ZorinOS 16.1 para Escolas ou Endless OS? Qual é a melhor opção?🎓

O Zorin OS 16.1 é uma nova opção de Linux educacional, uma distro Linux que tem a mesma proposta do Endless OS,
Será que o Zorin OS for Education é uma melhor opção se comparado ao Endless OS?

2 curtidas

Conhecendo os computadores da rede pública? Nenhum, na minha cidade o Endless OS nem boot dá, e Zorin mal abre o Terminal

2 curtidas

Escola com computadores antigos e/ou muito fracos?

Essa é uma missão para o Emmabuntüs.

2 curtidas

A resposta é um verdadeiro: DEPENDE!
Computadores do ProInfo: Slax

Escolas particulares, com máquinas de 2gb: Debian Edu
Escolas particulares com hardware relativamente atual: Educatux

2 curtidas

Nem toda escola pública tem torradeiras. Há diversos programas estaduais e, principalmente, municipais, de re-equipagem das unidades de educação.

Mas o que não falta é escola pública que nem sequer tem instalações adequadas ou suficientes para sala de computadores ou “laboratório de informática”.

2 curtidas

Depende das condições (há várias distros “educacionais” e realidades escolares diferentes). Sobre as mencionadas, eu diria que ZorinOS seria bom pela simplicidade e intuitividade para quem já vem de uma experiência informática tradicional com Windows por exemplo, sendo recomendado para computadores “normais”.
O Endless OS seria perfeito por exemplo, para as escolas isoladas como em meios rurais que temos nos rincões do Brasil e que não tem acesso à internet ou tem conectividade muito limitada, isso desde que, o hardware não seja muito fraco.
O excelente Emmabuntüs é bom para máquinas simples ou antigas.

Outras não mencionadas e ativas:
https://ubermix.org/download.html
https://kano.me/row/downloadable ( voltada para o projeto específico)
https://academixproject.com/en/home/
https://www.sugarlabs.org/
Life - Browse Files at SourceForge.net
Escuelas Linux
LliureX

2 curtidas

Se as máquinas da escola tiver pelo menos seus 3gb de memória, então o mais adequado seria o Educatux, por ser mais focada na realidade brasileira, vindo inclusive com ferramentas que auxiliam o professor a supervisionar os alunos, sem obrigá-lo a ir presencialmente a máquina dele.

3 curtidas

Deixando um pouco de lado críticas à privacidade, considerando apenas a realidade brasileira, um sistema que cresceu muito com as consequências da pandemia foi o Chrome OS, pelo que pude acompanhar, foi eleito (na verdade, vinha instalado por padrão em Chromebooks) em 9 de cada 10 laptops adquiridos por escolas particulares (situação essa rivalizada apenas por tablets com Androids).
Fenômeno semelhante, se procedeu nas escolas públicas, todavia, um pouco menos acentuado, já que alguns governos adquiriram equipamentos com Windows (notebooks com placas de tablets) e laptops essenciais de entrada com distros Linux customizadas para finalidades educativas. De toda sorte, o preço de chromebooks e tablets, bem como, o apoio e suporte do Google ao setor educacional deve ter feito bastante diferenças.

Observação: fico encucado para saber, como muitos alunos e professores fizeram para lidar com as limitações de acesso à internet em algumas realidades, mesmo tendo esses equipamentos às mãos…

1 curtida

Venho avaliando opções para tentar recuperar as máquinas de 13 anos atrás do ProInfo, q estão abandonadas e empoeirando em muitas escolas do PR, mas a realidade é q essas máquinas são muito fracas para o q se propõe: fornecer o sistema para 3 alunos simultaneamente, via multiterminal.

Para elas, o ideal é o Slax, ou Antix, mas queria ter condições de aperfeiçoar o Panther Launcher.

1 curtida

Vejam que interessante o Escuelas Linux: vem com Moksha, que é o ambiente gráfico do Bodhi Linux, muito leve e bem agradável aos olhos; e ao mesmo tempo adota o kernel 5.17 na versão do Pop!_OS, que é caprichado na compatibilidade com novo hardware.

1 curtida