Windows 10 20H1 pode causar problemas no SSD

O Microsoft Windows 10 é o sistema mais utilizado por inúmeros usuários, seja para trabalho ou para jogar. Eu mesmo gosto de utilizar o sistema algumas vezes, então sempre mantenho ele instalado para fazer alguns testes ou até mesmo “matar a saudade”.

A atualização de Maio que chamamos de 20H1, trouxe várias melhorias e novidades para os usuários, porém ela conta com um bug no desfragmentador que pode reduzir a vida útil do seu SSD.

Primeiramente, vamos entender o processo de desfragmentação do disco. O Disco rígido (HD comum) grava dados em setores e muitas vezes, como o usuário colocava e retirava arquivos, vários setores ficavam vazios e criavam um espaço entre os arquivos do usuário, que reduzia a performance do sistema já que os arquivos estavam distantes, levando mais tempo para o sistema encontrá-los.

Pensando nisso, a Microsoft criou um utilitário que realocava os setores para melhorar a performance do sistema. Isso aumentava consideravelmente a velocidade do sistema em HDs mecânicos, porém um SSD possui um ciclo de vida de gravações, e é aí que encontramos nosso problema…

A ferramenta de otimização está falhando em gravar a última vez que um disco foi desfragmentado, levando o sistema a realizar mais otimizações do que ele deveria gerando consequências diretas na vida útil do SSD.

Como dito acima, a desfragmentação aumenta a performance do sistema, porém causa um desgaste no disco rígido. Ao saber a última vez que o disco foi otimizado, o Windows evitava um desgaste desnecessário do SSD.

Como o otimizador do Windows não está gravando a última data, a cada vez que o dispositivo conectado é reiniciado, o sistema realiza uma desfragmentação, fazendo que alguns SSDs sofram o processo de desfragmentação mais vezes do que o esperado.

A microsoft já reconheceu o problema e disponibilizou uma correção para os membros do Windows Insider que utilizam a versão com a Build 19042.487 (20H2) do Windows 10. Enquanto os usuários comuns precisam esperar uma versão final da atualização, o recomendado é desativar a desfragmentação automática. Para esse processo iremos utilizar o “terminal”.

Primeiramente procure o aplicativo CMD e clique em executar como administrador.

Cole os comandos abaixo e pressione Enter ao final de cada um.

REG ADD "HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Dfrg\BootOptimizeFunction" /V Enable /T REG_SZ /D N /F

REG ADD "HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Dfrg\BootOptimizeFunction" /V OptimizeComplete /T REG_SZ /D No /F

REG ADD "HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\OptimalLayout" /V EnableAutoLayout /T REG_DWORD /D 0 /F

Estes comandos irão adicionar parâmetros no registro do windows que irão desativar as desfragmentações automáticas, mas o usuário ainda pode realizá-las de forma manual.

Você utiliza o Windows 10? Utiliza SSD no sistema? Deixe pra gente nos comentários, confira nosso Feed RSS e até a próxima notícia, dica ou tutorial!

5 Curtidas

Humm. Microsoft complicando as coisas.

Segundo a Comunidade Windows Insider Brasil a matéria original é um Bait dos Techmanja. Sim, há um bug mas nada que não seja corrigido e resolvido sem problemas.

Reproduzo argumentos deles:

  • O problema faria o sistema desfragmentar a cada reinicialização (por justamente não saber a data).

  • Desfragmentador ainda analisa antes e teria uma quantidade de dados mínima a ser realocada na prática.

  • Desfragmentador não reescreve todo o disco a cada execução. Move apenas o necessário. Já a partir do segundo dia isso seria praticamente desprezível.

  • O usuário comum ligando o computador diariamente “dispararia” o desfragmentação 365 vezes no ano.

  • Seriam necessárias milhões de desfragmentações, nesse ritmo, pra reduzir de fato a vida útil do dispositivo. Provavelmente levaria décadas dada a capacidade atual de escrita de dados de um SSD.

6 Curtidas

Realmente, levaria um certo tempo para as mudanças levarem a “morte” do SSD, eu estou utilizando dual boot há algum tempo e mesmo ficando quase “full time” no windows, reinicio a maquina pro sistema até umas 5x por dia.

Usuários que possuem uma instalação mais antiga do windows ou um SSD com mais idade que sofreriam mais com esse bug. Eu que tenho SSD há cerca de 3 meses não me preocupo tanto, mas pessoas com um ssd de 5 anos por exemplo teriam problemas…

A parte boa é que o sistema já trabalhou em uma correção para o bug e creio que em uma ou duas semanas será liberada…

1 Curtida

Já tinha percebido isso, tenho uma VM com Windows e quando ela está ociosa fica desfragmentando o disco, detalhe que tinha marcado a opção de unidade SSD no Virtualbox.

Desfragmentação ociosa acontece desde Windows 7, mantiveram no Windows 8/8.1 e resolveram mexer no W10 :face_with_hand_over_mouth:

1 Curtida

Não vou desligar o pc até lançarem uma atualização pra corrigir esse bug kkkkk

1 Curtida

Opsss :face_with_hand_over_mouth: :grimacing: https://www.bleepingcomputer.com/news/microsoft/lenovo-warns-of-windows-10-2004-crashing-thinkpad-laptops/

Faz esse procedimento que eu coloquei que já resolve por enquanto hehe

1 Curtida

Voltei para o Mint porque a atualização da maio inutilizou minha cópia. E uso um SSD…

Se fosse pra usar a linha de comando no linux um monte de gente ia torcer o nariz… Mas como é no windows ninguém fala nada. kkkk

5 Curtidas

Dá pra desligar sem “terminal”. :rofl:

Mas foi legal mostrar o “terminal” dá pra fazer muita coisa via CMD… mais ainda pelo PowerShell, é bom desmistificar, mostrar que tem é possível usar.

2 Curtidas

O mesmo se aplica ao MacOS. Terminal no MacOS é razão para glorificar o mesmo, enquanto no Linux serve para desavisados falarem “Linux não serve para usuário comum”.

3 Curtidas