Você não precisa desmerecer outros projetos para enaltecer seu favorito | Cortes do Sextando

Uma reflexão mais do que bem-vinda e sempre necessária: em meio a tantas comunidades, projetos e iniciativas de software livre, aprender a manifestar seu apreço sem precisar diminuir outras pessoas ou projetos é um exercício de maturidade cada vez mais necessário.

Parabéns ao @feaneron pelo conteúdo e ao @henriquead7 pela edição.

:vulcan_salute:

11 curtidas

Eu concordo, mas às vezes temos que colocar uma posição antagônica nos abusados. Eu nunca disse nada do Gnome antes de ser provocado por um gnomeiro pela minha opção pelo Plasma. Sempre falei das virtudes do Plasma, do Arch e do Debian. Pronto! Já arrumei uma confusão das grandes por defender 3 comunidades imbatíveis!

Muitas provocações e rotulações não passam de iscas para inflamar uma discussão que nem mesmo deveria existir. Não me recordo onde ouvi isso, mas: “Um veneno só te faz mal se você engolir ele”.

:vulcan_salute:

3 curtidas

Perfeito! Nos últimos tempos me esquivei de muita discussão desnecessária, que não levaria a lugar algum, seguindo essa lógica (e nem sempre é algo fácil rsrsrs).

Essa armadilha nada mais é que uma forma de fazer você se rebaixar e “contra-argumentar” no mesmo nível, entrando nessa “sintonia” e raramente - muito raramente - algo de frutífero sai disso tudo. No fim vira uma coisa horrorosa de se ver, com ataques desnecessários.

A melhor maneira de combater essas pessoas é ignorando e não dando palco… Continuar seguindo a lógica do vídeo é mais produtivo, pois ao meu ver, assim mais pessoas se aproximam ao invés de se afastarem (quem quer falar mal geralmente fica num círculo de ódio e muitos vão se juntando e dar palco só alimenta tudo ainda mais).

2 curtidas

Diminuiu muito nos últimos anos, mas antes , se não usasse uma “distro raiz”, tipo Slackware, Gentoo, etc, o pessoal descia a lenha mesmo.

1 curtida

Eu estava refletindo sobre isso ontem, velhos hábitos :thinking:
Eu sou iniciante no mundo Linux, então minha opinião sobre isso será simples. Eu acho muita “idiotice” uma pessoa achar que é melhor que a outra por usar uma distribuição diferente ou seguir uma filosofia e se achar o “tal”, pois só irá mudar poucas coisas de uma para a outra, GNU / Linux é tudo igual. Oque mudam são os gerenciadores de pacote, sistema de inicialização, filosofia da distro e público alvo, ferramentas de configuração e o ambiente desktop.

1 curtida