O que o Gnome Shell Quick Settings indica sobre o futuro do GNOME?

https://diolinux.com.br/gnome/gnome-shell-quick-setting.html

Recentemente, alguns designers do projeto GNOME apresentaram o mockup de um novo recurso chamado Gnome Shell Quick Settings que está deixando os usuários empolgados com as próximas versões

10 curtidas

Gostei dessa novidade ainda mais agora que estou de volta ao Gnome com o Arch, mas não me esqueço da minha segunda paixão o Kde Plasma no OpenSUSE Tumbleweed. Minhas distros e de’s ( Não sei se é assim que se escreve, me corrijam se estiver errado) do :heart:.

2 curtidas

Ficou igual o Chrome OS, amo quando se inspiram no OS que eu uso.

2 curtidas

Ficou excelente, espero que adicionem no Gnome logo, esse estilo de menu para mim é praticamente obrigatório, Macos adicionou e logo depois foi uma das coisas que mais gostei no Windows 11>que se inspirou do Chrome os>que se inspirou no Android.

Aproveitando aqui, alguém sabe de qual toolkit Gráfico a interface do Chromeos é feito? seria o Flutter?

Maravilhoso, quando o Ubuntu criou o unity e substituiu o gnome eu entrei em pânico, detestava a forma como era travado o unity, n conseguia usa ele de forma alguma, foi exatamente quando voltei a usar o Windows como sistema principal(eu na época não sabia instalar outro sem ser o padrão), quando tivemos o ubuntu gnome remix voltei satisfeito e dei graças quando passaram a usar o gnome como sistema principal… já tentei kde, budgie, lxde, xfce, openbox e um monte de outros mas só consigo me sentir bem usando o bom e velho pezinho fedido rs e to sempre curtindo essas novidades… sempre usando uma ppa também pra usar a versão mais recente.
Uma outra dificuldade que tenho é ir pra outro sistema que n seja o Ubuntu… apesar de diversas críticas dos que testei até hj ele me da uma sensação de ‘sistema pronto’ tanto pra software quanto pra hardware, não vejo em outras distros que testei como pop os e o enligthment… mas não sei explicar oq isso significa.

Uma pena que o outro linus escolheu o kde e não o gnome pra fazer suas críticas

1 curtida

Achei legalzinho o menu, só não concordo que o GNOME é uma interface intuitiva, isso definitivamente ele não é, precisa de uma curva de aprendizagem bem grande.

Quando um usuário comum não consegue nem desligar o sistema, tem algo de muito errado com a interface.

O que o Gnome Shell Quick Settings indica sobre o futuro do GNOME?

Indica que eles estão no caminho certo. Direcionamento e decisão são essenciais, mesmo que gere críticas. GNOME não nada contra o rio.

Se um usuário não consegue desligar o sistema, acho que ele não consegue fazer nada. No GNOME, é só escrever “desligar” na pesquisa e pronto, mais fácil que isso só tirando da tomada kkkk

1 curtida

Pesquisar? Pelo jeito nunca deu suporte para usuários comuns. :joy::rofl::rofl:

“É só explicar para o usuário onde fica.”, mas se tiver muitos que dependem de você isso gera um problema enorme, é melhor ter uma opção visível e intuitiva de onde fica o desligar, por essa e muitas outras coisas que prefiro outras interfaces nos meus clientes.

E se tem uma coisa que o GNOME e esse menu unificado NÃO são, são intuitivos. Essa é a palavra que achei errada no artigo: “intuitivo”.

Sinceramente, eu acredito que funciona muito bem. Lembro-me de prestar serviço em uma loja de uma grande rede no setor de atacado e varejo que trabalha apenas com sistemas web, sendo Debian com GNOME o sistema dos terminais. Estamos falando de funcionários de 20, 30, 40 e 60 anos. Eu posso dizer com propriedade que eles não possuem problemas com o menu unificado e desligam o computador com uma rapidez incrível no final do expediente :grinning_face_with_smiling_eyes:

1 curtida

Não sei se tem relação com a idade, mas pode ter sim, porque dou suporte para escritórios de Contabilidade desde 2005 e grande parte é de empresas antigas de quando tudo era papel, então é um problema sério você não ter explicitamente as opções escritas ou em lugares intuitivos, e dizer que o desligar fica no “relógio” é bem complicado e gera sim muito suporte “desnecessário”.

Mas não é só o desligar não, foi apenas um exemplo do que já sofri, não sofro mais porque já migrei todos meus clientes para outras interfaces. Tenho minhas preferências de interface, mas instalei em muitos clientes o XFCE por causa do nível dos computadores dessas empresas, ainda assim gera menos suporte que o GNOME.

A pergunta que vale o PIB da china é: “De onde tu tirou q a opção desligar no gnome fica no relógio?” Ps: Uso Gnome!

Não dou mais suporte para usuário GNOME. :wink:

Acho que sei o motivo: “Desligar no relógio” kkk

@eddiecsilva ou @thespation

1 curtida

Acho q tu tava falando da interface Unity do Ubuntu. Ali n é gnome, mas usava bibliotecas GTK.

Pois é, descobri que minha filha estava desligando o note segurando o botão de desligar no Windows e fiquei pensando nisso

1 curtida

Estava pensando nisso! Kkkk

Na verdade isso depende da necessidade, por exemplo, meu pai tem 57 anos, caminhoneiro, mexeu pouquíssimas vezes com computador, basicamente usa pra jogar Paciência, se fosse pra ele aprender sozinho ele não conseguiria, assim como foi quando instalei o Gnome ele me perguntou como desligava, aí migrei para o KDE, e por ser mais similar ao Windows, ele desligou sem precisar de ajuda.

Mas em relação a pessoas mesmo com idade avançada desligado rapidamente ao fim do expediente (kkk), me fez lembrar quando o WhatsApp foi bloqueado no Brasil, do dia pra noite, surgiram vários especialistas em VPN. Outro fato interessante era quando antigamente, lá no XPzão bloqueávamos sites pelo Hosts do Windows, e usuários completamente leigos, encontravam como ir lá e remover os bloqueios.

Minha reflexão é que independente de ser intuitivo ou não, o usuário de acordo com a necessidade ele vai se adaptar.

Windows tbm não é Intuitivo, só q as pessoas já estão acostumadas e agem na inércia, de um Pc com windows a uma pessoa q nunca usou e vc vai ter q ensinar ela a desligar tbm, como citou o @MarceloMachadoxD , q desligava segurando o botão do power, como num celular, se chama inércia, as pessoas aprendem de uma forma e fazer sempre do mesmo jeito

Realmente, mas quando se tem diversidade como as de interfaces do Linux, o usuário comum vai sempre optar por algo semelhante ao que sempre usou, a maioria quer apenas usar um aplicativo, não quer aprender usar uma interface inteiramente nova com workflow estranho e idéias mirabolantes, no fim essas coisas mais atrapalham do que ajudam o usuário iniciante.

Por isso sempre afirmo que o GNOME não é para usuários comuns, é só para quem já tem um conhecimento mais fundo em informática e tem paciência para ficar adicionando extensões que faltam na interface por padrão.