Atualizações demoradas do Windows

Uma coisa que acho absurdo no Windows são as atualizações desse sistema operacional, em todos os sentidos. Já vi umas 2 vezes uma parente minha ficar plantada em frente do notebook esperando o Windows aplicar as atualizações e ela não poder fazer literalmente nada no computador.

Eu fico imaginando: preciso urgentemente usar o meu notebook, ligo-o e olha só(!), meu sistema está aplicando atualizações que tomarão 20 ou 30 minutos que não tenho.

Minha pergunta é a seguinte:

Vamos dizer que tenho o Windows original (original mesmo!) e deixo que o sistema atualize livremente. Como não tentarei limitar as atualizações, portanto não haverá acúmulo, por acaso pegarei atualizações que demoram muito para serem aplicadas?

Depende da atualização, no geral não faz diferença, mas em alguns casos sim

Infelizmente, sim.
As atualizações do Windows demoram não porque você demorou de atualizar, mas porque a MS demora para soltar as atualizações. Diferentemente do Linux, o Windows é muito “interdependente” em suas DLL’s.
No Linux, às vezes, você vê, por exemplo, apenas um pacote LIB de 30Kb ser atualizado. Jamais verá isso no Windows.

O que você pode fazer (e o Windows lhe dá essa opção) é programar as atualizações para serem feitas em determinado horário (de madrugada, por exemplo). Você baixa as instalações normalmente e ele reinicia apenas no horário determinado.

E, lembrando, o Windows 10 agora tem novas versões a cada 6 meses. Agora mesmo saiu uma grande, a 2004 (2020 - Abr). Em Setembro teremos a 2009…

1 Curtida

Como não deixo meu Windows atualizar, nem sei o que é isso mais… hehehehehe

As atualizações ultimamente tem sido até pequenas, lembro que na versão ‘Anniversary’ teve updates que chagavam há quase 2GB na versão x64. Na 2004 cerca de 200MB para a versão x64, nesse sentido eles evoluíram muito.

Mas não há como negar que ter que reiniciar para aplicar realmente perde-se muito tempo e o meme faz todo sentido.

A versão Home que infelizmente você não consegue limitar as ações do WU, por um lado é bom, mas para uma grande parte dos cenários é terrível.

1 Curtida

Em geral as atualizações “comuns” estão menores, o usuário tende a nem perceber. As atualizações maiores (semestrais) tem vindo com aviso, o usuário pode então optar quando realizá-la ou pode ignorá-la. Enquanto isso as correções continuam. Os compilados maiores semestrais são atualizações significativas no sistema, comparo com atualizar uma versão do Linux.

De modo geral a evolução foi grande, ainda mais com a última Build, porém há muito que melhorar nesse aspecto. Sem dúvidas. Na vontade de manter o sistema atualizado, funcional e seguro, no meu ponto de vista acabaram pesando a mão demais, mas parece que perceberam isso.

Lembrando que W10 atualiza outro W10 pela sua rede local, então onde tem mais de um computador e se estiver tudo configurado adequadamente isso é uma mão na roda. Pelo menos pra mim ajuda muito. Seria pior sem essa funcionalidade.

Lembrando também que o próprio Fedora recomenda a reinicialização do sistema nas atualizações e oficialmente inidica que as atualizações sejam feitas via loja para que os serviços possam ser encerrados e recarregados adequadamente na inicialização com mais segurança e menos riscos. Aliás, pra ser sincero… Fedora tem muito mais atualizações do que o Windows 10. Todos os dias são vários pacotes, o Windows 10 tem diariamente a atualização de segurança do Windows Defender que é pequenina.

Aproveitando, fresquinha, e perceba o aviso pra configuração de horário - ajuda bastante também:

Só mais um adendo, percebo pela minha esposa. As vezes quando tem atualização pendurada ela desliga o sistema incorretamente ou sem atenção. O sistema permite “Desligar” e “Atualizar e Desligar”. A pessoa desatenta desliga apesar do botão ficar lado a lado quando é o caso. Na próxima vez que ligar… adivinha… o sistema vai querer aplicar a atualização. Ou seja, está sob o controle do usuário que acaba errando na operação.

1 Curtida

Essa é uma de minhas broncas com o Windows 10: atualizações obrigatórias e em horas inconvenientes e ainda por cima executadas ao desligar o PC.

Use e seja feliz

1 Curtida

Pó ele esta dizendo aquilo do “Windows esta aplicando atualização não desligue o computador”.
O Linux independente do quanto update tenha a única coisa que se tem que reiniciar é o Kernel o resto é usar enquanto atualiza.
O kernel após instalado reinicio o boot do novo kernel é instantanizo não tem “O LinuxOS esta aplicando atualização não desligue o computador”
Isso de “Windows esta aplicando atualização não desligue o computador” aborrece qualquer usuário.
Essa bosta é aplicada bem na hora de desligar o computador imagina o cara quer dormir vai ter que deixar o computador madrugar na tomada imagina o cara tendo que ir trabalhar.
Ou o cara recebendo uma ligação de emergência tendo que sair vai deixar ligado.

1 Curtida

Sim eu uso também, apesar de não ser a melhor opção, porque precisamos uma hora ou outra desabilitar para corrigir falhar de seguranças (que são comuns a todos os sistemas operacionais, mas muito presentes no Windows) e implementar melhorias. O WUB pelo menos me dá o direito de escolher quando fazer isso, mas, o ideal é que o próprio Windows 10 nativamente me deixasse escolher quando, como e quais atualizações eu quisesse fazer, como ocorria no Windows 7.

Assim, eu aplico duas máximas, uma pro Win e uma pro Linux

  1. Pro Win: time que tá ganhando não se mexe. Mantenha antivírus atualizado, firewall firme (eu gosto do Zone Alarm por ser fácil de usar e me avisar se um programa quer acesso à rede, aí eu autorizo ou não) e limpeza regular com antimalware (estão vendo como manter a casa de Bill Gates limpa é chato?)
  2. Pro Linux: se tem gente trabalhando pra sobreviver em atualizações, deixa atualizar. Se tem gente trabalhando pra ferrar teu OS porque a máquina envelheceu, bloqueia. Atualizações Linux costumam melhorar o sistema. Atualizações Windows costumam perturbar o funcionamento do sistema. - Sim, há exceções, como em toda regra
1 Curtida

Isso não era até o XP? Acho que no 7 vc já perdia esse controle…

No 7, você podia selecionar o tipo de atualizações que você recebia e dentre elas marcar quais você queria instalar (evitando problemas conhecidos em atualizações em particular), assim como o sistema só reiniciaria (se não desse nenhuma pane) quando você bem entendesse, diferente de hoje que após um tempo máximo (cujo melhor horário do dia pode ser definido por você, pelo menos isso…) ele reinicia de qualquer jeito. Em minha opinião o Windows 7 foi claramente o ápice dos sistemas operacionais Microsoft. Atualmente no Windows deixo as atualizações desligadas pelo WUB e só as instá-lo quando tenho tempo e vejo que as mesmas não tem um histórico grande de problemas. A da semana passada por exemplo fez milhares de pessoas perderem arquivos. Não dá usar o Windows 10 atualmente com as atualizações ligadas e ter o PC em questão como máquina de produtividade. Espero que em atualizações futuras a Microsoft corrija isso. Eu até entendo que a Microsoft queria combater aquela velha prática de sistemas permanentemente desatualizados, a intenção sob esse prisma é boa, mas, a execução é catastrófica.

1 Curtida

Já fiquei até quase 1 hora em esperando o Windows aplicar atualizações. Imagine você ter um compromisso e necessitar desligar o computador…

Esse é um dos motivo de abandonar o Windows isso é terrível.
Eu lembro que eu tinha um PC fraco precisava de algo que gastasse menos recurso da maquina também.
Eu puxava da tomada mais não façam isso.

2 Curtidas

Bom, como meu trabalho no Windows é mais fora da rede, com ilustrações e tratamento de áudio, não tenho problemas do meu SO estar dois anos defasado. Quando preciso que as ferramentas de rede estejam em perfeita ordem, vou pro Ubuntu. Mas esse é meu fluxo de trabalho. Quem gerencia redes, por exemplo, ou tem programas proprietários que dependem do Win estar atualizado, aí estão presos ao WU. É o caso de um amigo meu, engenheiro - os programas dele da Autodesk duram 1 ano de licença. Ao renovar, ele baixa um novo software, que exige que o SO esteja 100% atualizado. Aí fico com pena dele de ficar 1 hora na frente da máquina esperando reinciar…

1 Curtida

Essa exigência é por questões de segurança?

Não sei, pode ser por DLL que o Autocad, por exemplo, pede que o Windows tenha quando é lançada uma nova versão. Melhor dito, a cada renovação de licença, um novo programa é enviado ao assinante, pelo que eu entendi. Nesse aspecto, a CC da Adobe é um tanto similar - ao assinar, você atualiza seus softwares automaticamente da versão 201* para a 202* (exemplo). Só que a Adobe não pede que seu Win seja o mais atual. Aparentemente a Autodesk sim… e olha que o cabra lá usa Win10 Server com licença nas máquinas dele. Eu o estimulei a usar Linux (ele instalou o Mint no lap dele) e os programas de CAD opensource. Mas, mesmo sendo bons, ele diz que não chegam nem perto dos da Autodesk

1 Curtida

É, pelo visto a culpa maior é do usuário mesmo que opera o sistema. Pelos comentários não observaram a diferença entre “Desligar” e “Atualizar e Desligar” que estão lado a lado quando é o caso.

Ponto que levantei e comprovado agora como pertinente.

Também devidamente observado que poucos leem os comentários quando comentam um tópico. :rofl:

Usa um programa pra bloquear o Windows update kkkkkkkkk stonks em, é mais fácil desativa ele pelo próprio windows do que fica instalando algo sem necessidade e sem ter confiança.
Vou da uma dica pra melhora esse stonks seu ai kkkkkkk
Pesquisa por “Services” ou “Serviços” no menu iniciar, abre ele e procura pelo “Windows Update” após acha clica com o botão direito vai em propriedades e faça isso:


Depois de feito isso já vai esta desativado não precisa nem reinicia, se for no Windows Update e tenta atualiza vai aparece isso:

Caso quiser atualiza um dia basta refaze os mesmo passos e ativa.
Depois o Windows fica lento ou pega algum vírus e a culpa é do sistema kkkkk os caras instala programa até pra desativa as atualizações.

2 Curtidas