Os browsers tem mais futuro, do que os sistemas operacionais

Acho que em um futuro próximo o browser vai assumir o papel do sistema operacional em função, claro o sistema operacional ainda vai existir, mas não será para instalarmos aplicativos, e nem sequer configura-lo, será somente uma “casca” de compatibilidade, e que o unico aplicativo que teremos instalado será o browser. Vejo os aplicativos como web-apps sendo o futuro! nem pra jogar os sistemas operacionais locais rodando o jogo em nosso PC/Console serão algo necessário, como já foi mostrado pelo Google Stadia, e pelo GeForce Now via cliente web (browsers de base chromium). Acredito que tarefas de produtividades como edição de video, imagem, modelagem 3D, e mais um monte de coisas, serão principalmente baseadas no modelo de streaming, com o usuario recebendo somente as imagens apartir do seu browser.

Vá com calma amigo, rsrsrsrs, não deposite tantas fichas em streaming e nuvem. Lembre-se que mesmo um browser no fundo dependerá de um sistema operacional e hardware rodando por trás, a menos que o web browser seja em si um sistema operacional virtual. Um futuro onde TUDO dependa apenas de virtualização está mais para uma distopia do que uma utopia em minha opinião.

6 Curtidas

Não acredito nisso, creio eu que teremos sim muita coisa na web, mas ainda teremos muita coisa rodando localmente, jogos parecem ser bem promissores a sair do local e ir pra nuvem, mas o mercado de pc gamer é forte e não vai deixar isso acontecer assim facil, vão trazer uma experiencia melhor algo pra fazer isto cada vez mais tardar,

Mas ainda teremos apps, sendo um “navegador”, sendo q você até pode usar no navegador, mas o app vai trazer mais funções e mais compartibilidade com o SO.

Sem falar os apps open source, q não terão financiamento pra rodar online, ou até mesmo outros apps(close source) q não terão como subir até as nuvens e terão que ficar com os pés no chão rodando localmente

1 Curtida

Quem não se adaptar ao futuro da nuvem será massacrado, se o open source for morrer para o usuário comum, que o mesmo morra, ninguem quer se prender ao passado por dó

Acredito que nem o hardware não será um problema, tambem espero que a WEB seja totalmente streamada, assim tirando o peso do hardware e deixando em servidores super poderosos, assim permitindo sites melhores e mais optimizados, sem depender do hardware local

PC Gamer já está evoluido demais, essa tecnologia já foi esticada, cortada, remodelada, e reinventada, hoje nós só vemos pequenas coisas, Ray Tracing, e etc.
Hoje com o avanço técnologíco que estamos a tendencia é essa tecnologia do PC acabar ficando com novidades muito espaçadas

1 Curtida

Na verdade isso não só acontece hoje, como não é de hoje, desde 2009 se vem tentando fazer isso, podemos citar ChromeOS, Firefox OS, Web OS, Jolicloud OS… a questão é a viabilidade disso, mesmo hoje é extremamente difícil por um motivo triste mas simples, a maioria das pessoas não tem uma conexão estável o suficiente pra fazer todo o fluxo de trabalho online, isso é uma pedra no sapato de serviçõs como Stadia e GeForce Now

A questão é que web apps, ainda são apps, não existe diferença prática entre instalar um WebApp e um AppImage por exemplo, a única diferença é a forma de uso

Sim, vai ser necessário, as pessoas dependem de escolher a disposição de elementos, a cor… ou simples fato de fazer login e colocar uma foto de fundo/perfil são configurações

Não é necessariamente verdade, se o único app que você possui é o browser (como no caso do Chrome OS) ele se torna o shell/lançador de apps, ou seja, na pratica você terá apps instalados do mesmo jeito

Ok, vamos admitir que funciona… e quem não pode pagar? Esse modelo me parece ser promissor apenas pra quem usa esse tipo de software ocasionalmente, existem questões de limitação física


Pra não ficar chato, eu vou dar minha visão (espero que discordem e discutam ela), eue creio que a interação vai mudar, teremos gradativamente o fim da era apps e entraremos na era dos serviços, o sistema operacional será uma casca que se moldará ao usuário, ao invés de se ter apps prontos (ex YouTube Music, Spotify, Deezer…) nós teremos serviços (offline ou não) que moldarão a interface do sistema a intenção do usuário, ou seja, você tem um único módulo que servirá como interface pra esses serviços mais ou menos assim:

Embora muito viajado, eu acredito que o futuro será muito parecido com o que descrito no especulativo Mercury OS

3 Curtidas

GeForce Now já mostrou que a Nvidia está disposta a entrar no mercado, e acredito que esse será o foco da empresa em 3 anos

acho que o sistema operacional só vai virar uma casca mesmo, rodando de fundo e o mesmo sendo desconsiderado pelo usuario

alem disso espero que não veremos mais serviços offlines em 5 anos, o futuro é tudo ser streamado, apesar de não ter citado no tópico espero que toda a WEB que conhecemos desde o google até o diolinux plus, sejam streamados para a nossa tela, nada será carregado no hardware, isso seria muito bom para construir sites mais robustos, e que na maioria das vezes são limitados pelo hardware do usuario;

Os browsers irão se moldar a esperiencia do usuario, se conectando com serviços na nuvem

Sim, vai ser necessário, as pessoas dependem de escolher a disposição de elementos, a cor… ou simples fato de fazer login e colocar uma foto de fundo/perfil são configurações

[/quote]

Sim isso é verdade, mas essas configurações não serão feitas pelo sistema operacional, e sim pelo browser, o sistema operacional será só uma coisa rodando por trás

Nessa questão, eu até concordo com você, não ao ponto do sistema operacional servir só para abrir o browser, mas sim a questão de que as pessoas hoje só usam o computador para fazer isso…

Mas esse tipo de configuração não é feito pelo sistema operacional , mas pelo shell, no seu futuro o browser será o shell como ocorre no Chrome OS o que dá na mesma

Considerando o avanço da internet isso se acontecer (tenha em mente que basta uma chuva pra boa parte das pessoas perderem o acesso a Internet) vai pelo menos uns 20-30 anos se acontecer

Você está esquecendo de um pequeno detalhe, a limitação física, se pra renderizar um site de usa 200 MB de RAM, pra stremar isso em algum lugar você vai usar esses 200 MB e ainda mais recursos banda pra transmitir… sem contar que vai ter que gastar recursos pra transmitir de volta… é inviável

1 Curtida

Ter tudo online e depender disso significa estar definitivamente na mão de terceiros, basta um ataque cracker, um desligamento contratual por parte das empresas ou uma simples indisponibilidade de internet e o caos estará instaurado.
Sem falar nas implicações que resultarão em um cada vez maior sacrífico da privacidade para se ter esses benefícios. Teremos nos aproximado de alguma forma da Skynet ou da Matrix. O livro “Dez argumentos para você deletar agora suas redes sociais (2018)” de Jaron Lanier, está tão em voga entre outras coisas pelos perigos iminentes que a marcha da WEB 2.0 está nos levando.
Essa semana mesmo via um vídeo no YouTube de um programador sobre a singela necessidade de se ter trabalho offline, com o qual concordo integralmente.

8 Curtidas

Sou muito bipolar com relação ao streaming e a nuvem, tem horas que eu os aceito, outras eu os rejeito, e as vezes eu até desacredito na proposta de ambos

1 Curtida

A ideia é interessante? Muito!
É viável? Em muitos lugares e para muitas pessoas, sem chance!

Em Londrina, segunda maior cidade do Paraná, uma das empresas locais de fornecimento de telefonia e internet chega a levar 1 semana para reparar fios que foram danificados em 1 temporal.

Desde que começou a quarentena, o consumo de banda aumentou de uma maneira que as fornecedoras estão com dificuldade de manter a qualidade.

4 Curtidas

Se isso acontecer a vida das pessoas vai ser um INFERNO, o mínimo de segurança e privacidade pode ser totalmente perdido.

1 Curtida

As pessoas são muito relaxadas com relação a segurança, trabalhar dessa forma lhes trará muito mais problemas que o próprio Windows.

Sem contar que, para se focar na nuvem, manter os arquivos nela, será necessário pagar por isso, e caro! Aí a pessoa fica desempregada e tem que optar entre comer e acessar o sistema operacional.

4 Curtidas

O sistema operacional e a internet ainda…

1 Curtida