Uso do Linux caiu em Julho, mas "pero no mucho"

Uma das coisas que mais surpreendeu o mundo da tecnologia em 2020, foi a crescente “Onda” de usuários utilizando Linux em seus PCs. Essa “onda” foi monitorada pela empresa NetMarketShare, e fizemos uma matéria super completa comentando sobre.

Ate o começo de Junho, segundo a NetMarketShare, o Linux tinha uma porção do mercado em 3.61%, recorde histórico para a plataforma no quesito desktops. Mas parece que Julho veio para dar uma “chacolhada”, mas nem tanto como pode parecer.

Ainda segundo a empresa, o Linux em desktop ficou na marca de 3.57%, uma queda de 0.04%. Isso para alguns pode parece muito no mundo do Pinguim e para outros (que é o meu caso) acham isso extremamente normal, pois essa queda pode estar ligada ao retorno de algumas pessoas aos seus ambientes de trabalho e lá é usado Windows. Tanto é, que o Windows teve um aumento de 86,69% para 87.03%.

Outras plataformas que também medem market share, ficaram em uma média no mesmo período. A StatCounter contabilizou 1.69% em Junho e 1.85% em Julho, enquanto a Clicky ficou na média de 1.5%.

Comenta ai o que você acha dessa variação do Linux nos desktops.

Nos vemos no próximo post, forte abraço! E confira nosso Feed RSS

2 Curtidas

Confesso que eu deixei o Linux de lado e voltei pro Windows depois que voltaram as aulas. Embora o Gnome consiga ser um ambiente gráfico muito produtivo eu ainda me dou melhor com o workflow do Windows, e os ambientes gráficos como o Plasma e o Cinnamon que lembram o Windows não me atendem 100%. Eu também acabei ficando com vontade de jogar os jogos da Riot, mesmo que ainda dê pra jogar o lol pelo lutris daqui a um tempo não será mais possível, e o Valorant (que eu estou viciado) não dá pra jogar com o Wine de jeito nenhum. Eu fiz um dual boot com Fedora e Windows a um tempo atrás, mas acabou que eu só estava entrando no Windows e manter o Fedora era meio que um desperdício de espaço no meu ssd, então eu acabei removendo ele.

Era de se esperar, muitas pessoas estão vindo do Windows 7 direto para o Linux, muitas vezes sem orientação, ou com uma orientação porca.

Muita gente que tinha começado a usar linux só pra experimentar acabou voltando, não foi todo mundo que decidiu ficar de vez por aqui
Seguindo essa linha de pensamento, eu acredito de deva cair um pouco mais a medida que a as atividades que haviam sido afetadas pelo coronavírus voltem ao normal