Como redimensionar partição em uso

Galera, eu usei o gparted para redimensionar minha partição ext4 com o Linux mint, só que lá eu só consigo diminuir, tenho duas partições não alocadas, eu quero add elas ao home do mint para aumentar o espaço, mas simplesmente ele não permite fazê-lo. Podem me ajudar? Desde já muito obrigado

Olá @thespation! Estou com a mesma questão, no entanto mesmo depois de iniciar o linux mint em live, não consigo fazer a expansão da partição ext4 onde está a minha distro mint principal. Poderia me ajudar? Desde já agradeço.

Olá Gabriel, movi as mensagens para esse novo tópico para que as mensagens fiquem direcionadas para o seu caso. :wink:

Vamos por partes, poderia colocar uma imagem do seu gparted? Fica melhor quando temos uma visão.

1 Curtida

Aqui está, pelo que andei estudando, o grande problema deste disco é que está desorganizado. Os espaços não alocados só poderão ser add a partição que está ao lado, e não sei se isto é possível. Até pensei em formatar o mint, uma vez que a partição estivesse formatada seria só add os dois espaços não alocados, porém não estou seguro de que isto funcionaria. Este disco foi clonado de um outro, HD para SSD, só que processo foi martirizante, pelo menos umas 2h30min para completar. Mas manda aí as orientações por favor. Como pode ver ele está particionado com Win10 , partições que vieram de fábrica no laptop que eu não quis me desfazer delas e o Mint 20. Agradeço a disponibilidade.

Sim, exatamente isso, é a única forma de unificar, caso contrário será uma outra partição.

Por exemplo, a sua ultima partição (dev/sda9 de 23.33 GiB) poderia se juntar ao espaço não alocado acima (17.16GiB) para isso teria que excluir sda9 que está formatado em fat32 e por isso não se mescla ao espaço não alocado.

Manda a saída do sudo fdisk -l /dev/sda

Como foi clonado de HD, é possível que ainda por cima tem problema de desalinhamento de partição! Isso pode causar desempenho na metade do esperado.

1 Curtida

image

O que me indica? desfazer tudo? :frowning:

Tô pensando se desfaço tudo pra organizar essa bagunça. Valeu pela força brother. Me tira uma dúvida, um backup no timeshift pode ser usado para restauração em outro disco? No caso um disco zerado, recém instalado?

Antes de pensar em formatar, cola com o @Deleterium que tenho certeza que ele vai pode te ajudar com esse lance de partição.

Aí já perguntou para a pessoa errada haha confesso que não uso, quando testo uma distro com ele removo logo. Quando quero fazer backup para formatar eu pego só a minha pasta home e deixo em outro HD. Não é o ideal, mas na verdade eu gosto de configurar tudo, o timeshift me tomaria esse prazer.
:sweat_smile:

1 Curtida

kkkkk saquei a ideia, eu gosto muito de personalizar tudo, fazer as configurações todas, mas já não quero ter que refazer tudo quando alguma situação me exigir isto. Mas eu te agradeço o tempo gasto comigo cara. Pode deixar que vou ficar na cola do @Deleterium kkkk. Deus abençoe!

1 Curtida

Bom, o particionamento está alinhado. Ainda dá pra salvar!

Uma ideia interessante pra poder “juntar” partições separadas é usar um volume lógico em BTRFS ou partir pro seu /home em LVM. É meio complicado e eu não aventurei por esses caminhos, mas sei que é possível.

Algumas coisas me deixaram em dúvida, como por exemplo o sda9, que parece ser uma partição EFI. Será que está em uso? Porque ela tem 22 G de tamanho e apenas 0,6G ocupado?

Outro ponto é a sda4. É uma partição que está com sistema ext4, mas com flag biosgrub e com 488 M… Isso é uma partição /boot? Tem alguma serventia? A partição biosgrub correta está em sda6, uma partição de 1M do tipo desconhecida. Enfim, na dúvida deixa ela lá, afinal também apaga-la não vai ajudar muito.

Eu lembro no meu notebook que eu fiquei com uma partição de recuperação, instalei o linux, movi a partição e fiquei um tempão com ela lá. O dia que quis recuperar a imagem de fábrica eu não consegui inicia-la! KKKK Fiquei pistola por ter me preocupado tanto e no final não ter servido…


Claro, agora vou bater naquela mesma tecla de sempre: tenha backup dos seus dados importantes em outro disco, porque sempre que há operações com particioinamento, tem uma chance de coisas erradas acontecerem e vc ter que formatar tudo e começar do zero.


Mas vamos lá pra opções:

1

O caminho mais simples é apagar as partições de recuperação do windows e da Lenovo. Nesse caso, o dia que vc tiver problemas no seu windows, terá que reinstalar do zero via pendrive. Perderá a opção “recuperação do sistema”. Apagando o sda7 e o sda8 já abre um bom espaço pra vc criar uma partição pro seu /home.

2

Aqui dá pra tentar salvar a partição de recuperação do windows. Vc apaga a partição de instalação do sistema da LENOVO, e move a sda8 para encostar na sda9. Daí vc cria um bom espaço para criar uma partição pro /home. Mas isso não é garantia que vá funcionar a “recuperação do sistema” do windows, pois vc moveu a partição e pode ser que não consiga inicia-la.

3

Se vc não quer criar uma partição /home, apenas aumentar a partição / para ficar maior, terá que mover/apagar a partição sda6. Isso quer dizer que se seu computador inicia no modo LEGACY vc vai perder o acesso ao linux. Se vc mover essa partição, provavelmente vai dar xabu do mesmo jeito. Só reinstalando o GRUB pra ele atualizar a localização da partição.

Mas se o seu computador inicia pelo modo UEFI, não terá problema apaga-la.

Eu não vou dizer qual opção vc deve escolher, pois minha intenção é apenas dar mais informações pra vc decidir o que quer fazer… Esteja ciente dos riscos das ações tomadas!! Tenha um pendrive de inicialização e instalação preparado para qualquer eventualidade.

2 Curtidas

Cara, você é fera.

Sobre essa questão eu realmente não sei te dizer. Como veio de fábrica no HD, eu copiei pra não dar pau em nada depois de clonar.

Esse sda4 eu crei como /boot, eu segui as orientações de um vídeo do Dio no youtube. Lá ele diz pra criar essa partição para inicialização. Então ao criar a partição de instalação do Mint ele já criar a partição automaticamente?

Eu estava pensado aqui, seria uma boa opção refazer o processo de clone, sendo que desta vez clonar partição por partição e ir add espaço a medida que precisar para só depois clonar as demais partições. O que você acha? Muito obrigado pelas dicas brother. É ótimo poder contar com a comunidade open source pra resolver os BOs de iniciante. Grande abraço! Deus abençoe.

1 Curtida

Não sei… acho que seria mais trabalhoso. Também o processo de clonar partição por partição pode dar o mesmo problema de mover a partiçao. O que é estranho é: como que essas partições já estavam espaçadas na configuração inicial?

Essa configuração está cabeluda demais pra uma solução com “comprimido”. Vai ter que fazer a “cirurgia”. Estou achando que não vai valer a pena fazer toda essa ginástica pra ganhar 40 GB. Deixa como está, e vai se preparando psicologicamente para, quando começar a faltar espaço, vc refazer a instalação tanto do windows quanto do Linux.

Outra ideia é vc reservar o seu hd atual com o sistema instalado como um backup total do computador. Daí vc faz uma instalação do zero no seu ssd, tanto do windows quanto do linux. Se achar que ficou ruim, é só plugar o hd novamente e iniciar o sistema do jeito que vc deixou…

Nem seria 40gb, na verdade minha ideia é utilizar os dois sistemas com o mesmo espaço. Tipo, 400gb para cada. Mas entendo que vai dar um super trabalho. Eu vou estudar as possibilidades que me orientou e a opção de fazer tudo do zero, seja clone ou a instalação.

Pode me tirar essa dúvida também? Obrigado por tudo brow.

Até onde eu sei ele é bom pra restaurar na mesma partição. Se vc recuperar o backup da partição raiz em outra partição terá que corrigir o arquivo /etc/fstab manualmente para refletir as alterações de UUID das partições, bem como reinstalar o grub. Na prática é um transplante de instalação.

Ele também é bom pra recuperar partições /home (caso estejam separadas). Nesse caso nenhuma alteração a nível de sistema operacional precisa ser feito.

1 Curtida

Entendi, é que ele permite salvar o backup em uma partição Linux, seja interna ou externa, mas realmente ele faz uma espécie de replicação no disco local ao menos tempo que faz no externo. Ao menos foi o que entendi. Obrigado por tudo.

@deleterium fiz pelo caminho mais longo, aparentemente está tudo ok. Clonei parte a parte e consegui estender a partição onde está minha /home. Obrigado por toda ajuda, cara. Deus abençoe!

image

1 Curtida

@Deleterium Agora percebi uma coisa que não acontecia no HD, há alguma coisa errada com relação a permissão para salvar ou editar arquivos na partição do Windows, antes eu conseguia acessar e modificar tudo no Nemo tranquilamente. Com a partição montada, tens alguma dica para de passar? Eu tentei mexer nas permissões pelo terminal porém não obtive sucesso. Tentei da seguinte maneira:

Desde já muito obrigado.

Primeiro no windows faça uma verificação de disco. As vezes o redimensionamento deixa alguma sujeira para trás que pode impedir o sistema de abrir um acesso de escrita.

Se estiver tudo limpo por lá, verifique nos logs alguma mensagem de erro refernte a ‘ntfs’. Daí também tem uma série de tópicos aqui no forum de problemas semelhantes de permissão de arquivos no ntfs.