COSMIC, uma nova forma de usar o Pop!_OS!

Eu vi um vídeo de um americano mostrando em detalhes como será o COSMIC, e depois de ter visto o vídeo dele e revisto o vídeo do canal do Diolinux, confesso, que até comecei a gostar deste projeto que trará uma nova experiencia para nós usuários do POP! OS, pelo que vi dá para ajusta o tamanho da barra inferior do COSMIC, tbm gostei da disposição na direita das áreas de trabalho, a unica coisa que eu ainda acho meio feio no POP! OS é o conjunto de ícones, mais ainda bem que dá para mudar para orchis ou flat-remix. No geral gostei, e estou ansioso para chegar em junho logo para o lançamento desta versão.

Não vou mais precisar customizar o Pop!_OS. O COSMIC basicamente adota o que eu já faço:

:smiley:

7 curtidas

Pelo que parece a ideia é essa mesmo, o próprio GNOME apesar de ter um layout diferente, em essência é a mesma coisa que o Windows, XFCE, KDE…

1 curtida

Não querendo ser o chato da história mas já sendo…

Separar workspaces de applications cria a necessidade de mais um clique, não é lá grandes coisas mas não curti.

Tirar a função da super espero que seja configuravel como é ativar o canto esquerdo para o overview, essas funções me ajudam muito… Não curto esses menus de aplicativos e isso é uma das maiores razões de eu utilizar o Ubuntu com o Gnome… Tinha começado a testar o pop pela história da performance mas… Sem essas coisas vou voltar pro Ubuntu mesmo (se não der pra voltar para o padrão)

1 curtida

Ou de um clique a menos, pensa só: Caso você queira ir para worspaces, hoje você clica em atividades, se de lá, você quer ir para os apps, você tem mais um clique. Dessa forma, você tem um clique para ir para workspaces, e um clique para ir para os apps.

2 curtidas

A post was split to a new topic: Projeto: Cosmic (Pop_OS!) no Arch Linux

Só vira em junho, adiaram o lançamento
:frowning:

1 curtida

Paciência né… Pop!_OS 21.05

21.06, né? hahaha

1 curtida

Por que? Não entendi

1 curtida

Sim rs, tem razão

Na verdade hoje eu nem vejo o menu de aplicativos, falei com o Celular e por fazer no automático nem testei antes de postar rs

hoje uso a hot corner ou a tecla super pra abrir o overview e digito direto o nome do app, (não tenho paciência de ficar procurando ícone) e nessa mesma overview já aparecem os workspaces.

acho que pra mim essa mudança nem vai fazer diferença se der pra voltar a função do atalho da super abrir esse overview

3 curtidas

Eu passei quase um ano inteirinho usando o Ubuntu no meu dia a dia. Depois resolvi experimentar o Pop!_OS. Agora o Ubuntu ficou parecendo, para mim, um “beta” do Pop_OS. O Pop tem as qualidades, mas sem os defeitos. Parece um produto mais refinado, realmente finalizado.

3 curtidas

Tenho uma sugestão/necessidade. Agora que a tecla Super abre o launcher que pode fazer cálculos matemáticos simples, seria muito bom se tivesse também um dicionário e/ou tradutor. Abraço

1 curtida

Mais um desperdício de tempo e dinheiro se desviando do upstream.

System76 deveria pegar alguns desenvolvedores e colocar para trabalharem direto no Gnome, virando mantenedores e assim, eles podem ajudar e dar a visão deles no projeto.

Se tivessem feito isso, já teríamos o Pop-Shell no Gnome como padrão.

1 curtida

Ah sim, legal, é, então isso não muda :slight_smile:

Na verdade até apresentam, o Telegram usa inclusive, o problema é que é um trabalho muuuuuito grande implementar em ambientes não GTK e depender do DBus

Não é assim que as coisas funcionam, Gnome não é tipo, uma empresa que dita as coisas. Se quem diverge quer mudanças, tem que fazer as mudanças acontecerem e isso em projetos open source significa botar a mão na massa, virarem mantenedores do projeto.

Hoje em dia quem meio que dita as coisas no Gnome é a Red Hat, porque ela coloca empregados dela para trabalharem no projeto, logo, se a System76 quer mudar algo ela tem que fazer o mesmo.

É a mesma coisa que rola no kernel, tanto Microsoft quanto Google fazem bastante mudanças no kernel, justamente porque eles contribuem bastante para o desenvolvimento do kernel do Linux.

Grande questão, pop encaminhando um novo de?

Olá @nando3d tudo beleza?

Na prática, não é bem assim “estou pagando então vão fazer o que eu quero”, a Endless é uma das empresas que mais financia profissionais para o GNOME e veja o quanto a interface deles é diferente do upstream. É claro que ter uma proximidade ajuda a negociar muita coisa. Mas em projetos muito grandes como o GNOME/KDE em que existe um conselho, mesa diretora, etc… não é tão simples assim impor uma única vontade.

O que ocorre no kernel demonstra exatamente como essa empresas influenciam “até certo ponto” apenas, se elas querem recursos específicos no kernel, elas têm que pagar um profissional (ou equipe) para desenvolver isso e enviar upstream. Sendo que essas mudanças podem ou não ser aceitas pelo mantenedor.

Essa discussão foge um pouco a este tópico, mas é interessante esclarecer. Se houver interesse em estender a discussão, sugiro criarmos outro tópico.

:vulcan_salute:

5 curtidas