FSF critica o fim do suporte do JPEG-XL pelo Chrome

No ano passado, os engenheiros do Google Chrome optaram por terminar o suporte ao formato JPEG-XL, que permite a criação de imagens de alta resolução, sem ocupar tanto armazenamento, para reforçar o uso do AVIF, desenvolvido pela empresa. Meses depois, a Free Software Foundation, organização sem fins lucrativos que apoia o software livre, fundada por Richard Stallman, se pronunciou a respeito dessa decisão.

No post publicado no portal do FSF, escrito por Greg Farough, são tecidas críticas ao Google. Por lá, é dito que com esta atitude, o Google quer fazer o que é melhor para seus próprios interesses predatórios, segundo o autor, esta decisão foi o segundo maior erro do projeto do Chromium, precedido pela implementação de código JavaScript não livre, que atrapalha a comunidade a rastrear a origem de erros. Ele ainda afirma que, muitos usuários que já estavam aderindo ao JPEG-XL, se manifestaram contra a decisão e foram ignorados, em resposta a isso, a comunidade do FSF está correndo para apoiar navegadores livres que suportam o formato.

2 curtidas

a empresa desenvolve um proturo próprio, não livre, para atender aos seus interesses e negócios. porque é predatório? ninguém é obrigado a usá-lo. e tem outros navegadores tão bons quanto… o mundo não é só feito de SL. E sem a contribuição das empresas “predatórias”, ainda estaríamos montando disquete na linha de comando.

1 curtida

Haja vista o Kernel Hurd que “não c*aga e nem sai da moita”.