Porque empresas preferem o .docx ao invés do .odt ?

#1

Por que as universidades e empresas optam pelo uso do docx ao invés de adotar odt? Claro que, quando a opção odt é mais favorável.

E por que isso é um “erro”?

1 Like

#2

Na minha opinião não se trata de uma escolha, de uma opção. .doc(x) “é o padrão do mercado” a mais de 20 anos. Creio até mesmo que a maioria nem saiba que existem outras opções.
Agora… porque isso seria um erro? Se é possível adotar o uso de um formato livre, naturalmente que ficar refém de um formato proprietário, que pode sofrer mudanças e incompatibilidades ou existir e deixar de existir dependendo dos interesses técnicos, econômicos, etc da empresa proprietária do formato… não pode ser a melhor opção.

2 Likes

#3

.docx é um formato proprietário, de um software pago e caro. No momento que eles exigem um .docx eles estão presumindo que tu tenha ou exigindo que tu compre a suite office da Microsoft, o que é ridículo. Eu sei que existem outros programas que trabalham com .docx, mas dependendo da complexidade do documento podem ocorrer erros de formatação, ou seja, compatibilidade perfeita apenas com o MS Office. Se quem exige que os trabalhos sejam entregues em .docx desse de presente uma licença do MS Office para quem não tem, não teria problema. Mas obviamente uma solução muito mais fácil e racional seria adotar um formato aberto.

4 Likes

#4

Na realidade para a ABNT o correto é utilizar odt e esses padrões open, porem o pessoal acaba utilizando padrões microsoft por comodidade, ja q a maioria utiliza windows mesmo q na ilegalidade. Porem a Universidade tem q ter obrigação de aceitar outro formato.

4 Likes

#5

Isso se deve, em grande parte… pela cultura formada no país e por dois fatores que julgo decisivos: Inércia e Desinformação.

Qualquer computador vendido hoje no mercado, vem com Windows e o Office (mesmo que este último esteja na versão Trial). Infelizmente, qualquer lojinha de informática instala esses softwares de maneira ilegal, por menos de 100 reais.

Por esta cultura, vejo que a pessoa é induzida a “viciar-se” na plataforma da MS… não sabendo (geralmente demonizando) outras alternativas. Quando estas mesmas pessoas, irão abrir uma empresa, são obrigadas a adquirir a licença; pois, se em alguma auditoria for identificado o uso softwares piratas… a punição não será nada agradável!

Mas, o núcleo dessa pergunta, creio que esteja na máquina pública (pois envolve o dinheiro do povo). Infelizmente, o servidor público só está preocupado em realizar suas tarefas; independentemente se precisa desembolsar 100 milhões ou 0 reais na licença de alguma ferramenta… E somado a questão da “cultura”, a tendência é que este grupo faça propaganda gratuita para adoção de ferramentas “populares” (leia-se pagas). Isso que eu caracterizo como Desinformação.

Já que as empresas e os órgãos públicos se depararam, com executivos da MS batendo em suas portas… visando vender licenças; a galera do TI deveria ser mais pró-ativa… e discutir que tal ferramenta paga, pode ser subsituída por outra gratuita (só vejo a galera baixar a cabeça e ficar quieta… especialmente no serviço público). Isso que chamo de Inércia.

Uma pessoa leiga (geralmente quem vai tomar decisões… quanto a compra ou não de licenças) ao se deparar com o Microsoft Office (e os executivos da MS fazendo lobby) e com o LibreOffice - digo visual - certamente irá se assustar com a última ferramenta. Infelizmente, o software pago apresenta um visual mais agradável e facilidades para o uso (pois o Software Livre, se preocupa na maior parte, com a correção de bugs e adição de novas funcionalidades - o que não está errado! Mas se esquece totalmente de seu design e ergonomia de uso).

Há a necessidade de existência de um ativisto interno destes players (já que, não há peças publicitárias por aí do Software Livre). Como também, deve haver maior preocupação por parte dos desenvolvedores, em entregar algo estéticamente agradável (caso contrário, será mais um motivo para a demonização do Software Livre).

3 Likes

#6

Não diria o erro, mas o problema está, como já salientado aqui, no fato do formato fechado(no caso o .docx), te obrigar a utilizar e a pagar pela licença um determinado sistema (Windows), além de pagar pela licença do próprio software o MSOffice, para realizar tarefas que poderiam ser feitas utilizando plataformas abertas, gratuitas e acessíveis a todos. Isso principalmente no ambiente acadêmico, deveria ser mais incentivado, já que utilização de ferramentas abertas e gratuitas da a liberdade para os alunos escolherem as ferramentas com as quais querem trabalhar, além de tornar o acesso ao conhecimento e ao ensino mais amplo e democrático.

A causa disso, como também já salientado aqui, é que o MSOffice é produto que domina o mercado já a muito tempo, e ele trabalha por padrão com o formato fechado. Me formei a pouco tempo em Direito e fiz estágio no escritório da faculdade, lá se utilizava o Linux Mint com o LibreOffice. Era comum os demais estagiários confeccionarem peças processuais em casa, utilizando o MSOffice, e ao abrirem o documento no LibreOffice nos computadores do escritório, reclamarem de problemas na formatação, simplesmente disse a eles que ao salvarem os documentos no Word, escolhessem o formato .odt, pronto! Nunca mais tivemos problemas de formatação. Se o MSOffice trabalhasse por padrão com os formatos abertos, isso facilitaria bastante essa questão.

2 Likes

#7

Alexwender, o problema na repartição pública é o mesmo de uma empresa comum. O TI só instala o que o usuário sabe mexer. Tenho servidores públicos na minha família e todos reclamam do LibreOffice e em casa usa o Office piratão por ser “grátis”.
Já fui estagiário no Tribunal de Justiça do meu estado e no cartório onde estive lotado 99% também reclamava de programas open source por ser diferente do ecossistema da M$. Na época até conversei com o responsável do TI do fórum e ele me disse que boa parte dos servidores ligados a informática recomendaram a migração do sistema operacional para Linux e a troca de outros programas pagos, mas o Tribunal não aceitou devido a “complexidade” de se usar o programa novo.
Resumo, a galera não quer saber se o software é original ou não. Eles querem é usar e ponto final! Só sabem mexer naquilo e não pensam em sair da sua zona de conforto. Caso apareça algo diferente a aplicação não presta. Um grande exemplo disso foi o Windows 8/8.1 e as distros Linux.

1 Like

#8

Popularidade. O Docx é mais popular.

0 Likes

#9

Mesmo que vivêssemos numa realidade assim, ainda seria problemático para algumas pessoas. Para quem só usa Linux, como é o meu caso, não teria como ter o Microsoft Office uma vez que não tem oficialmente essa suíte de escritório para Linux.

Claro que o Wine ajuda a quebrar o galho, eu mesmo tenho o Microsoft Office 2010 piratão instalado no meu Kubuntu, mas pode ser que eu tivesse que usar uma versão bem mais nova do Microsoft Office, o que já seria mais complicado.

0 Likes

#10

Verdade. Então nessa realidade de “faz de conta” que eu falei, quem exige que os trabalhos sejam entregues em .docx deveria dar de presente uma licensa do Office e uma do Windows. haha
Mas é claro que eu não falei isso como uma sujestão séria, até porquê óbviamente isso jamais aconteceria. Falei para dizer que exigir .docx é tão ridículo quanto dar licensas do Office e do Windows de presente para os alunos, funcionários, ou o que for…

0 Likes

#11

Problema é quando exigem uma versão específica, quando eu estava procurando por uma revista científica para publicar meu artigo, teve uma revista que explicitamente exigia o documento formatado pelo Microsoft Office 2013.

O engraçado é que até as pessoas comuns não estão mais usando o Microsoft Office porque esta suíte de escritório está muito difícil de craquear a medida que o tempo vai passando.

O Microsoft Office 2003 pedia apenas um serial
O Microsoft Office 2007 pedia apenas um serial
O Microsoft Office 2010 exigia apenas um crack simples
O Microsoft Office 2013, por sua vez, já exigiu um crack mais atualizado
O Microsoft Office 2016 eu não consegui nem sequer iniciar o instalador… LOL (isso estou falando no Windows 10, não no Linux!)

Estou vendo é todo mundo usando o WPS Office

2 Likes