Vamos falar sobre Endless OS?

Instalei o mint mas só fiquei por algumas horas, logo depois estava já noutra distro acho que era o manjaro agora estou a testar o endless
Mas com possibilidades para instalar o manjaro deepin

1 Curtida

O Mint não busca isso!
A equipe é pequena e eu acho que eles não tem essa pretensão, ou pelo menos não despertaram para ela ainda, de comercializarem o sistema desta forma. O OS em si é bastante sólido e não apresenta mudanças bruscas, visto a transição Tricia -> Ulyana, talvez por isso exista essa perca de usuários. Particulamente, acho esse o maior trunfo deles.


Quanto ao Endless, acho que já foram sucintos na descrição: é um sistema interessante mas pesado. Fora isto, imagino o impacto de um leigo que só usa o notebook para jogos,redes sociais… pegar um notebook que ele precisa fazer algumas gambiarras para jogar LOL, Valorant… enfim; para estes, o trauma vem na hora!!! Ai nos vemos comentarios tipo “Linux n presta”," Linux n roda jogos", “Linux é para programadores” …

1 Curtida

É isso mesmo. Para quem vai usar somente jogos da Steam, da itch e demais outros jogos/programas que podem ser instalados como usuário comum não terá problemas com Endless OS. Mas quem vai partir para gambiarras via Wine é melhor escolher outra distribuição. O Phoenicis Playonlinux do Flathub está muito cru para isso, sendo assim, o usuário do Endless terá que esperar o Lutris Flathub ficar pronto algum dia.

1 Curtida

Na real eu concordo com quem opta por Windows quando se trata de jogos. Afinal eu não vejo motivo para investir milhares de reais no hardware de um PC e acabar instalando um sistema que vai acabar limitando a quantidade de jogos que poderia ter. Eu mesmo só consigo usar linux no meu note de trabalho, no desk, em casa, eu não vejo vantagem nesse sentido…

1 Curtida

Isso já melhorou muito. Consigo contar nos dedos os jogos da minha biblioteca Steam que não funcionam, e olha que tenho um número bem considerável. Rodei também alguns da Origin e da Epic através do Lutris. Quando percebi que podia fazer isso, larguei o Windows. E ainda não senti falta dele…

Contudo, não dá para negar que o Windows 10 ainda é um sistema dominante e superior para jogos e que há coisas que não vou conseguir rodar no Ubuntu. Não dá para julgar quem opta pelo Janelas, mas também não dá para descartar o que o GNU/Linux já pode oferecer. Tanto é que tem recebido destaque em grandes canais como o Linus Tech Tips nesse sentido.

Para os poucos jogos que não funcionam, vou acabar fazendo um dual boot. Por enquanto estou satisfeito mantendo apenas Ubuntu em todos os meus computadores.

1 Curtida

Eu não jogo desde 1999 (no máximo um Tetris ou Super Tux), então para mim é exatamente o contrário.

2 Curtidas

Gnome extensions disponível no flathub
Quer dizer que o endless os poderá se tornar num gnome puro ou mais ao menos puro desactivando as extensões no endless 3.9 que ainda está em beta
Agora a única diferença entre o fedora silverblue e o endless será a possibilidade de trocar de interfaces, no fedora, aplicações proprietárias da endless e o suporte para os drivers Nvidia (exceto gráficos híbridas) espero que pelo menos num futuro seja possível trocar de intel para Nvidia sem ter que modificar o sistema, já que o endless os é somente leitura

1 Curtida

Então o Endless Shell vai ser uma extensão?

Resumidamente acho que sim
Mas não sei dos pormenores
Pesquisa na YouTube endless os 3.9

1 Curtida

Agora sim ficou um sistema interessante, um Dash to Dock ou um Dash to Panel vai deixar o Endless bem interessante na UX

Só faltou o “suporte oficial” pra AppImages pra ele ser minimamente viável

@leandrostanger