Como instalar o Winrar no Linux?

Uso o Linux Mint 19.1 Cinnamon e ele vem com um “Gerenciador de arquivos compactados 3.28”, pelo que pode ver, é o que pode se chamar de um gerenciador mesmo e não um compactador, precisei compactar uma série de arquivos para enviar via e-mail, escolhi a extensão .zip e para minha surpresa o resultado final foi um arquivo compactado de maior tamanho que a somatória dos arquivos separados. :scream:

E olha que demorou um tempinho pra realizar essa tarefa de reunir os vários arquivos em um só e ainda aumentar o tamanho! :man_facepalming:

Uso dual boot e tive que recorrer ao Ruindows 10, nele utilizo o Winrar 5.71, isso sim é um compactador de arquivos e não um gerenciador… a compactação foi assustadora. :sunglasses:

Bom ,fui conferi no site do Winrar se existia uma versão para Linux e sim existe, até baixei (rarlinux-x64-5.7.1.tar.gz).

Agora que vem as dúvidas:

Primeiro como instalar?

Segundo, analisando as informações da tabela abaixo, o mesmo seria uma versão de testes de 30 dias e não possui interface gráfica (funcionando apenas via terminal), correto?

image

Em termos de compactação, 7zip é o melhor. Não use .rar, é um formato proprietário, ele é inconveniente para pessoas que não tem o WinRar instalado, e é inconveniente para usuários Linux.

Para habilitar o suporte ao 7zip basta instalar o pacote p7zip-full.

2 Curtidas

@anon48453804, esse tal “Gerenciador de arquivos compactados 3.28”, que já vem instaldo no Linux Mint 19.1 Cinnamon, já possui está opção, seria o .7z, correto?

Está seria a melhor opção para Linux?

Sinceramente não gostei muito dele, achei bem lento e a barra de progresso no processo de compressão nem funciona, você pensa que tá congelado, ai do nada, a janela fecha e aparece o arquivo compactado.

O Winrar você consegui acompanhar o progresso do processo de compressão, em quantos % está, qual o tempo estimado para conclusão, qual o nome do arquivo está sendo processado no momento, tem opção de deletar os arquivos após compressão, etc…

Sim.

Esse gerenciador de compactação do Linux Mint é na verdade do Gnome, ele é bem simplista, o Ark do Plasma é muito superior.

1 Curtida

Seria esse então a melhor opção, roda no Mint 19.1 Cinnamon?

Não recomendo instalar o Ark no Linux Mint, a quantidade de dependências será bem grande e não sei se a integração irá funcionar. Aconselho experimentar o KDE neon.

Olhe as opções do Ark.

1 Curtida

Basicamente tem duas opções que o “Gerenciador de arquivos compactados do Gnome”, não tem, que seria a escolha do “método de compressão e de criptografia”, veja:

image

O Winrar tem uma infinidades de opções:

image

1 Curtida

Como já foi dito, prefira compactar através do formato 7zip.

.

Entretanto é bom ter certeza que se sistema tem suporte ao formato rar (você pode não querer compactar nesse formato, mas outras pessoas infelizmente o fazem e uma hora ou outra você baixará um arquivo em .rar), então baixe o pacote unrar para que os gerenciadores de arquivos tenham suporte a esse formato.

1 Curtida

@rasolar, isso não é um problema, pelo menos com o “Gerenciador de arquivos compactados do Gnome” no Linux Mint 19.1 Cinnamon, ele acessa arquivos .rar sem maiores problemas… não precisei instalar nenhum pacote adicional.

1 Curtida

O pacote que habilita o suporte a arquivos .rar no Linux é o unrar, ele é proprietário e muitas pessoas não gostam de utilizá-lo, é até mesmo problemático instalá-lo em algumas distros.

3 Curtidas

Concordo com o @anon48453804, é muito mais indicado usar .7z ou .zip ao invés de .rar. Porém se os arquivos que tu pretende compactar forem para o teu próprio uso não vejo muito problema em usar .rar.

Mas além de tudo isso, o Winrar também compacta em .zip, e acho que .7z também, então não vejo nenhum motivo para não usá-lo.

EDIT: Quanto a como instalar o Winrar, eu nunca tentei, mas hoje mais tarde vou tentar e qualquer coisa posto aqui.

3 Curtidas

O que você chama de suporte a arquivos .rar, “acessar e compactar” arquivos nesse formato?
Pois como mencionei em um post acima, acessar arquivos .rar não é um problema, ele acessa, o do Ark não acessa?

Acesso com ele até arquivos .rar criptografados!

Sim.

Esse pacote não vem instalado por padrão no Linux Mint, e em nenhuma outra distro, no Linux Mint ele faz parte do pacote de codecs.

2 Curtidas

Cheguei aqui procurando a mesma coisa, mas encontrei a melhor solução e criei minha conta só para compartilhar a minha solução…
Instalei o wine e o 7zip através do mesmo, de modo que tenho um software open source que na minha opinião e de muitas outras é o melhor de todos quando se trata de compressão e descompressão de dados. Só não entendo o por que que não tem uma versão para linux dessa maravilha da programação. Enfim… espero que veja esta resposta e que a minha solução lhe seja também a melhor.

2 Curtidas

Cara, apenas ajuste o nível de compressão, alternativamente você pode instalar o Xarchiver que é literalmente um WinRAR melhorado

1 Curtida

Uso o 7zip para tudo, só teve uma vez que não sei o motivo a compactação em .7z corrompeu arquivos .wav, deve ter alguma explicação, mas se for arquivos nesse formato recomendo usar outro tipo de compactação, no meu caso usei o bom e velho .zip .

Mano, pelo amor, esquece o WinRAR, até mesmo no Windows, 7-Zip é bem superior ao WinRAR no Windows, e no Linux, as interfaces já vêm com um compactador, tem o File Roller do Gnome que vem em interfaces GTK, tem o Ark do KDE que vem no Plasma, ambos são ótimos, vc só tem que ficar ligado nos back-ends instalados, como unrar, rar e p7zip-rar, são pacotes como esse que adicionam opções a esses dois programas que falei.

1 Curtida

O unrar é pra descompactar, tem o rar que é pra compactar, e tem o p7zip-rar ainda, que eu tenho instalado mas nem sei pra que serve, acho que é só pra ser usado no File Roller e no Ark…

https://www.peazip.org/peazip-linux.html
Recomendo o peazip, é um 7zip mais bonito (ou menos feio) e tem nativo Linux

2 Curtidas

Eu não uso o Winrar por ele ser proprietário e eu não quero que você use !
Tem vários programas no Linux para compactar arquivos.
Thomas eu não tenho nada a ver com a sua vida você faz o que você quiser com o seu computador.

Aque esta a sua solução para instalar o Winrar no Linux
Use o a API Wine

“O Wine é uma camada de tradução (um lançador de programas) capaz de correr aplicações Windows em Linux e noutros sistemas operativos compatíveis com POSIX. Os programas Windows a correr no Wine agem como se fossem nativos, executando sem as penalidades de desempenho ou uso de memória de um emulador, com um visual semelhante às outras aplicações do seu computador.”

NOTA: O Wine não é a prova de falhas algum programa pode não rodar sendo assim existe uma falha no Winrar no Wine que é “A visualização de determinados arquivos pode travar o aplicativo.”
É o que diz no AppDB.

O Winrar roda no Linux muito bem atraves da API Wine esta como Platinum é a melhor classificação da AppDB

Como instalar o Wine no Linux? Os comandos a seguir.
$ sudo dpkg --add-architecture i386
$ wget -nc https://dl.winehq.org/wine-builds/winehq.key
$ sudo apt-key add winehq.key
$ sudo apt-add-repository ‘deb https://dl.winehq.org/wine-builds/ubuntu/ bionic main’
$ sudo apt install --install-recommends winehq-devel

Terminando de instalar o Wine instale o Winrar no Linux igual você faz no Windows.
Exemplo:
$ wine winrar-x64-580br.exe

Eu acessei o site do Winrar para verificar o nome do .exe atual de instalação e foi complicado acessar a versão para o Windows já que o site detectava que eu estava de Linux e me passava a versão do Linux.
Mais entra na seleção de versão e insiste em pegar a versão Windows que vai dar certo.

Já para instalar a versão do Linux do .rar faça:
$ sudo apt update; sudo apt install rar

1 Curtida