Os browsers tem mais futuro, do que os sistemas operacionais

Yeahp, penso o mesmo. Até quis comentar, mas deixei quieto.

3 Curtidas

Kk me lembrei de watch dogs, mas realmente.

2 Curtidas

Apenas complementando o meu argumento:

4 Curtidas

A tendencia é vermos muitos aplicativos via web que não dependem de plataformas locais especificas para funcionar, e eu estava pensando se existe algum ponto negativo nisso.

Sim, não só seu dados mas o próprio app está em um servidor de terceiros, se o serviço for cancelado, tudo vai embora, se o app passar a se pago, tudo vai embora… nesse caso eu acho queo futuro vai ser apps open source (ou não) que rodam em docker ou similar, você baixa o app e ao invés de abrir em uma janela, ele abre um servidor localhost com o app, um ex de app que funciona assim:

2 Curtidas

Boa idéia, seria uma alternativa aos perigos da Nuvem e mesmo sua dependência.

1 Curtida

Não sei se os browsers tem mais futuro que os sistemas operacionais, mas ao que tudo indica eles têm um grande futuro pela frente os web apps estão se tornando cada vez mais comuns. Coisas como PWA são ótimas pro desenvolvedor, pode ser mais barato e mais rápido desenvolver um pwa do que um aplicativo nativo. Ao invés desenvolver uma versão do aplicativo pra cada sistema, ele pode desenvolver uma única versão e disponibiliza-la em praticamente qualquer plataforma.

Google, Microsoft e outras empresas estão desenvolvendo tecnologias que integram os PWA’s ainda mais no sistema, como a possibilidade de abrir arquivos locais da mesma forma que uma aplicação nativa, entre outas funções. Não estou dizendo que tudo vai ser pwa ou web aplicativo, mas muita coisa vai ser, ao menos tem o potencial pra ser por ser mais barato, mais rápido desenvolver e poder alcançar ainda mais plataformas. Como usuário de Linux vejo como algo positivo a possbilidade de se ter essas aplicações.

2 Curtidas

image

8 Curtidas

Communism…

2 Curtidas

Cara, é uma possibilidade forte, mas não é nem um pouco próxima da nossa realidade. Até porque Google Stadia foi um fracasso do início ao fim e o GeForce Now está engatinhando (e se sua internet não for da NASA, esquece, você não vai jogar nada).

Temos um forte exemplo do que você falou somente nos aplicativos com a suíte office do Google e com o Chrome OS (que é muito bom segundo alguns relatos).

Resumo

Você não vai passar COVID-19 pra nós não, né?

2 Curtidas

acho que o browser operacional é algo inevitavel, não vejo a mesma como algo distante, em uns 5 ou 7 anos já veremos eles tendo uma enorme força. As empresas vão nos empurrar isso aos montes, no ínicio sempre vai ter resistencia, mas ao médio prazo as pessoas vão aceitar…

1 Curtida

Mas pra conseguir rodar um browser, você ainda vai precisar de um sistema operacional.

2 Curtidas

Discordo! Minha Internet não é da nasa kkk, moro no interior do Ceará e testei o Xcloud beta. N só rodei liso como finalizei o Resident Evil 7 e estava jogando o Tomb Raider antes de encerrar o beta. Não aconselho a falar de serviços que vc (muito provavelmente) não testou. Os requisitos dos cloud games gira em torno de 10 a 15MB. Isso definitivamente não é Internet da nasa kk.

4 Curtidas

Há alguns anos atrás comprei uma TV que dava um período de experiência de algum serviço de streaming de games que saiu do Brasil, não me lembro o nome.
Ainda bem que tinha um mês de graça para testar e ver que não funcionava, porque se desse R$ 0,01 para aquilo era processo. E não era um link ruim, na época eu tinha em torno de 30 mega e a tv era conectada ao roteador por cabo.

O modelo mais próximo dos benefícios de uma matriz, que representaria a computação em nuvem, é a geração de energia elétrica. Pense o tanto de ineficiências que existe se cada um tivesse que ter gerador(es) para atender à demanda da casa. Nunca fecharia a conta de quanto realmente precisa gerar, e teria enormes desperdícios.
Na computação temos algo assim. Em TESE, você nunca usa a capacidade plena de processamento da sua máquina.
O que não contam desta história é que não usar tudo também representa que não tá tendo um consumo de pico.
Da mesma forma, foram criadas tecnologias com o tempo qeu mesmo se você quisesse gerar a própria energia, e desconectar da matriz, isto hoje já é possível e relativamente viável, do ponto de vista econômico. E não estou falando de algo que chegue perto ao problema de privacidade de manter tudo online.

Nomenclatura não faz tanta diferença. Se é SO, Browser ou outro nome, as atribuições de gerenciamento do hardware e interface do usuário continuarão a existir.

Eu acredito que os 2 andam juntos, especialmente nos dias de hoje. Comparações:

(1) Browsers e (2) Sistemas Operacionais são como:
(1) Tecnologia e (2) Natureza;
(1) GPU e (2) CPU;
(1) Funcionário e (2) Patrão;

Explicações destas comparações no Mundo atualmente muito competente:
O (2) não depende do (1) mas precisa dele, afim de ficar cada vez melhor e competente;
Já (1) depende do (2), o (1) não funciona sem o (2) mas o (1) provém muitas melhorias e competencias ao (2);

Conclusão e “Moral da história” Ambos são praticamente inextricáveis nos dias de hoje, ou seja, “Se (1) não existir o (2) também não exite.” Resultado: Ambos tem o mesmo Futuro.

:pray:t2:

Ambos sempre vão coexistir, por mais que a qualidade de conexão tende a melhorar com o passar dos anos nem toda informação pode ser colocada em nuvem e nem todo mundo vai querer colocar, ainda mais com questões duvidosas de privacidade e liberdade que temos hj.

1 Curtida