Por que o Foobar2000 é um player tido como diferenciado no Windows?

Ainda acho que o hardware se sobressai na qualidade de reprodução de hardware, então, o que justifica os audiófilos no Windows enaltecerem o Foobar2000 sobre outros semelhantes?

2 curtidas

O código do programa e como ele lida com o audio tmbm influencia na qualidade do som.
Mas em uma rápida pesquisa sobre ele, vc descobre que ele possui muitos recursos,customizações de interface, organiza mídia, customização de visualização de midia, capas e albuns, e tudo isso com um menor consumo de recursos se comparado aos concorrentes.

2 curtidas

Creio que o principal seria a customização. Tenho alguns amigos que não largam esse programa por conta dela.

1 curtida

Vejo muita gente dizendo que o som fica mais cristalino e que permite uns ajustes incríveis, eu por não ter um ouvido absoluto, não consegui notar até hoje.

Sim, ele é customizável em um nível diferente, já que muitos players também o são, mas, algo mais na questão do visual e adição de plugins. Nesse aspecto de customização em nível de raiz, ele é praticamente único no sistema operacional, a propósito, sua customização é até relativamente de um tipo incomum e complexa, pouco habitual no Windows.
Ele realmente exige pouco da máquina.

Ele certamente é o preferível dos audiófilos.

1 curtida

AIMP >>> Foobar2000

1 curtida

Atualmente eu uso AIMP também pela praticidade, variedade de skins e plugins e desenvolvimento constante.

Bem, não sei como está hoje pois migrei pro Linux, mas, quando o usava e fixava nos cantos da tela, aparecia um botão que era uma seta e clicando sobre ele o AIMP se retraia e escondia meio que para o canto da tela em que estava, era MUITO DAORA, me amarrava!

Faz isso até hoje.

1 curtida

Conversei com um amigo audiófilo hoje e aproveitei para perguntar sobre isso. Ele me disse que o Foobar2000 é muito superior a outros players de áudio em dois pontos:

  1. Facilidade para customizar completamente a interface;
  2. Facilidade para instalar trocentos plugins.

Ele disse que jamais trocaria por outro player, rs. :slight_smile:

1 curtida

Quando usava win, comecei com o winamp e depois testei alguns players e conheci o foobar2000. Não sou audiófilo, mas a galera que é curte ele mesmo. Eu gostava dele por quatro motivos, dois já citados pelo @KairanD. 1) simplicidade/leveza; 2) o equalizador dele realmente funciona, ao contrário de outros players; 3) customização da interface e, 4) quantidade e qualidade dos plugins disponíveis.

Quando migrei, não achei um player que tivesse todas essas opções. Acabei escolhendo dois, o Audacious e o Deadbeef, hoje uso na maior parte do tempo o cmus. De todos os players que já testei, o foobar2000 é o mais completo em relação a plugins. Dá para fazer uma pancada de coisas com ele. E instalar os plugins e mexer na interface é bem intuitivo. Hoje utilizo somente a versão para android, porque nos meus testes ele tem um consumo bem pequeno de bateria. Tem também uma interface simples (o que me agrada bastante), embora não muito intuitiva, isso eles poderiam melhorar.

1 curtida

Tem frontend para ele? Para usar integralmente de forma “gráfica”?

Corrigi o texto, tinha escrito na pressa. Do jeito que tava, ficou parecendo que eu estava falando dos plugins em relação ao cmus. Na verdade era do foobar2000 mesmo.

Cara, que eu saiba não. Até porque a ideia do cmus é ser um player bem simples e em modo texto mesmo. Eu tenho usado ele porque não preciso mais das funções que usava no Audacious, ai o cmus me supre bem. É fácil de configurar alguns atalhos básicos que preciso com o cmus-remote e pronto. Uso ele no xfce com o xfce4-genmon-plugin no painel para exibir as músicas que estão tocando e pronto.

1 curtida

Sim, pensei que você estava se referindo ao cmus.

1 curtida

Porque como a maioria das outras áreas, audiophilia é entupida de superstições, você ter algo como digamos um HD 600 e um DAC tudo-em-um de entrada Chinês é o que realmente funciona… Some-se a isso o alto valor do kit e a superstição fica automaticamente muito mais “apetitosa”. A principal delas tem sido formato e amostragem de arquivos, mas tem um bocado em torno do “software tocando”.

Tem gente que gosta de surround, 3D, coloração, etc, eu pessoalmente não gosto de softwares fazendo isso, e geralmente, gente rodada na audiophilia não gosta, mas não por serem todos purista da neutralidade, mas porque eles já estiveram lá, testaram, e viram que acaba ficando bem longe de algo bom o resultado…

Existem muitos fatores, o software não dá conta sozinho é o principal, (falta um bom mixer de estúdio operando, falta hardware para fazer processamento especializado, falta outras fontes para tomada de decisão (ruidos do ambiente, reverberação, etc))

As únicas vezes que encontrei alterações ou processamento, “automágicos” de qualidade, foi direto de SoCs especializados em fones, DACs com coloração, fones de ouvido de qualidade com coloração como proposta do produto em sí, etc. E ainda neste caso… pode ficar ruim…

5 curtidas

Som é resultado de duas coisas: qualidade da origem (se MP3, Flac, CD, vinil - digital e analógico são controvérsia pra horas de papo) e da saída (caixas de som, amplificadores etc.)

Pra uso “doméstico”, um bom amplificador, caixas com os 3 tipos de falantes (twitter, drive e woofer), um analisador de frequências (sim, dá pra instalar pela Play Store que dá conta), arquivos de qualidade decente (mp3 com mais de 160 Kbps), FLAC ou CDs, ou um toca discos de boa qualidade pros vinis e pronto, qualquer player e uma equalização mínima já resolve

No meu caso, aqui com as distros - fones Philips (um headset que ficou sem mic mas com bons falantes) e uso do PulseEffects; ou usando um Chromecast Audio ligado num amp Gradiente dos anos 1980 de 5W e caixas antiguinhas, mais um toca discos Pionner belt drive dos anos 1970, e consigo ter um som decente. É maravilhoso? Não, dá pra melhorar (fones Marshall, minhas caixas são twitter mais woofer, sem drive, o tocadiscos podia ser direct drive e ter controle de pitch), mas fico satisfeito. É melhor que a maioria de fones BT que vejo por aí ou que aqueles esqueminhas rômi tíate de 5x1 com caixas de plástico do tamanho de um celular…

EDIT: Players? No Windows, JetAudio ou VLC. Nas distros, Celulloid ou VLC (sem mexer na equalização, já que deixo o PulseEffects fazer o serviço) me atendem bem

3 curtidas

Exatamente, entrada e saída… São as únicas coisas que realmente importam, sempre que eu posso, coloco o mínimo de coisas no meio dessas duas.

Só trocando de fones, DACs e tal para entender essa questão. Para quem usa qualquer fone que estiver dando sopa e nunca escolheu mais à dedo, eu aconselho a comprar um KZ ZS 10 PRO, é um fone meia boca, com tonalidade beeeem longe de neutra, baratinho, mas que já dá uma ideia.

2 curtidas

No Windows acrescente DFX Audio Enhancer (versão antiga e paga) e FXSound (versão atual, agora gratuita).

2 curtidas

Como diria o sr. Burns, excelente!

image

1 curtida

Se for muito off-topic a moderação pode cortar. @romulopb eu tenho dois headphones da edifier (h840 e h850) que me suprem bem, não sou audiófilo nem nada, mas não consigo usar esses fones “comuns” que não soam nada bem. Tava precisando de um fone inear pra usar na rua (no ônibus, andando na rua etc.). Testei dois da KZ, o zst e esse que você indicou. Achei os dois extremamente cansativos, não chega a ser o agudo, é um som meio ríspido, não sei explicar direito, porque não entendo nada de áudio. Mas, recomenda algum modelo de inear, que não seja muito caro, sem essas características?

Pois é… Todos os KZs tem coloração forte… O caso do ZS 10 Pro é que ele tem um timbre consideravelmente metálico, a ponto de um piano soar parecido com um cravo. E enfim… No geral os KZ tacam os médios e os agudos na sua cara… É uma experiência curiosa, mas cansa mesmo é difícil escutar o ZS 10 PRO por muito tempo.

Eu acho que o mais barato que você vai conseguir encontrar que seja mais tranquilo é o Moondrop Quarks, se você quer subir um pouco, um Tin HiFi T2 (meu favorito abaixo dos 300 reais).

Ambos tem timbre bem perto do natural, mas o T2 é um pouco “colorido”, ele é muuuito macio e melodioso… Só tem um porém nele, ele é um dos poucos fones que eu conheço que muda totalmente de acordo com a ponteira, e sem sombra de dúvidas eu gosto dele com as ponteiras de espuma, ele fica mais morno.

3 curtidas