Distro para CPU single core

#1

Boa noite pessoal!
Estou com uma dúvida e preciso da ajuda de vocês. Estou formatando um notebook de um amigo (antes ele usava o W7 Starter) e a CPU dele é uma porcaria, um Celeron single core (!) rodando a 1,3gHz (!!!) e 2Gb de RAM.
Já testei diversas distros leves, Lubuntu (LXDE e LXQT), Xubuntu, Linux Lite, Linux Mint/Ubuntu MATE, além de versões 32bits do Elementary e Deepin. Pelo que pude reparar, a limitação de CPU é diferente da limitação de RAM, com pouca RAM essas distros rodam lisas em qualquer PC, mas com CPU fraco, é só abrir o navegador que o processador vai a 80-100% de uso.
Poderiam me indicar um sistema (32bits) ou DE que rode menos processos para se manter funcionando e exija menos do CPU, para que sobre processamento pelo menos para assistir um vídeo no YouTube sem lagar?
PS.: Devido a problemas financeiros, parece que comprar outro PC está meio fora de questão.
Desde já, agradeço!

0 Likes

#2

O problema é o navegador, não as distros. Navegadores não suportam aceleração de hardware no Linux, com isso o uso da CPU vai as alturas. Uma solução é utilizar o VLC para reproduzir vídeos do YouTube.

4 Likes

#3

Não há nenhum navegador que dê esse suporte? O mundo Linux tem distros tão melhores que o W7 Starter, com bem mais possibilidades… É uma pena que eu consiga converter mais uma ovelha rsrs

1 Like

#4

O único navegador que suporta aceleração de hardware é o Chromium com os patches do VAAPI. Mas você acaba esbarrando em outros problemas, como o fato do YouTube utilizar os codecs VP8 e VP9, que não são suportados por processadores antigos, e portanto a aceleração de hardware não funciona. Para contornar esse problema é possível utilizar a extensão h264ify, que força o YouTube a utilizar o codec H.264 para reproduzir vídeos.

O Chromium com os patches do VAAPI está disponível no formato Snap. Mas vale lembrar que isso ainda é algo experimental, instabilidades podem surgir.

sudo snap install --channel=candidate/vaapi chromium

2 Likes

#5

Muito obrigado, vou tentar e retorno o resultado aqui!
Quanto a distro/DE, há alguma que rode com menos processos? Vi que o LXDE se apresentou mais leve que o MATE, que por sua vez é mais leve que o XFCE, pelo menos nas distros que eu testei. Pensei em partir do Ubuntu Minimal ou Debian Netinstall e usar algo bem leve como DE, tipo i3 ou similares, para reduzir o número de “coisas” ocupando simultaneamente a CPU (cogitei o Arch, mas além de ser difícil pra caramba, abandonaram o suporte a 32bits a algum tempo, se não me engano)

1 Like

#6

Um window manager com certeza seria mais leve, mas por outro lado eles não são tão intuitivos de se utilizar. Pessoalmente eu iria de Debian com XFCE ou LXDE, o Debian consome menos recursos que o Ubuntu e suporta CPUs de 32-bits. Recomendo também que você configure o unattended-upgrades, para atualizar o sistema automaticamente.

O snapd está disponível nos repositórios do Debian, então pode utilizar o pacote Snap sem problemas.

2 Likes

#7

Você pode retirar alguma boa ideia deste vídeo do Diolinux:

3 Likes

#8

Se você quer algo mais leve que o Lubuntu vai ter que apelar pra um puppy linux.

4 Likes

#9

Eu gosto do Puppy Linux :heart:

1 Like

#10

Há previsão para o Firefox implementar essa aceleração por hardware? O que é que está empatando disso acontecer?

0 Likes

Linux está com problemas sérios para o futuro
#11

O Google alega que a grande quantidade de distros, com diferentes versões e implementações de drivers, tornaria muito custoso manter a aceleração de hardware no Chrome. Não sei quais são as razões da Mozilla, mas imagino que seja algo semelhante. Que eu saiba, Google e Mozilla não tem planos de implementar aceleração por hardware.

1 Like

#12

Se o cara realmente só tem esse computador e quer ter um melhor desempenho na navegação da pra desativar o java script do navegador. Ai todos sites vão ser gerados de forma estatica, focando apenas no conteúdo e não nas animações e efeitos. Porém, algumas funções de sites podem não funcionar direito. Pra usar youtube, twitch e outeos serviços tem outras alternaticas como assistir pelo VLC como já disseram.

2 Likes

#13

Tenta o MX Linux
Foi o único que rodou ligeiro em um notebook velhinho que tenho!
Abs

2 Likes

#14

Trabalho na prefeitura e temos muitos PCs velhos… Resolvi o problema ao encontrar uma distro que realmente proporciona rapidez e demanda de poucos recursos para ser utilizada, seu nome é Q4OS https://q4os.org/ . E melhor ainda, é um ambiente de trabalho baseada (fork) do KDE 3.5 que deixou muita saudade aos adeptos do Debian 5 mas que também possui outros ambientes gráficos tais como o KDE em sua última versão.

O sistema após instalado utiliza pouquíssima memória RAM e possui uma equipe que constantemente melhora o ambiente gráfico. Segue abaixo o link do sistema para os interessados em saber mais sobre o sistema…

https://q4os.org/

4 Likes

#15

Você se refere ao fato de existirem distribuições .deb, .rpm, etc aliado ao fato que distribuições como Ubuntu mantém diferentes versões (como as LTS e as “de teste”), correto?

.

Mas, independentemente da forma de empacotamento, os drivers não seriam o mesmo software? Por exemplo, vamos supor que uso o driver de vídeo nouveau, ele não seria essencialmente o mesmo tanto no Ubuntu quanto no Arch Linux ou Mageia? É verdade que, entre as distribuições, podem estar sendo utilizadas diferentes versões do driver, mas no Windows pode ser a mesma coisa com o pessoal que tem o cuidado de atualizar o driver e quem não tem.

Não sou programador, mas creio que o fato do Linux usar drivers genéricos (isto é, você não precisa baixar um driver específico para determinada placa de vídeo da NVIDIA, o driver nouveau ou sua versão proprietária servem pra todos), não deveria tornar o trabalho da Google (e também Mozilla) mais fácil?

2 Likes

#16

É o ambiente gráfico Trinity Desktop Environment, meu problema com ele foi que achei o seu Dolphin demasiadamente primitivo, de forma que acabei substituindo-o pelo Thunar.

Mas do resto é muito bom.

2 Likes

#17

Ainda estou testando algumas distros, como o Puppy e Q4OS , antes de me aventurar a começar uma em cima do Debian ou Ubuntu com as dicas de vcs (se necessário).
Mas me surgiu uma dúvida, o ChromeOS oferece a aceleração de hardware? Pq é um sistema bem leve, pode consumir pouquíssimos recursos. A desvantagem é não rodar nada do universo Linux (pelo menos não as versões portadas do ChromeOS).

0 Likes

#18

Intel, AMD e Nvidia tem dois drivers cada, no total são seis drivers diferentes, a Intel está desenvolvendo um novo driver, em breve serão sete drivers diferentes. Também há de levar em consideração patches e configurações específicas que variam de distro para distro, sem contar a enorme quantidade de versões diferentes do mesmo driver que são utilizados por cada distro, algo que funcione na versão X do driver pode não funcionar na versão Y. Ao todo seriam dezenas de combinações possíveis.

0 Likes

#19

Sim, o ChromeOS suporta aceleração via hardware, do contrário não reproduzira videos em 1080p e a duração de bateria seria péssima. Todos os Chromebooks rodam a mesma versão do ChromeOS, isso elimina problemas de compatibilidade.

0 Likes

#20

Opa, a Intel tem dois drivers? Eu pensava que era um só open source desenvolvido pela própria Intel. Estou interessado porque meu notebook vem com um Intel HD Graphics 620, se houver um driver mais eficiente eu tenho interesse de instalar no meu Kubuntu 18.04 para melhor aproveitamento do meu hardware.

0 Likes