O futuro do PinePhone

Confira o post completo no blog: https://diolinux.com.br/noticias/o-futuro-do-pinephone.html

A Pine64 anunciou que deixará de produzir as versões comunitárias de seus PinePhones e já possui um novo sistema operacional padrão para suas próximas edições.

6 Curtidas

Agora o objectivo é começar a criar aplicações e adaptar para o pinephone enquanto fazer divulgação em massa
Mas se o flatpak for divulgado massivamente então as chances de de haverem mais aplicações flatpak serão maiores
Tanto no desktop, tanto no mobile

1 Curtida

Sempre fiquei em dúvida quanto a esses smartphones. Eles não suportam Play Store, correto?

No caso, como eles irão fazer para que os aplicativos populares consigam rodar?

2 Curtidas

Seria interessante testar, eu com certeza usaria

Só se você instalar o Android ou uma derivada dele, mas, esse não seria um atrativo para quem quer um smartphone destes, quem adquire tal máquina irá dar preferência aos aplicativos disponíveis na própria loja/central de aplicativo de cada Linux.

1 Curtida

Sim, mas centralmente, sempre haverá aplicações flatpak
Logo existe centralização de aplicações

adoro a ideia e sou louco para ter um. aceito até um hardware pior, mas quero a liberdade de instalar o sistema que eu quiser.

1 Curtida

O que eu quis dizer é que quem busca um smartphone com Linux puro está justamente fugindo de certas características do Android como seus aplicativos freemiums, sua publicidade invasiva ou falta de privacidade. Play Store não seria prioridade desde que existissem aplicações equivalentes nativas para o sistema Linux.

Acho bastante legal isso, mas não irá ter êxito. Talvez venda “meia dúzia” de aparelhos. O Windows Phone nasceu e morreu justamente pela falta de aplicativos. Eu, embora tenha achado o máximo os botões físicos para desligar câmera, etc, não usaria um celular desses por causa da ausência de aplicativos.

Com app de banco, eu até conseguiria contornar, mas como usaria o Uber ou o aplicativo de previsão para ônibus? Não teria sentido ter dois celulares.

Talvez a solução fosse eles fazerem algum tipo de parceria para entregar algo como um dual boot( altamente ineficaz) ou fazer alguma forma de rodar os apps para Android.

Nesse caso o anbox ficaria muito bem, ou então criarem aplicações adaptadas para o pinephone e algumas alternativas, uma delas sendo o odysee a substituir o youtube

No caso do Linux, lembras que mesmo nos dias de hoje não é lá muito popular?
Uma pessoa que básicamente só está na Internet, creio que pode andar perfeitamente com um pinephone
Talvez a ideia comece a interessar cada vez mais operadoras que querem se ver livre da Google e personalizar tudo á sua maneira sem restrições

A ideia de um switch físico te permite sentir a segurança de uma maneira diferente, a ideia de que algo analógico te mostre parece que te trás uma segurança a mais.

1 Curtida

Esse switch físico é legal, mas acho que está mal implementado. Para desligar o hardware ( câmera, microfones , etc) a pessoal tem que remover a tampa traseira. Deveria ser mais fácil: ter uns tipos furos, nos quais, com uma ferramenta do tipo de remover gaveta de chip, a pessoa pressionasse e ele desligasse.

Mas achei o máximo essa ideia.

Flatpak através do gnome software, postmarket store ou pelo discover
Ou pelo terminal

Me interessei, pode ser usado no Brasil ?

Pode, só que vai ter que importar e como você sabe qualquer eletrônico importado vai ficar com preço salgado por causa da cotação do dólar e 60% de imposto.

Mas se os mais ricos comorarem hoje para ostentar, num futuro ficará mais fácel para os mais compres comprarem e aproveitarem

Eu tenho muita vontade de ter um Pinephone com Manjaro mas…

Off: Relembrando 60% em cima de tudo, valor do produto, valor do transporte seja aéreo seja marítimo.
Se importar direto 60% em cima de tudo isso em dollar convertidos para real + as taxas dos Correios de 2 formulários(esqueci o nome) e o frete.
Se importar de 3rd, daí vem o Valor do vendedor +Trocentos%.

Importar Direto

Eu comprei 2 camisetas da banda Japonesa Perfume(パフューム), por causa do código do fan club PTA, convertendo de Yens para Dollars custou 36 USD. Mas eu tive de fazer umas manobra, a empresa não fazia entrega internacional, “oversea”, então eu tive de “fingir” que eu tenho uma casa no Japão usando os serviços da empresa Japonesa Tenso:

1 - No cadastro do site das A!Smart(Loja das Perfume girls), preenchemos com o endereço da Tenso;
2 - Na compra tem o frete da A!Smart para a Tenso(“minha casa”), foi algo com 50 cents do Dollar;
3 - Finalizando a compra pego o código de compra e envio para a Tenso, assim que a encomenda chega na Tenso eles me avisam;
4 - Escolho o método de entrega e declaro as mercadorias para a Fiscalização Japonesa(custa um $$) Edited: E ainda tem de enviar todos os documentos com foto comprovando minha existência para o Japão Edited/;
5 - Aviso a Alfandega Brasileira através da área virtual dos Correios para estes fins;
6 - Quando chega os produtos no Brasil, 3 dias levou, o meu ambiente virtual dos Correios me avisam então eu tenho de Declarar as mercadorias e imprimir 4 guias e pagá-las.
7 - Então eu tenho de pagar os 60% de importação, incluindo os transportes Japão para Brasil;
8 - Finalizando pagar o frete dos Correios para minha casa.

Tudo isso me custou na época, 2016, $36 ou R$420 :grimacing:, 2 camisetas e um brinde(foi taxado o brinde também, pois eu tive de declara-lo nas guias que eu esqueci o nome). Levou 43 dias para eu receber minhas mercadorias.

Então isso é oque acontece se importa direto dentro das legalidades e regras de importação do Brasil.
Não sei como esta hoje, pois foi em 2016, tenho todos os comprovantes aqui…

Edited2: As compras foram feitas no Cartão de Crédito, então teve os impostos de Cambio de Yen para Real. Edited2/

Edited3: No Brasil, se declarar errado, no ambiente virtual dos Correios, não sai do status vermelho, então dias depois vem o aviso que foi declarado errado e então eu tenho de fazer novo procedimento. Tem de pagar as guias denovo. Ainda bem que deu certo nesta parte para mim, o status ficou verde. Edited3/

Eu acho super certo os impostos de importação, mas eu acredito que o Brasil cobra eles do jeito errado como expliquei no “Importar Direto”.
No fim dependendo da situação importar de 3rd sai mais barato, mas depende da situação.

1 Curtida

Pois é, importar certas coisas só sendo muito entusiasta, endinheirados e estando disposto a pagar o ônus da burocracia.
Muito interessante o seu relato porque tenho particular interesse em importar algumas coisas do Japão e Rússia.
Sobre esse imposto nipônico, o “Tax-Free” não vale para esse caso?
https://panoramadeviagem.com.br/informacoes-tax-free-no-japao/#:~:text=No%20Japão%2C%20o%20valor%20do,pagar%20o%20valor%20da%20taxa.
Como funciona o Tax-Free, programa de isenção de imposto de consumo aos turistas no Japão? – WTB travel: agência de viagens
Como funciona o tax free no Japão? – Peach no Japão
Saiba o básico sobre Tax-Free Shopping no Japão
Turistas no Japão precisam pagar o "imposto sayonara" para deixarem o país - Casa e Jardim | Viagem
Dicas sobre Tóquio: informações turísticas importantes
?
Se bem que, tecnicamente você não estaria no país e relendo seu relato vi que você diz ter simulado ser um morador do Japão, então de fato não poderia solicitar abstenção.

1 Curtida

Exato, eles sabem disto porque a Tenso é uma empresa (juridico) Tax free não se aplica ao juridico, só aplica as pessoas físicas, não tenho certeza, tenho de ler melhor as regras. Tanto que antes de a mercadoria sair do Japão eles pediram vários documentos meus com foto, comprovante de residencias e tals. É uma aventura cara :sweat_smile:
Edited: Se fosse da A!Smart direto para mim, então acredito que o Tax Free funcionaria…Edited/

Bonus: Teve um problema com meu Cartão de Crédito que nem o Santander(banco que eu usava na época) sabia resolver. A A!Smart falava para mim ver com o banco sobre o 3d Security… O pessoal do banco had not clue what it was… “Não tem isso de 3D, está tudo certo com seu cartão de crédito para comprar no exterior”. Eu comprava em dollars normal, no jogo do Ace Online, mas em Yen estava encrencando… Agora vem a parte estranha minha… As minhas vozes dentro da minha cabeça… Uma voz feminina disse “Usa o cartão virtual”, na época cartão virtual era coisa nova. Usei dai veio 3 tipos de procedimentos com senhas, numeros vindo por telefone e tals, no fim deu certo! Avisei a A!Smart como eu fiz para que se alguém aparece-se com o mesmo problema, eles já saberiam como resolver.

Foi uma big aventura comprar(importar) estas camisetas do Japão.

Só compensa importar por lotes…

1 Curtida

Aí que está… não sei se foi sorte, mas a única vez que foi tributado com telefone não cnsideraram o valor da nota e frete, mas sim lançam um valor padrão, que no caso foi menos do que tinha pago… era um bizarro tosco… que tinha duas telas, sendo a traseira em e-ink, mas que era uma porcaria.

1 Curtida