I3-GAPS | Tutorial de Instalação e configuração/personalização

O i3 do Manjaro está bonitinho ^^

1 curtida

Opa!
Espero conseguir ajudar.

Nesse print aí está basicamente como vem na ISO i3 do Manjaro, ainda não tinha personalizado.

Segue o link

Como já tinha percebido a um tempo atrás e até comentado no tópico Preferência por modo texto, ainda acho muito elegante esse modo predominantemente texto. Estou usando a pouco tempo e já instalei em um note para ficar padrão no i3, gostando bastante da experiencia.

Só estranhando o dmenu até descobrir o i3dmenu-desktop

@Lavrudinho, se não estou enganado, lembro que em algum print você usou um menu de aplicativos suspenso, era no i3?

Vi um menu semelhante em um vídeo:


Vídeo:

Vou parar para dar uma olhada depois.

2 curtidas

O nome do menu é Albert, está no título do vídeo :sweat_smile:

2 curtidas

Cara, não lembro de ter usado menu suspenso no i3 não shuahsaa.

Esse menu é o Rofi.

1 curtida

Pode ser que eu tenha visto o bmenu, igual esse mais escuro da minha tela:

Mas instalei o Abert também, esse que estou buscando o Chrome.

1 curtida

Nossa, agora que eu vi que é o Albert na foto que você mandou anteriormente. Jurava que era o Rofi huashuahusaa. Mas ainda prefiro o meu bom e velho dmenu.

1 curtida

O dmenu é bom para quem sabe os nomes exatos das aplicações, para quem busca por nome genérico não é tão efetivo, nesse caso o i3-dmenu-desktop é mais amigável.

Quem abre o dmenu e vê escrito algo como: 2to3-3.8 não faz ideia do que pode ser :sweat_smile:

1 curtida

@Lavrudinho O Rofi tá longe de ter essa cara. Dá até para adicionar ícones e temas, mas não fica parecendo o Albert, não. O que chega mais próximo dele é usar o localizador de aplicativos do xfce com a opção “–collapsed” ou outro launcher, tipo o ulauncher.

2 curtidas

Tem como montar mais um vídeo ensinando a instalar a configurar um base Debian? Com o Ubuntu Minimal, por exemplo. Acabei me familiarizando com o Manjaro i3, mas seria interessante para o pessoal que não curte a base Arch.

Estava pensando em instalar polybar, mas como no vídeo mostra como trocar i3status por i3block, fiquei fuçando e reparei que já é o suficiente para mim, consigo colocar todas as informações necessárias nela e muito mais, mas parei pq estava virando um carnaval haha

3 curtidas

Uma sugestão, no vídeo foi instalado o Gimp para pegar cores, eu fiz o procedimento com o Gcolor3, está disponível no repositório, serve basicamente para isso mesmo (super leve e é apenas um pacote):

image

2 curtidas

Só vi essa mensagem agora.

São, basicamente, os mesmos pacotes que o Lavrudinho citou. Se quiser ainda quiser, e tiver paciência de esperar uns 3 dias, eu posso escrever um textinho mostrando como faz, o mesmo que foi feito no vídeo, com uma instalação do Debian com a iso netinstall e só marcando a opção “utilitários padrão do sistema”.

Porém, como disse, são os mesmos pacotes. Com uma ou outra diferença de nome. Como os do Xorg, o i3-gaps (que não tem por padrão no Debian, então tem que compilar ou, se for alguma .deb, você pode utilizar PPA’s). O picom, que nas .deb. temos o Compton ou o xcompmgr. De resto, até o nome dos outros pacotes é o mesmo. Eu só instalaria o pulseaudio ao invés do alsa. É pouca diferença de tamanho, e o pulse tem o pavucontrol, que é uma ferramenta excelente e facilita muito a nossa vida.

Ah, eu optaria pelo Gpick ao invés do Gcolor. Por um motivo muito simples, o Gpick gera um histórico das cores que você “pegou” com ele (exibindo em formato hexadecimal e rbg), o que facilita nossa vida. Já que, se você não apagar, a cor vai ficar ali sempre na tela do programa pra você pegar ela rapidinho novamente.

1 curtida

Seria super interessante termos esse material sim, mas infelizmente parece não ter muita adesão, vai depender se vale o seu esforço. Mas certamente seria ótimo ter para consulta.

O Gcolor tbm tem essa opção, mas valeu pela dica, sempre bom ter opções.

como você deixou a barra debaixo com todas essas informações queria deixar assim mas não acho nada falando sobre

1 curtida

Da uma olhada nesse outro comentário, deixei o link do github que peguei os módulos:

É basicamente deixar o módulo na pasta indicada e apontar no config (tem as instruções no git).

Depois vou ver se crio um tópico ensinado, cheio de fotos para ficar bem fácil de seguir.

Eu já cheguei a utilizar o polybar por um tempo, mas digamos que não faz o meu tipo hahaa, ainda mais quando o pessoal começa a instalar lançadores e outras perfumarias as quais possibilitam que tudo seja feito com cliques e transformam a coisa numa barra tradicional parecida com a de qualquer DE. Enfim, na minha concepção, isso vai tirando a essência do i3wm. Nos comentários desse tutorial que eu fiz, muita gente pede para eu fazer um tutorial ensinando a configurar o polybar, colocando ícones, configuração de áudio etc. Pretendo fazer sim para ajudar, mas ainda não fiz, justamente, por não me dar “tesão” em fazer.

Meu negócio é só isso aqui mesmo e ta perfeito hahaa:

3 curtidas

Não sou tão hard a ponto de deixar tão simples, me amarro no i3blocks, mas com algumas informações e uma papagaiada ao lado do número que indica a área de trabalho.

Estava esperando o seu vídeo sobre personalização da barra (como prometeu no final do vídeo), mas acabei montando o tutorial: Como incluir módulos no i3blocks.

Quanto a polybar, realmente não consigo gostar também, pode ser interessante em alguns aspectos, mas volto até para i3status ao invés de usar polybar (a não ser em testes em VM para experimentar alguma novidade).

2 curtidas

@thespation e @Lavrudinho é exatamente isso que gosto no i3wm. Você consegue muito com muito pouco. Eu só adiciono informações básicas com o i3status e deixo as áreas de trabalho com número e “apelido” (um ícone bem simples para dizer para que serve aquela área de trabalho) e deixo definido em qual área de trabalho um determinado programa vai abrir.

2 curtidas