Mostre o seu 'Monitor do Sistema' e veja o quão leve pode ser cada distro

Em quase todas reviews que já vi na vida a pessoa mostra o quanto o sistema consome de hardware sem nenhuma aplicação aberta. Muitas vezes não tomo como parâmetro, pois depende muito do uso do usuário, eu por exemplo não ligo para o consumo, mas sim para minha sensação ao usar o sistema.

Mas pensei nesse post como uma forma de quem quer trocar de distro ter noção de quanto mais ou menos a mesma consome em casos reais de uso, assim tendo uma ideia de qual poderia se adaptar melhor em sua máquina.

Então, mostre seu monitor de sistema assim que você liga seu PC/Notebook, começando aqui…

Manjaro Gnome

3 Curtidas

Acho que a grande questão e que isso não tem nada a ver com “leveza”. Podem compartilhar os seus monitoramentos por curiosidade, mas isso não vai ser muito parâmetro, como você mesmo comentou.

Muitas vezes é preferível um sistema que gaste 2GB de RAM de largada e facilite a minha vida, que um que gaste 100MB e não faça nada “por mim”. É uma questão de gosto e perspectiva.

O importante é como o sistema de comporta com as suas aplicações abertas, se continua fluído, se libera a memória quando necessário, e não quanto ele gasta com todas elas fechadas. No fundo todas as distros usam o Linux, e a forma de gerenciar memória é bem semelhante em todas.

O que muita gente leva por “peso” de RAM, na verdade está relacionado ao chip gráfico. Hoje em dia é menos comum com as versões mais recentes, mas se o GNOME dava uma engasgada, era “por conta da memória” pra muita gente, quando na verdade era algo relacionado à parte gráfica e problemas de funcionamento.

Segue o meu no momento, tem várias aplicações rodando simultaneamente.

10 Curtidas

É bem isso que o Dio falou mesmo, eu uso o Ubuntu 19.10 e tenho 16GB de RAM, porém sou desenvolvedor e tenho muitas coisas abertas, e o sistema flui que é uma beleza, para ter como parâmetro antes usava Windows 10 com os mesmos apps abertos e o consumo era muito maior e engasgava direto, não era fluído como é hoje com o Ubuntu.

4 Curtidas

Isso mesmo, falou bem! O termo “leve/leveza” foi de fato mal usado, concordo com o que mencionou, para mim o sistema pode usar quanto recurso quiser desde que me atenda da melhor forma, porque o hardware está lá pra ser usado mesmo.

Coloquei o intuito do post para compartilhar a experiência/curiosidade e servir de “base rasa” pra usuários mais novos e com máquinas mais fracas, pois lembro de quando eu eu estava na faculdade e tinha uma máquina bem mais fraca que hoje, praticamente tinha que “carregar um elefante em um uno”. Daí mesmo não sendo fiel, esse resumo me ajudava a filtrar um pouco para escolher quais distros me entregariam facilidade e não me deixariam na mão, aliado a uma sobra para rodar tudo que eu precisava, pois em máquinas fracas todos recursos acabam contando por serem todos bem limitados.

2 Curtidas

Outro sistema conta? kkkkkkkk Eu sempre gostei dos starts de 2GB dos 4Gb que eu tenho na maquina… Não curto ficar de economia

1 Curtida

3 Curtidas

tenho linux mint xfce 19.3 e 32GB de ram

1 Curtida

Até que enfim não teremos mais que explicar como o Monitor do Sistema GNOME funciona , já que o mesmo não oculta informações como alguns outros :joy:

3 Curtidas

3 Curtidas

Indo na contramão, vou fazer uma critica ao Linux, o OOM killer do Linux é uma bela porcaria… Esgotar a memória do seu sistema pode ser corriqueiro quando se trabalha programando no ramo de modelagem e analise de dados… Mas nem tudo está perdido, existem alternativas ao OOM killer. De resto é o que o pessoal falou mesmo, menos RAM/CPU/GPU gastos com balela.

Enfim, segue meu monitor do sistema bem detalhadinho :slight_smile:

2 Curtidas

1 Curtida

Dava pra postar esse desk no Apresente o seu desktop e mostre o quanto o Linux é bonito ficou bem bonito :sweat_smile:.

1 Curtida

o comilão daqui é a latte dock, se não fosse ela ia tá comendo 375MB

Consumo do Ubuntu 19.10 depois de 20 minutos de utilização (no momento do print apenas o Monitor do Sistema estava aberto)
Não é lá algo muito leve, mas não chega a ser muito pesado :slight_smile: :v:

Que tal esse KDE Plasma?

2 Curtidas

Minha saga testando respectivamente GNOME, KDE(O que mais gostei), XFCE e agora LXDE.

Em breve vou testar o LXQT :grin: :grin:

2 Curtidas

Cinnamon de leve não tem nem o nome.

3 Curtidas


Antigamente eu usava Windows 10, era quase impossível estudar ou fazer algo de meu interesse no windows, já que qualquer aplicação que eu usasse, lá se ia meus poucos 4Gb de ram kkkkk

3 Curtidas

Já o Lubuntu é levinho. LXDE 18.04.4 64bits emum Core i5 com 16GB de memória.

3 Curtidas