[Soluções para Windows] Gerenciador de arquivos

Um recurso muito comum aos usuários de linux é a possibilidade de utilizar diversos gerenciadores de arquivos como Nautilus, Dolphin, Krusader dentre muitos outros. Essa possibilidade é interessante pois é possível que um gerenciador possua recursos ou mesmo interface diferentes dos outros. Algumas pessoas acham que este é um recurso exclusivo do linux mas isso não é verdade.

No windows existem algumas possibilidades (não tantas quanto no linux pois poucos desenvolvedores se interessam em desenvolver nessa área) e dentre elas vou apresentar aqui a solução que mais me atende.

Multi Commander: Um gerenciador de arquivos gratuito e sem propagandas (infelizmente, para os mais puristas, este não é open-source) com diversos recursos que não estão presentes no explorer padrão do windows.

Dentre muitos recursos, pode-se listar alguns bastante interessantes:

  • acessar dois painéis paralelos;
  • criar múltiplas abas em cada painel;
  • acessar o registro do windows e alterar suas chaves (requer execução em modo administrador);
  • acessar ambientes remotos (FTPs eu tenho certeza que são acessíveis, outros tipos de servidor não tenho certeza);
  • acessar recursos de configuração (os recursos do painel de controle, por exemplo);
  • recursos avançados de renomear/setar atributos de arquivos (renomear diversos arquivos simultaneamente ou renomear arquivos com nomes padrões pré definidos, por exemplo);
  • criar não somente atalhos (softlink) mas também Hardlinks e Symbolic Links;
  • selecionar arquivos por meio de filtros;
  • efetuar buscas mais avançadas como RegEx, por exemplo (menos poderoso que o SearchMyFiles mas bem mais poderoso que a busca padrão do windows) e que não requer indexação prévia dos arquivos (claro que a busca é mais lenta devido à não depender desse recurso);
  • calcular hash de arquivos;
  • incrementar as funcionalidades com plugins produzidos pela comunidade (relativamente ativa) ou mesmo com scripts feitos pessoalmente (no final postarei um script para buscar os arquivos selecionados no google e outro que abre o prompt cmder no diretório ativo);
  • disponível em diversas línguas, inclusive Pt-BR (infelizmente essa tradução é feita pela comunidade e existem muitos menus sem tradução ainda, mas as principais funções estão traduzidas).

A quantidade de recursos que esse gerenciador possui é gigantesca e eu nunca explorei ele por completo. Felizmente, como ele é todo montado de forma modular, é possível desativar as opções não utilizadas pelo gerenciador de extensões, acelerando assim a inicialização do programa.

Este programa está disponível tanto na versão 32 quanto 64 bits e pode ser instalado normalmente ou utilizado de forma portable e, em ambas as versões, é possível manter ativo a busca automática por updates (muitos programas portable para windows permitem apenas checar se existem novas versões, mas não instalam automaticamente. No caso do Multi Commander, mesmo a versão portable conta tanto com a checagem quanto com o update automático).

O download do programa pode ser feito direto pelo site do desenvolvedor:
http://multicommander.com/downloads

Para adicionar-se comandos criados manualmente, é necessário primeiramente criar o script em “Configurações -> Comandos definidos pelo usuário” e posteriormente adiciona-se um botão que executa o script clicando com o botão direito ao lado da barra de comandos entra-se na opção “Insert user-defined command” e seleciona-se o script já adicionado. Existem outras formas de chamar o script customizado como adicionar no menu de contexto ou mesmo adicionar um atalho de teclado, essas opções estão todas disponíveis dentro do menu “Configurações”.

Como havia dito, segue o script para buscar o arquivo selecionado no google (tipo de comando “Multi-script”):

function CreateGoolgeSearchQuery()
{
  @var $query = "";
  @var $str = "";
  @var $str2 = """;
  @var $n = 0;
  @var $files[] = GetSelectedFileNames();
  for( $n = 0; $n < arrayCount($files)-1; $n = $n + 1 )
  {
if( $n > 0 )
{
   $query = $query + "+";
}
$str = $files[$n];
$str = StrReplace($str, " ", "+") + """;
$str2 = $str2 + $str;
$str = $str2;
$str2 = """;
$files[$n] = $str;
$query = $query + $files[$n];
  }
  return $query;
}
@var $s = "";
$s = "http://www.google.com/search?q=" + CreateGoolgeSearchQuery();
MC.Run CMD="{$s}" SHELL

Script para abrir o Cmder no diretório ativo (tipo de comando “External”):

"C:\Cmder\Cmder.exe" /single "${sourcepath}"

Algumas imagens do programa (estão em inglês pois peguei as imagens na internet, dessa vez não estou na minha máquina e portanto não tenho como capturar as imagens de forma local):
Múltiplas abas em 2 painéis:

Busca de arquivos:

Ferramenta para renomear arquivos em massa:

Seleção de arquivos por filtros:

1 Curtida

eu quero experimentar tentar remover o máximo possível das aplicações do windows e instalar o KDE

2 Curtidas

o KDE já foi meu DE favorito (até que os devs começaram com aquela história de bloquear o acesso root dos programas deles, nos forçando a desviar com gambiarras).

Estava super ansioso pelo KDE para windows mas infelizmente o projeto “morreu” (eles juram que não morreu, mas faz anos que não temos nenhuma atualização).

2 Curtidas

Francamente, o fato de ser open souce ou não não deveria ser uma grande preocupação pra quem já está usando um sistema operacional proprietário. O fato de ser gratuito e sem propagandas já é bom o suficiente, é claro que ser open source seria um bônus bem vindo, mas…

.

Não acompanho bem o projeto de portar o KDE pro Windows, mas a versão atual do KDE disponível para o sistema operacional da Microsoft funciona sem BUGs no Windows 10 atualizado?

3 Curtidas

boa pergunta mas acho que não pois o colega falo que não tem mais atualizações.

Pessoalmente eu não me preocupo com o software ser ou não open source, mas como estou postando numa comunidade onde a maioria no mínimo tem contato com isso, esse fator pode ser um atrativo para algumas pessoas (tanto que eu sempre destaco que isso seria para “os mais puristas”).

Outro fator que me faz sempre mostrar isso quando é real, é o fato de muita gente associar o software livre total e exclusivamente ao linux, quando na verdade a maioria dos softwares open-source são multi plataforma (ou seja, desmistificar um pouco esse mito que alguns ainda acreditam).

Infelizmente o projeto KDE para windows está parado desde 2017. Tanto na página oficial quanto na página do source forge está tudo parado (a página oficial, além de estar estagnada, está com problemas, o que indica um possível abandono do projeto).

Página oficial do projeto

Blog do projeto de um dos responsáveis

Página do source-forge