Todo tipo de serviço de streaming está sujeito a fragmentação?

Seja ele de músicas, videos, filmes, produtividade, e jogos, todos esses tipos de serviço de streaming estão sujeitos a fragmentação de seus conteudos?

Todos estão, ainda mais na internet que basta um contrato entre o serviço e o detentor dos direitos autorais (ou eles coincidirem) e bam, fragmentação/exclusividade.

Não é como em lojas físicas, que mesmo com um contrato de exclusividade é possível revender (assim o contrato de exclusividade vira mais um contrato de desconto), ou que há um desincentivo à exclusividade porque lojas físicas existem em um lugar fixo e não são meramente informação indo por cabos de um lado pra outro do mundo.

1 Curtida