Talvez agora você tenha bons motivos para usar o Pop Launcher também

O Pop!_Launcher recebeu algumas atualizações recentemente que talvez justifique (um pouco mais) a utilização dele no lugar do search box do GNOME Shell tradicional.

Mas antes, um pouco de contexto

Com o lançamento do COSMIC, o Pop Launcher, que já era presente nas versões anteriores do Pop!_OS, virou protagonista, sendo peça central o workflow padrão.

Ele tem várias ferramentas interessantes como você pode ver neste vídeo:

E com a chegada do COSMIC, ele acabou tendo um papel um pouco diferente:

Uma grande mudança na performance graças ao Rust

Assim como o próprio Kernel Linux, o Rust agora foi utilizado para escrever parte do COSMIC, especialmente o launcher. Com a mudança de JS para Rust, a ganho de performance foi notável, agora ele é um mecanismo de busca praticamente instantâneo:

Peek 03-09-2021 10-20

Mais do que isso, as demais buscas, como as buscas por arquivos, usando o parâmetro “find” também ficaram bem velozes.

Ele acaba podendo pesquisar em sites também, como duckduckgo, google, bing, reddit (entre outros) com grande performance, além de pesquisar por configurações no sistema e permitir dar comandos no terminal, sem a abrir o terminal.

O Pop Shell também pode ser estendido com scripts do usuário.

Outros detalhes legais

Uma das coisas bacanas que eu percebi nesta manhã, é que ele consegue fazer buscas considerando erros de grafia, coisa que o Dash do GNOME ainda não é muito bom em fazer.

Pesquisando por “gedit” escrevendo “gudut” na busca do GNOME 3.36 (acima) e no Pop Launcher (abaixo).

Extra dos extras

A ferramenta ainda tem várias coisas que são dignas de se mencionar, a velocidade para trocar entre apps usando ele, especialmente agora depois da mudança para rust é incrível também. Lançar apps e trocar entre janelas sem precisar mover as mãos, usando apenas o teclado, ou até mesmo com o mouse, sem mouse traveling, é realmente bem interessante.

Outra coisa interessante é que pelo launcher também é possível ver os formatos das aplicações, flatpak, snap, system (deb).

Elementos que o Overview/Dash do GNOME ainda pode ser melhor (na minha opinião)

Eu costumo usar o Pop Launcher no Pop!_OS 20.04 LTS e no 21.04, porém, entre os dois sistemas, eu utilizo com muito mais frequência a LTS, e ali a experiência é um pouquinho diferente do que ocorre no 21.04.

A configuração que eu coloquei para o Pop Launcher se abrir é usando a combinação Super+Space, de forma semelhante ao Command+Space para o Spotlight no macOS.

Na versão 21.04, apesar de ser possível alterar, a configuração padrão é que apenas a tecla Super já seja o suficiente para o abrir o launcher.

Apesar de ser bem mais rápido trocar entre apps pelo launcher do Pop, a visão de overview que se tem ao o mecanismo do GNOME permite que você trabalhe com outras coisas também, pesquise por apps, troque de janelas e também use os desktops virtuais, enquanto no Pop, especialmente no 21.04, a mesma tecla faz apenas duas funções, abre o launcher (com todas as ferramentas que ele tem) para você poder trocar de apps e pesquisar por novos para abrir.

No COSMIC, trocar os desktops é algo que pode ser feito também, mas usando outra tecla de atalho Super+D, não sei se é melhor ou pior, mas é diferente, e é por isso que há uma certa estranheza da minha parte nos primeiros momentos ao menos.

No COSMIC ainda há os botões para exibir os desktops virtuais na dock (que pode estar sempre exposta se o usuário quiser pelas configurações do sistema) ou ainda pela indicação na barra superior.

Ainda que a busca esteja bem inteligente, ainda tem coisas que ela não é capaz de fazer, ou que poderia fazer de outra forma.

  • Não é possível pesquisar dentro da loja: Essa é uma feature que o GNOME tem com a GNOME Software, que o GNOME tem com a Pop!_Shop também, mas que o pop launcher não dispõe. Pode ser que exista algum parâmetro para se passado para tal, mas isso nos leva ao outro problema…

  • Ao abrir o launcher, você é instruído a digitar “?” para saber algumas coisas extras que o launcher pode fazer, e ainda que a linguagem seja bem natural, especialmente em inglês, saber o que é preciso digitar para ter algum resultado tem lados bons e ruins, se por um lado você não lota a sua busca de resultado inúteis e busca exatamente o que quer, por outro, isso dificulta a descoberta das funções extras pelos usuários. Sem falar que ele não mostra ali tudo o que o Pop Launcher pode fazer, apenas as funções principais.

Mais fácil para portar para outras distros

O pessoal da System76 parece estar querendo tornar o COSMIC uma DE mais independente ao longo do tempo, e segundo um dos engenheiros, o porte para RUST vai ajudar a levar o Pop Launcher para outros sistemas que quiserem usar.

@mmstick @jeremy_soller the last change of pop launcher from js to rust made a BIG difference in performance, amazing work! It's just instantaneous! 👏👏👏

— Diolinux (@blogdiolinux) August 31, 2021

Essa mudança de performance, aliado ao sistema de tiling que você pode ligar e desligar, me deixaram bem mais confortável em usar essa ferramenta como o centro do meu workflow, pra mim, realmente fez sentido agora, ainda que não seja perfeito.

5 curtidas

O engenheiro principal da System76, Jeremy Soller, é um mago do Rust, tanto que ele criou o Redox OS, um sistema operacional escrito inteiramente em Rust.

2 curtidas

Já venho usando a launcher há alguns meses no Ubuntu 20.04 e tenho achado excepcional. Dá pra substituir a Ulauncher com louvor em distros GNOME.

Realmente ficou mais rápida, mas aqui está com alguns problemas pra localizar arquivos:

o comando “file nomedoarquivo.txt” não funciona mais.
o comando “find nomedoarquivo.txt”, que estou usando no lugar do file, não tem sido tão preciso para localizar arquivos. alguns só aparecem quando digito completo e com a extenção :frowning:

Como posso fazer essa alteração de atalho no GNOME do meu Debian?

1 curtida

Nas configurações do teclado, imagino que tenham teclas de atalho, talvez você consiga por lá. Mas o Pop mesmo tem uma painel de controle diferente para configurações de teclas de atalho, algo que parece ter sido feito pela própria distro.

2 curtidas

Acho que o file, deu lugar ao find mesmo e realmente tem espaço pra melhoria.

1 curtida

Depois que o Pop OS! adotou esse Cosmic me parece só uma distro baseada no Ubuntu completamente travada, bugada e com uma interface estranha, eles até permitem vc desativar isso mas aí o sistema inteiro buga. :roll_eyes:

1 curtida

Eu claramente discordo, mas antes era muito mais parecido com o Ubuntu do que agora. Digo mais, no 21.04, o COSMIC me parece bem mais rápido que o GNOME do Ubuntu 21.04.

1 curtida

antes ele até dava boot no meu PC, agora nem isso mais :roll_eyes:, mas eu gosto bem mais do GNOME padrão do Pop OS! do que o COSMIC.

2 curtidas

A interface não deveria interferir, na verdade como o nome sugere, interface é uma concha/casca, o máximo que o Pop Shell faria é bugar algum recurso, no seu caso seria interessante ver se o Ubuntu 21.04 em si da boot e instala o Pop Shell, se ele der boot e funcionar, quase 100% de certeza que o seu problema é com o systemd-boot

1 curtida

Desculpem a ignorância, não é mais fácil usar o Ubuntu?

1 curtida

Sim e não, pra isso é bom ver o que cada Shell:

  • O GNOME vanilla se usa mais o teclado pra fazer as coisas, se você estiver habituado a usar o teclado, você não vai ter absolutamente nenhuma dificuldade com o GNOME mesmo se vier do Windows, já se você é dependente do mouse a coisa fica bem ruim

  • Ubuntu o Ubuntu ajuda a mitigar um pouco a dependência do teclado do GNOME, você tem todo o poder do teclado ao mesmo tempo que não fica tão doloroso usar apenas o mouse, você economiza vários cliques com a Barra lateral, as pastas no desktop e os botões MMF

  • O Pop Shell é uma evolução nas duas áreas, não só fica melhor usar o teclado (afinal o launcher é bem mais OP que a dash) como fica bem menos doloroso usar o mouse (e até dispensando o teclado pra outra coisa fora digitação)

Pra iniciantes em informática o Pop Shell é uma boa, pena que o Pop OS não seja

Ubuntu é outro que naturalmente me recuso a testar por não gostar das decisões da Canonical, mas já estou baixando a iso dele