não tem volta.

@Grimpop, o KDE é uma boa opção, é leve e altamente personalizável, além de ter o layout tradicional que como eu disse na minha opinião é mais produtivo.

E quanto ao vídeo, não tenho interesse em deixar nenhuma DE com a cara do Windows, só o layout tradicional e padrão do KDE e Cinnamon já é o bastante, o resto gosto de personalizar tudo ao meu gosto…

1 Curtida

o video é só um exemplo do que o KDE pode fazer, não postei achando que vocÊ queria algo identico ao windows.

1 Curtida

Exato @N1vBruno, não possuo nenhuma extensão instalado no Cinnamon, o mesmo já traz nativamente inúmeros recursos e possibilidades de personalização.

Acabei de migrar do manjaro gnome para o arch cinnamon, muito leve e fluido, o gnome estava com um bug no gnome-control-center no meu notebook que não consegui resolver, fora que o pessoal do manjaro estão entupindo o sistema de programas sem nescessidade.

1 Curtida

Eu prefiro o Gnome não só por não gostar da interface “like Windows” do Cinnamon, mas também pela maior compatibilidade dos aplicativos…
Um exemplo é o Psensor… no meu Gnome abre direitinho com a transparência da barra e etc… já no Cinnamon (usando o tema Eleganse) eu tenho que clicar no ícone e ele abre a janela opaca com as informações no meio da tela :roll_eyes::roll_eyes::roll_eyes:

Gnome: :point_down:

psensor%20gnome

Cinnamon: :point_down:

Deepin%20Screenshot_selecionar%20%C3%A1rea_20190908224254

@Thomas, como o Mint o Ubuntu possui várias flavours, bem mais que o Mint, um total de 7 para ser mais exato, cada uma voltada para um público, chinês, criador de conteúdo multimídia, o que procura um ambiente desktop mais elegante, mais personalizável, mais simples, leve, etc…

Eu sinceramente não posso afirmar para você qual dessas flavours usa a DE mais leve, pois nunca testei todas, nem mesmo li algo onde fizesse uma comparação dentre todas essas (@Dio, sem dúvida seria um assunto trabalhoso, mas também muito interessante no meu ponto de vista para abordar em algum momento no canal Diolinux).

Bom o Kubuntu com KDE Plasma na minha opinião seria uma boa escolha, tem o layout tradicional (estilo Windows), que você julga ser mais produtivo (eu particularmente também gosto), além de ser bonito (minha opinião), altamente personalizável e não é pesado (lógico vai depender muito do seu hardware e uso).

1 Curtida

Gnome: mais personalizável (e, na minha opinião, mais bonito). Vai precisar se acostumar com o modo diferente dele.

Cinnamon: mais prático. Jeitão “Windows” de usar.

Eu gostava mais do Gnome.

1 Curtida

Olá @Thomas, tudo beleza?

Esses recursos que você cita você precisa deles ou apenas quer? Estou perguntando isso porque em termos de personalização provavelmente o KDE é mais poderoso do que o Gnome mas quando falamos de recursos e desenvolvimento ativo, dificilmente alguma DE vai bater a dupla Gnome/KDE.

Em termos de otimização caímos em uma zona bastante cinzenta: qual é o seu critério para definir algo como mais ou menos otimizado? Minha DE preferida é Gnome, mas já usei KDE por anos e durante algum tempo usei o Pantheon e avaliando os quesitos: consumo de RAM e gerenciamento de aplicativos eu realmente não vejo maiores vantagens entre uma ou outra.

É claro que existem diferenças, mas no meu caso que tenho uma workstation que pode ser considerada “boa” (ryzen 5 2600x, 8Gb RAM, SSD M.2 1TB) se o Gnome está no ligamento consumindo 250MB de RAM à mais que o KDE não faz a mínima diferença. Para mim o que faz diferença é ao longo do dia quantas vezes eu tive que parar minhas atividades para dar atenção para algo que não está funcionando como deveria e isso não tem ocorrido com o Gnome que venho usando desde Fevereiro desse ano (seja no Ubuntu/Pop!Os ou Debian).

Mas não leve em conta nada disso que estou falando, faça seus testes e veja qual te atende melhor.

:vulcan_salute:

4 Curtidas

São muitas flavours! :scream:

1 Curtida

Porque não gosta mais, qual é sua preferida atualmente e porque?