Estou usando o Windows mas quero mudar para o Ubuntu

Eu já venho testando o ubuntu em live mode faz algum tempo já estou habituado com essa distro, gostaria de saber quais as Vantagens do Ubuntu sobre o Windows sem contar as atualizações não obrigatórias do Ubuntu.
Ps: Grato desde já por sua ajuda.

A maior vantagem é que 99,9% dos softwares que você vai usar são gratuitos (e open-source, também). Usar Linux vai ser algo totalmente novo e a sensação de liberdade (tanto em escolhas quanto em fazer o que quiser com softwares e ambientes gráficos) é imenso, é uma infinidade de escolhas que você vai poder fazer e aprender sobre como as coisas funcionam ao mesmo tempo.
Sobre as atualizações, pode ficar tranquilo, por mais que sejam mais frequentes do que no Windows, não vão te causar grandes problemas.

2 Curtidas

A melhor pergunta seria "as Vantagens do Linux sobre o Windows", uma vez que existem outras distribuições amigáveis além do *ubuntu, a exemplo do Mageia e Manjaro. Pessoalmente pra mim, os motivos são esses:

  • Poder de escolha: há quem curte o jeito de ser do Arch Linux, há que goste de como o *ubuntu faz as coisas, pessoas com certas preferências podem querer o Debian ou Gentoo e por aí vai.

  • Poder de customização: Plasma, GNOME, XCFE, MATE. É bom ter opções. Me sinto incrivelmente produtivo no meu Plasma cujos paineis foram customizados para parecerem com o GNOME 2. Falando em ambientes gráficos, um fato emblemático foi na mudança de GNOME 2 para GNOME 3, como havia quem gostava do jeito de ser do GNOME 2, criaram um ambiente gráfico que segue o mesmo estilo, se trata do MATE; se trouxéssemos esse contexto pro Windows, é como se no Windows 10 tivessemos a possibilidade de instalar uma interface (e conjunto de programas) no estilo do Windows XP, Windows 8, Windows 10, algo inteiramente novo e por aí vai. Talvez você goste de ver a página unixporn do Reddit.

  • Maior privacidade

  • Mesmo uma pessoa relativamente leiga em informática se sente no total controle da sua máquina

  • Gerenciador de arquivos com abas, isso faz muita diferença! OK, a Microsoft já está trabalhando nisso e há outros gerenciadores de arquivos para Windows que você pode baixar. Mas já estejamos no final da década de 2010 e eles ainda não implementaram essa coisa BÁSICA no Windows Explorer, é vergonhoso!!! Dei uma em alguns artigos e parece que essa feature sai neste mês agora, mas os gerenciadores do Linux já tem isso desde o início desta década ou até antes!

  • Com a distribuição e ambiente gráfico certos, você pode reviver aquele velho computador que estava esquecido dentro de um armário.

  • Talvez esse ponto não signifique nada pra você, mas pra mim é importante: simplesmente a filosofia do software livre. Não sou um radical, mas sempre que posso, prefiro usar programas livres em vez de proprietários, a única exceção que faço é para jogos e drivers, do resto só usaria software proprietário a contragosto.

  • EXTRA: Linux te desaliena (existe essa palavra?) no que diz respeito a componentes de um sistema operacional, mesmo que você seja um leigo. No Windows as pessoas mal podem perceber que o Windows Explorer é um programa assim como o Paint. Como o Linux é mais descentralizado, as pessoas se tornam mais conscientes dos componentes do seu sistema.

  • Bom, acho que é só isso. Qualquer coisa eu posto mais uma mensagem com motivos.

5 Curtidas

Só uma pergunta, o Linux é bom pra jogar alguns jogos ou ainda perde muito para o Windows?

Se você tem uma máquina potente não vai ter problemas com jogos, porque Linux já tem muitos títulos nativos e os que ainda não são podem ser jogados com o Steam Proton ou Wine, mas essas duas últimas opções requerem um pouco mais de hardware do que o normal. Mas ainda sim eles rodam com desempenho bem convincente.

Aqui tem uma lista dos jogos que você consegue rodar usando o Wine e o Proton.

O Linux está avançando a passos largos no que diz respeito a suporte a jogos, você pode sentir isso ao navegar o subReddit Linux Gaming.

Embora o Wine mais softwares como Lutris, DXVK, D9VK e Gallium Nine estejam fazendo milagres, é bom manter o Windows numa partição só por segurança (você pode ter dois ou mais sistemas operacionais num mesmo computador). Teste bem os seus jogos favoritos no Linux e, quem sabe, você possa se livrar do Windows de vez e se tornar um usuário de Linux que também é gamer, a mudança não precisa ser abrupta, vá com calma.

1 Curtida

Presta atenção no consumo de memoria no video, a diferença de uso pra 8 vs 16GB não é pq o sistema faz gastar mais para ficar mais rápido, é pq já não tinha memoria o suficiente pro sistema, o Windows depende muito da memoria virtual, no Linux vc sabe melhor o real consumo e realmente sente a diferença.

==


tudo bem que não é o chrome, mas nem é a distro mais leve e ali o consumo todo é em memoria, sem extra pra memoria virtual.

1 Curtida

Meu computador é um Intel core i7 NVIDIA 920 gtx 8Gb de RAM e 1TB de HD será que roda de boa?

1 Curtida

deve rodar bem, 920 é modelo básico, não sei o que da pra rodar com ela, mas tem suporte atualizado ao Vulkan e se o jogo que já roda no Windows rodar no Linux vai rodar bem.
acho que Nvidia o mais antigo que deve dar pra jogar no Linux, jogos windows que usam DX11 seria serie GTX600, mais antigo que isso só jogos com DX9 mesmo por causa do suprte ao Vulkan.
seu processador é muito melhor que o meu, eu to usando Atlhon II X3, é triste e mesmo assim funciona bem pra mim.

1 Curtida

Tudo o que eu poderia elencar como vantagem já foi citado. Mas deixo uma dica o Ubuntu é um pouco pesado por conta do gnome e a versão lts que é a mais estável não está legal. As outras versões tem suporte de curto prazo e não são tão estáveis podendo apresentar problemas. Como você esta migrando do Windows para o Linux creio que o Linux Mint Cinnamon possa ser uma melhor opção no momento. Ele tem uma grande semelhança com o windows o que facilitaria seu aprendizado. Traz tudo o que o Ubuntu traz e mais coisas que o Ubuntu não traz por padrão. É mais leve e muito mais estável.

1 Curtida

completando sobre o Gnome é que ele é meio alienígena pra quem ta vindo do Windows. o Gnome consegue fica bem bonito e moderno, mas quando peguei pela primeira vez eu chorei.

1 Curtida

O Ubuntu não vem muito pronto para uso você tem que dar uma boa mexida nele para ficar bom para uso. O Mint por sua vez já vem mais pronto para uso e é muito mais fácil de personalizar e configurar as coisas do que o Ubuntu. Já testei o Ubuntu mas para mim o Linux Mint é muito melhor que ele. Do Ubuntu gostei da versão com Budgie que também já vem pronta para uso.

2 Curtidas

Linux mint infelizmente não tem suporte pra placas híbridas por isso estou indo para o Ubuntu, mas estou bem acostumado com o Ubuntu não tem nada de diferente do Mint.

Duas observações:

Existem outras variações do *ubuntu, como o Kubuntu (o que uso), Lubuntu (que uso no meu notebook antigo), Xubuntu, etc. É até por isso que gosto de escrever “*ubuntu” em vez de “Ubuntu”, para evitar essa associação ao GNOME. E francamente, não acho bugados os outros ambientes gráficos. Além do Kubuntu e Lubuntu, já testei o Xubuntu, e digo que a implementação do KDE, LXDE e XFCE no *ubuntu são muito boas, só tive um probleminha com o fato do ícone de bateria não aparecer no KDE de vez em quando, mas isso não é muito comum e uso o notebook sempre na tomada de qualquer jeito.

Agora, se ele quiser usar o Cinnamon ou o MATE, o Linux Mint será uma boa opção mesmo. Mas no resto, a exemplo do XFCE, já vi gente sugerindo o Xubuntu em vez do Linux Mint XFCE.

.

O Linux Mint é baseado na última versão LTS do *ubuntu. Portanto, quem usa Linux Mint 19.x está usando um *ubuntu 18.04.x com algumas poucas modificações.

Exato, justamente porque o Linux Mint é baseado na última versão LTS do *ubuntu, portanto, quem usa Linux Mint 19.x está usando um *ubuntu 18.04.x com algumas poucas modificações.

Quando falei que a ultima versão LTS do ubuntu não está legal foi justamente por conta do Gnome que naquela versão não está bom e várias pessoas tiverem problemas com ele. Sim existem outras vertentes do Ubuntu mas no post ele não fala que pretende usar essas versões ele perguntou a respeito do Ubuntu Gnome do contrario teria dito Xubuntu, Kubuntu etc. E Nesse contexto o Linux Mint 19.2 está sim melhor e mais estável que o Ubuntu Gnome na versão 18.04 Lts. Justamente porque o Mint não usa Gnome e tem alguns aprimoramentos que a equipe do Linux Mint faz.

Pode ser que ele nem esteja ciente dessas outras versões como Kubuntu (*ubuntu com KDE), Xubuntu (*ubuntu com XFCE) etc.

Sempre quando vejo um usuário novo falando “Ubuntu”, embora realmente ele ou ela pense no *ubuntu com GNOME (pois foi o que lhe foi apresentado em um primeiro momento), geralmente ele/ela fala mais da distribuição em si (ou até mesmo do sistema operacional como um todo) do que a distro com um ambiente gráfico específico.

1 Curtida

Eu andei pesquisando todas essas distribuições depois de muita pesquisa estou em Dúvida entre o Ubuntu e o KDE Plasma, em todos os sites que eu vi o Ubuntu sempre relatava algum tipo de problema sendo o KDE tendo menos problemas e usando menos RAM que o Ubuntu se puder me ajudar de novo nessa escolha agradeço do fundo do meu coração.
Ps: Grato desde já.

Antes de continuarmos, observe que postei muitos links aqui. Sugiro que você abra e leia TODOS!

É importante você aprender a diferenciar distribuição de ambiente gráfico.

O *ubuntu, Mageia, Manjaro, openSUSE, etc são distribuições que usam o kernel Linux, popularmente chamamos todas essas distribuições de “Linux”.

Qualquer uma dessas distribuições (*ubuntu, Mageia, Manjaro ou o que for) pode usar qualquer ambiente gráfico. Os ambientes gráficos mais populares são o KDE Plasma, GNOME, Xfce, MATE, Cinnamon, etc. Por exemplo, você pode usar o Mageia com KDE, o *ubuntu com Xfce, o Manjaro com GNOME; ou outra combinação, o Mageia com Xfce, o *ubuntu com KDE, o Manjaro com MATE e por aí vai.

O que eu quero dizer é que quando você me pergunta qual é o melhor, entre “Ubuntu e KDE Plasma”, é o mesmo que perguntar qual entre a DC Comics e o Batman é o melhor, essa pergunta não faz sentido!

Mas a culpa não é sua. Geralmente as distribuições nomeiam suas ISOs de maneira simples, o nome da distribuição mais o nome do ambiente gráfico. Vou pegar o Mageia como exemplo:

  • Mageia Plasma (Mageia com KDE Plasma)
  • Mageia GNOME (Mageia com GNOME)
  • Mageia Xfce (Mageia com Xfce)

Já o *ubuntu trabalha a nomenclatura de suas ISOs de maneira diferente (e criativa, admito):

  • Ubuntu (*ubuntu com o ambiente gráfico padrão do momento, que no caso é o GNOME, mas no passado foi o Unity)
  • Kubuntu (*ubuntu com KDE Plasma)
  • Xubuntu (*ubuntu com Xfce)
  • Lubuntu (*ubuntu com LXDE (até a versão 18.04) ou LXQt (da versão 18.10 em diante))
  • Ubuntu MATE (*ubuntu com MATE, como você pode ver, esse aqui é uma exceção, teoricamente era para ser chamado Mubuntu; talvez o pessoal achou que esse nome não ficaria legal)

É até por isso que prefiro escrever “*ubuntu” em vez de “Ubuntu”, com “*ubuntu” as pessoas deduzem logo que falo de todas as variantes da distribuição Linux da Canonical.

.

Fórum (e internet de um modo geral) é local para perguntar sobre problemas. Ficar olhando para fóruns não é bom parâmetro. E tem o problema que o pessoal gosta de pegar no pé do *ubuntu, dizendo que o sistema é bugado e tal. Francamente, uso *ubuntu e a experiência é bem tranquila pra mim. Mas é o seguinte, uso as versões LTS, até porque não é para você usar versões não-LTS do *ubuntu em computadores que você utiliza no dia a dia. Agora tem gente que pega, por exemplo, o *ubuntu 19.04 (ou seja, versão não-LTS!) e fica reclamando de bug de um sistema que nem era para ele estar usando no dia a dia.

Por favor, leia sobre distribuições LTS, fixed release e rolling release neste artigo: https://www.hostmidia.com.br/blog/linux-lts-ou-rolling-release/

.

Vou refazer sua pergunta: “…KDE Plasma tendo menos problemas e usando menos RAM que o GNOME…”

Todo software, o que inclui ambientes gráficos, tem bugs. Não tenho experiência com o GNOME, só os vídeos do YouTube me desanimaram a sequer testá-lo (não gostei do jeito de ser desse ambiente gráfico), portanto não posso lhe responder a questão se o GNOME apresentará mais problemas que o KDE Plasma. Mas meu amigo, se mantenha nas versões LTS do *ubuntu (ou no Linux Mint que é baseado na versão LTS do *ubuntu) que você não terá muitos problemas, a não ser que você faça alguma traquinagem nas configurações profundas do sistema ou repositórios.

Agora é o seguinte, o GNOME consome mais recursos que o KDE Plasma. No passado, na época do GNOME 2, era o contrário, LOL.

Qual é a configuração do seu computador? Me diga quanto você tem de memória RAM, processador e placa de vídeo.

1 Curtida

Eu li seu tópico até o final, realmente não fez muito sentido então irei refazer minha pergunta estou em dúvida sobre o Kubuntu ou Regata OS para uso no dia-a-dia assim como jogar alguns jogos. As especificações do meu computador são as seguintes:
Processador: Intel core I7-7500U CPU 2.70 GHz 2.90 GHz
HD : 1 TB
Placa de vídeo: NVIDIA 920 GTX
Memória RAM: 8 GB
Arquitetura 64 bits
Ps: Grato pela sua ajuda desde já.