Mudar o diretório padrão do screenshot no gnome

Saudações camaradas.

Uso Manjaro Gnome, gostaria de saber se é possível alterar o diretório padrão para que toda vez que eu aperte PrintScreen a imagem vá para uma pasta específica. É possível?

Fonte: Dicas para quem usa o Gnome 3 (Atualizado 3/8/2020)

1 Curtida

No KDE, uso uma abordagem diferente ─ coloco todos os parâmetros no “atalho” (comando) que atribuo às teclas:

PrtScn:
gnome-screenshot -p -f "/PATH/$(date +%F_%H-%M-%S)_Xx.jpg"

Shift+PrtScn:
gnome-screenshot -p -d 7 -f "/PATH/$(date +%F_%H-%M-%S)_Xx.jpg"

Onde:

-p     Inclui o ponteiro do mouse
-d 7   Delay, para abrir algum Menu
-f     Salva direto em um arquivo, no PATH indicado, com o nome no formato indicado

Xx = Letras para indicar em qual distro foi feita a captura ─ Mg para Mageia, D para Debian, A para Arch etc.

Tem funcionado há vários anos, tanto em distros com KDE “antigo” (Debian Buster), quando com KDE “recente” (rolling-release).

Em algumas distros, preciso eliminar as aspas em torno do PATH + nome-de-arquivo

1 Curtida

Como você reatribui o atalho? Via Xmodmap?

Pelo KDE System Settings >> Shortcuts >> Custom shortcuts >> (Right-click) >> New >> Global shortcut >> Command / URL >> (paste Command)

Não sei se tem a ver com xmodmap:

$ xmodmap
xmodmap:  up to 3 keys per modifier, (keycodes in parentheses):

shift       Shift_L (0x32),  Shift_R (0x3e)
lock        Caps_Lock (0x42)
control     Control_L (0x25),  Control_R (0x69)
mod1        Alt_L (0x40),  Meta_L (0xcd)
mod2        Num_Lock (0x4d)
mod3        Scroll_Lock (0x4e)
mod4        Super_R (0x86),  Super_L (0xce),  Hyper_L (0xcf)
mod5        ISO_Level3_Shift (0x5c),  Mode_switch (0xcb)
1 Curtida

Quando usei o kde ele tinha um aplicativo…
Não lembro o nome no momento, mas era muito bom também. Eu não usava do gnome.

Mas tarde quando puder eu vejo o nome

Numa rápida pesquisa no celular, segue o nome spectacle

https://wiki.archlinux.org/index.php/Screen_capture#Spectacle

1 Curtida

Sim, atualmente é o KDE Spectacle.

Há alguns anos, era outro. (1) O mais antigo que lembro era o KSnapshot; (2) Depois, o Kubuntu começou a vir com o Shutter; (3) Por fim, o KDE Spectacle.

Um dia, enjoei de todos eles, e ao pesquisar as alternativas, lembrei que no Mint Cinnamon o gnome-screenshot era bem discreto.

E muito leve, também:

  • Shutter → 49 pacotes
  • Xfce4-screenshooter → 18 pacotes
  • Kazam → 18 pacotes
  • Mate-utils → 5 pacotes
  • X11-apps → (?)
  • Gnome-screenshot → 1 pacote.

Mas isso depende do uso que cada um vai fazer. Por exemplo, eu não faço “anotações” para upload imediato. Me limito a salvar como JPEG (arquivos menores), e guardo para examinar depois ─ uma configuração simples, ou a instalação de uma distro.

Em 2016 eu não entendia quase nada, mas registrei os problemas que me levaram a optar pelo gnome-screenshot:

(Ok, hoje já sei como desabilitar a notificação visual do KDE Spectacle e substituí-la por um som curto, só para confirmar a captura).

1 Curtida