Alan Pope deixa a Canonical

Alan Pope, um dos desenvolvedores da Canonical que trabalha diretamente com o Ubuntu e a Snapcraft, anunciou recentemente em seu Twitter que estará deixando a Canonical dia 30 deste mês, após nove anos na empresa.

O Developer Advocate possui uma longa trajetória com o Ubuntu, antes mesmo de ser contratado pela Canonical. Ele foi um dos pioneiros do Ubuntu Podcast, juntamente com Martin Wimpress.

Durante os últimos anos, vários engenheiros e mentes criativas do Ubuntu saíram, como Jono Bacon, Will Cooke, Wimpress e agora Alan Pope. Isso deixa alguns usuários do sistema perplexos quanto ao futuro do Ubuntu.

Você utiliza o Ubuntu? O que achou da saída de Pope? Deixe pra gente nos comentários e até o próximo artigo!

7 Curtidas

Será que ele vai criar o Pope!_OS?
Não resisti…

23 Curtidas

Hmm. Eu não sei o que pensar sobre. Quero saber como afetará o Pop!_OS, no final das contas, que é baseado no Ubuntu.

2 Curtidas

HahaHhAhHAhAhaHhaha
Nessas horas que eu queria ter mais formas de reagir à postagens além do “gostei”…

5 Curtidas

Os que saíram foram para onde? Fundaram projetos? Alan Pope está se engajando em novo projeto, ou, ao menos, tem planos declarados?

1 Curtida

Ele não chegou a falar sobre um novo projeto no qual está envolvido, Wimpress foi para a Slim.ai como dito no artigo sobre a saída dele, já Will Cooke eu não lembro, mas provevelmente deve estar em alguma outra empresa.

1 Curtida

É o que disse no tópico:

A Canonical está perdendo a dedicação e provavelmente $$ que ganhava com o Ubuntu Desktop e está tentando surfar na onda da Microsoft, IoT e Server, com os Ubuntu Server, Ubuntu Core e WSL :pensive:

Mais uma personalidade importante para o Ubuntu Desktop está indo embora. Não ficaria surpreso caso a edição para Desktop do Ubuntu fosse descontinuada ou mudasse drasticamente. Não, não estou sendo dramático, é como as coisas são hoje, a Canonical não tem interesse no Ubuntu Desktop e estão em seu direito de priorizar aquilo que gera lucro.

3 Curtidas

Nunca imaginei, achava que o Alan Pope era tipo um dos fundadores, o cara estava sempre comentando no Reddit e outros lugares, ele era bem empenhado.

Baby Wogue irá a loucura hoje. :joy: :joy: :joy:

3 Curtidas

Não esquecer Jonathan Riddel, criador e desenvolvedor do Kubuntu, que saiu (ou foi saído) da Canonical em 2015, com parte da equipe, e foi criar o KDE Neon.

Na verdade, a Canonical se meteu em coisas demais, estava perdendo dinheiro, e para se tornar lucrativa (atrair sócios, investimentos) abandonou vários projetos, de modo drástico ─ Unity, por exemplo. ─ Desde então, desktop saiu totalmente do foco da empresa.

3 Curtidas

E quando não vai lol

3 Curtidas

O último ubuntu bom foi o 16.04 LTS, depois só ladeira abaixo!

2 Curtidas

Daqui um tempo vamos descobrir o quanto ele faz falta ou não.

Na verdade, eu acho que ela está ganhando dinheiro como nunca, justamente por apostar na nuvem ao invés do desktop.
Quando a Red Hat matou o CentOS, ela deve ter corrido bastante atrás de antigos clientes do CentOS.

2 Curtidas

O Ubuntu pode virar um Debian II; ou seja, na prática, pode só ficar servindo de base para projetos de desktop alheios. O que não falta é derivação qualificada do Ubuntu: Mint, Zorin, Peppermint, Pop!, Feren, KDE Neon…

2 Curtidas

Sim, mas toda sua popularidade e comunidade do mundo Linux pode desaparecer, e futuramente se tornar uma empresa fechada de planos de IoT e Server. Provavelmente irá lucrar, mas está perdendo tudo que lucrou com o Ubuntu Desktop, que já foi uma das maiores e conhecidas distros Linux.

Duvido um pouco, Ubuntu vai continuar popular e se eles não tivessem mais o desktop, continua com sua popularidade.

É como falei, o nicho desktop na verdade é o menor fator no Linux, o futuro, pra não dizer o presente já, é a Nuvem.

Sai desktop, entra portal de interface e navegação. Pode ser Portal Mint, Zorin, KDE Neon…

@nando3d Falando em babywogue

Off-topic

O que ele tem contra o Luke Smith?

Quem e esse?