Tópico sobre BSD's

Esse tópico será um resumo dos 4 Sistemas BSD’s mais usados/conhecidos: FreeBSD, OpenBSD, NetBSD e DragonFlyBSD.

Primeiramente, o que é BSD?

BSD é a sigla para “Berkley software distribuition”, que traduzindo ficaria distribuição de softaware de Berkley, isso porque o BSD original surgiu na universidade de Berkley na Califórnia.

FreeBSDFREEBSD_Logo_Vert_Pos_RGB

O FreeBSD atualmente é o sistema BSD mais usado e conhecido.
Surgiu no começo de 1993 como um sistema “melhorado 386BSD”, que na época já estava com o desenvolvimento relativamente parado, algo parecido com o surgimento do Slackware.

Hoje o sistema segue a filosofia KISS e UNIX, além de apresentar uma documentação fantástica.

O seu logo, chamado de “Beastie” faz referência aos daemons rodando no sistema. Leia.

O seu Slogan é “THE POWER TO SERVE”, que traduzindo fica “o poder de servir” provavelmente fazendo alusão ao uso em servidores.

Projetos que chamam atenção dentro do sistema são: o Ports e o Jails.

OpenBSD 200px-OpenBSD_Logo_-_Cartoon_Puffy_with_textual_logo_below.svg

O OpenBSD surgiu no final de 1996, quando seu criador, Theo de Raadt saiu do desenvolvimento do NetBSD.

O foco do OpenBSD é a segurança, sendo considerado o sistema operacional mais seguro da atualidade, desativando serviços desnecessários assim como recursos pontencialmente perigosos, como o hyper-threading.

O seu logo é um baiacu, chamado de “Puffy”, provavelmente fazendo alusão à segurança do sistema.

O seu slogan principal é “Only two remote holes in the default install, in a heck of a long time!”, que traduzindo seria “apenas dois buracos (de vulnerabilidade) na instalação padrão em uma cassetada de tempo”

Outra frase que merece citação é “I feel safer now”, que traduzindo ficaria “Eu me sinto mais seguro agora”

Projetos que merecem atenção que nasceram no OpenBSD são: OpenSSH, OpenBGPD, rpki-client, OpenNTPD, OpenSMTPD, OpenIKED, mandoc, LibreSSL e claro, o PF

NetBSD NetBSD-smaller-tb

O NetBSD é o sistema BSD mais antigo ainda em desenvolvimento, surgindo em 1993.

Seu foco principal é a portabilidade, suportando a maior gama de arquiteturas de CPU’s dos BSD’s.

O slogan do NetBSD é “Of couse it runs NetBSD”, que traduzindo seria “com certeza isso roda NetBSD”

DragonFlyBSDsmall_logo

O DragonFlyBSD é o mais atual sistema, lançado em
meados de 2004, por causa de desentendimentos do seu criador Matthew Dillon com o time de desenvolvimento do FreeBSD.

O DragonFlyBSD está presente APENAS na arquitetura AMD64, seu foco principal é o desempenho.

O sistema trás novas melhorias como o sistema de arquivos HAMMER2, melhor desempenho multi-threading, etc…

5 Curtidas

Tenho simpatia pelo NetBSD, OpenBSD e DragonFlyBSD.

No caso do DragonFly, a ideia dos sistemas-de-arquivos HAMMER e HAMMER2 é a parte mais interessante, além do foco em desempenho. Tenho curiosidade de como seria ter um servidor de arquivos com o DragonFly, mas hoje eu não tenho máquina sobrando e nem capacidade de assumir os riscos.

O OpenBSD é extremamente sólido, acho difícil não respeitar o projeto, porém, sinto que algumas pessoas embarcam no OpenBSD sem saberem que, por exemplo, o sistema desabilita SMT (multithreading simétrico) e opta por manter só o suporte a SMP (multiprocessamento simétrico) ativo por padrão. O OpenBSD não é exatamente a melhor opção para quem gosta de utilizar virtualização com foco em desktops, apesar de o sistema contar com uma solução de virtualização bem simples (suporta apenas OpenBSD e Linux, considerando que o instalador tenha capacidade de rodar como se estivesse sendo usado via porta serial).

Já o NetBSD é interessante pela portabilidade e pelo suporte a Xen. É um sistema com footprint relativamente baixo e simples de instalar (considerando o contexto típico dos BSDs).

São os sistemas realmente livres, e que pagaram o preço pela liberdade…

Só conheço o FreeBSD porque é o SO base do pfSense e TrueNAS, os outros desconheço, nunca vi rodando pessoalmente.

Ta aí um sistema sobre o qual eu não sei muito. Como seria jogar lá? Alguém tem uma ideia?

Bom… o que eu posso adiantar é que, se o jogador tiver uma GPU Nvidia e precisar de controladores proprietários, então ele estará basicamente restrito ao FreeBSD, porém, não há suporte para híbridos, de acordo com o Handbook.

Também conforme o Handbook, o FreeBSD possui uma camada de compatibilidade binária com o Linux, baseada no CentOS 7, além de possuir um wrapper para o Steam (não há suporte para Proton, entretanto).

No geral, eu acho que os BSDs não são um bom ambiente para jogar, a menos que o usuário fique restrito a emuladores.

2 Curtidas

Bom saber, bom saber. Eu estava tentando ir pra lá para fazer testes, e essa resposta me poupou um tempão! Obrigado! :slight_smile:

1 Curtida