Sketchup no Linux

Pessoal, alguém aqui já tentou instalar o Sketchup no Linux, via Wine/PlayOnLinux?
Na comunidade deles tem até um tutorial para Mint 18.1 que eu acompanhei e consegui instalar depois de penar um pouco. Só que a janela do programa não renderiza corretamente (cria cópias infinitas sobrepostas da viewport).

Notas: Sei que há inúmeras opções, inclusive, para Linux, mas sou muito acostumado com o Sketchup, que uso há anos e tenho centenas de arquivos skp que só abrem corretamente nele mesmo. Não dá pra usar a versão web, porque meus arquivos são da ordem de 100 a 200 MB e isto inviabiliza editar na versão online. Eu ainda uso Windows por causa deste programa… troquei Photoshop por Gimp na boa, mas este está complicado… não usava CAD no Windows porque achava muito complicado (over demais) e não gostaria de ter que aprender a lidar com o FreeCad, por exemplo (muito over também).

Se alguém tem experiência positiva com ele ou sabe de algo que possa ajudar, posta aqui por favor.

Obrigado. T+

Veja o tópico abaixo. Tem orientações sobre a sua dúvida.

2 Curtidas

Moçada, obrigado pelas dicas. Até consegui instalar a versão 2017 depois de sofrer um tanto.
O programa abre e funciona, mas com alguns comportamentos anômalos aleatórios na seleção, exclusão de objetos, etc.
Tentei instalar um trial da versão 2019 Pro. Consegui instalar e ele abre, mas 3 segundos depois dá um bug splash. Não consegui abrir o relatório de erro para ver a razão e nem quis continuar investigando.
Então, sobraram duas opções mesmo: usar no Windows 10 mesmo ou aprender algo nativo como o FreeCad ou BricsCad Shape. Este último lembra o Sketchup, mas tem um toque de Fusion que deixa tudo meio confuso.
Pra um software inicialmente feito pela Google, não custava “nada” ter uma versão do Sketchup para Linux…
Abraços!

1 Curtida

Refiz a Instalação a partir do zero do meu Mint 19.3 x64 Cinnamon, vou atualizar o post. e deixar duas opções de instalação do SketchUp: versão 2015 x32bits e versão 2017 x64bits. As duas versões são gratuitas de avaliação do SketchUp.

Atenção arquivos salvos na versão 2017 não abrem na 2015.

Primeiro precisa desses pacotes instalados no sistema:

$sudo dpkg --add-architecture i386
$sudo apt update && sudo apt upgrade -y
$sudo apt-get install winehq -y
$sudo apt-get install mono-complete -y
$sudo apt-get install winetricks -y

Os arquivos para download:

============================================================================== Sketch Up 2015 + Maxcut 2 - Windows 7 x32

==============================================================================

Baixe os arquivos SketchUpMake-pt-BR.exe e [maxcutsetup.exe - Opcional]

Vou assumir que vc baixou os arquivos na pasta padrão Downloads. Abra o terminal e digite os seguites comandos:

$cd ~/Downloads
$WINEARCH=win32 WINEPREFIX=~/.SketchUp2015 wineboot
$WINEARCH=win32 WINEPREFIX=~/.SketchUp2015 winetricks win7
$WINEARCH=win32 WINEPREFIX=~/.SketchUp2015 winetricks --unattended vcrun2013 vcrun2015 corefonts unattended dotnet45
$WINEARCH=win32 WINEPREFIX=~/.SketchUp2015 winetricks win7

$WINEARCH=win32 WINEPREFIX=~/.SketchUp2015 wine start /unix maxcutsetup.exe

$WINEARCH=win32 WINEPREFIX=~/.SketchUp2015 wine start /unix SketchUpMake-pt-BR.exe

================================================================================



============================================================================== Sketch Up 2017 + Maxcut 2 - Windows 7 x64

==============================================================================

Baixe os arquivos sketchupmake-2017-2-2555-90783-pt-br-x64.exe e [maxcutsetup.exe - Opcional]

Vou assumir que vc baixou os arquivos na pasta padrão Downloads e está usando o programa File-roller como compactador de arquivos (Padrão Gnome - Ubuntu | Mint), Abra o terminal e digite os seguites comandos:
obs: Antes vai precisar descompactar o arquivo (sketchupmake-2017-2-2555-90783-pt-br-x64.exe)

$cd ~/Downloads
$file-roller --force --extract-to=sketchupmake-2017-2-2555-90783-pt-br-x64  sketchupmake-2017-2-2555-90783-pt-br-x64.exe

$WINEARCH=win64 WINEPREFIX=~/.SketchUp2017 wineboot
$WINEARCH=win64 WINEPREFIX=~/.SketchUp2017 winetricks win7
$WINEARCH=win64 WINEPREFIX=~/.SketchUp2017 winetricks --unattended vcrun2013 vcrun2015 corefonts dotnet45
$WINEARCH=win64 WINEPREFIX=~/.SketchUp2017 winetricks win7

$WINEARCH=win64 WINEPREFIX=~/.SketchUp2017 wine start /unix maxcutsetup.exe

$WINEARCH=win64 WINEPREFIX=~/.SketchUp2017 wine start /unix 'sketchupmake-2017-2-2555-90783-pt-br-x64/SketchUp2017-x64.msi'

================================================================================

Obs: Não consegui fazer funcionar as extensões do SketchUp

Srs, atualizando este assunto com novidades e dúvidas extras…

Primeira parte é o procedimento, para quem interessar…
A dúvida, para quem souber e quiser ajudar, está no final (veja as imagens).

Obrigado e abraços!


INSTALAÇÃO

Mesmo seguindo tudo o que foi passado por vocês, não consegui fazer o SketchUp funcionar.
Mas agora, depois de um tempo, rodando Ubuntu 20.04, segui as orientações do site WineHQ (WineHQ - SketchUp 2019) e fiz o seguinte:

  1. Instalei o Wine 5.11 staging (Ubuntu - WineHQ Wiki)

  2. Instalei o Vulkan (libvulkan1 libvulkan-dev vulkan-utils) via terminal mesmo

  3. Instalei via loja o Winetricks e usei o WINEPREFIX padrão: ~/.wine

  4. Via winecfg configurei o sistema para Windows 7

  5. Seguindo instruções de (GitHub - doitsujin/dxvk: Vulkan-based implementation of D3D9, D3D10 and D3D11 for Linux / Wine), baixei e descompactei o arquivo zip e, no terminal, dentro da pasta dxvk-master descompactada, rodei exatamente como descrito em “How to use” e chequei que as d3d9.dll e d3d11.dll e realmente estavam dentro das pastas system32 e syswow64 do Windows no wine.

  6. Via Winetricks instalei as corefonts e o vcrun2019. Este último deu um problema de checksum mas, seguindo as instruções do erro e indo até a pasta do cache (~/.cache/winetricks/vcrun2019), renomeando o arquivo de vc_redist.x86.exe para vc_redistx86.exe (sem um dos pontos antes da extensão) e clicando com o botão direito sobre ele e na opção “Open with Wine Windows Program Loader”, consegui instalar sem problemas.

  7. NOTAS: por dentro do Winetricks, é possível, na opção de instalar DLL’s, instalar o DXVK (coisa que fiz no item 5) e o Vulkanrt. O Vulkanrt (runtime) não instalou de forma alguma e o arquivo cache tinha tamanho 0. Então, pesquisando, encontrei e baixei o runtime do Vulkan para Windows: LunarXchange.
    Instalei da mesma forma: clique no arquivo com botão direito e “Open with Wine Windows Program Loader”.

  8. Instalei via Winetricks o dotnet452, quer acabou instalando um monte de outras coisas depois de toneladas de mensagens de erro (Wine Gecko 32-bit e 64-bit, Mono Runtime e Wine Mono Windows Support).

  9. Reboot para ter certeza que tudo via ser carregado como deve (risos).

  10. Baixei (não recomendo, ok? :face_with_hand_over_mouth:) o SkecthUp Pro 2018 e instalei clicando no SketchUpPro-en.exe com botão direto e mesma coisa de antes…

  11. Durante a instalação ele pediu coisas extras, como instalar o Visual C++ 2015 (já não tinha o 2019?)… segue o fluxo.

  12. Via gerenciador de arquivos que se abre por dentro do Winetricks (não sei se pode fazer pelo Linux/Nautilus… mas ok, ignorância minha), eu troquei o arquivo “SketchUp.exe” em “drive_c/Program Files/SketchUp/SketchUp 2018” pelo crackeado ( :raised_back_of_hand:t3:Veja: não recomendo ou incentivo fazer isto! É seu risco e responsa, ok?).

  13. Na área de trabalho aparecem arquivos .lnk e .desktop. Este último não abre, mesmo de depois de configuradas as permissões de execução. Use o .lnk que tem ícone genérico e um caminho diferente de execução.


RESULTADOS POSITIVOS:

  1. No meu caso, o Sketchup abriu sem problemas, bastando dar ok na tela de licença.

  2. Estou conseguindo abrir e manipular um arquivo estúpido de grande, com milhares de objetos, componentes, etc, com 120 MB! Este arquivo tem 1.195.489 arestas e 603.601 faces, 29 camadas.

  3. Consegui instalar extensões (para as quais eu já tinha os arquivos .rbz) via gerenciador de extensões (menu “Windows > Extension Manager > Install extension”, localiza e abra os arquivos .rbz).

  4. Dynamic Components que estavam no arquivo (abre portas, gavetas, etc) estão funcionando de boa.

  5. Consegui até, ao mexer nas extensões, abrir a janela de login da Trimble, mas não loguei para ver se funcionava dali pra frente.

  6. Aparentemente, a eficiência no Ubuntu 20.04 é até maior que no Windows 10. O arquivo abre mais rapidamente e as manipulações são mais eficientes. Um arquivo gigante de planta de casa (este de 120 MB), com o Style configurado para semi-transparente e tudo visível, pode ser orbitado com o mouse sem travamentos.
    Mas tem problemas - veja abaixo.


RESULTADOS NEGATIVOS:

Nem tudo são flores, claro.

  1. Cores meio estranhas na interface (tema muito Windows 7). Ajustar aplicando o tema GTK via ajustes no Wine faz, no meu caso, com darktheme aplicado no gnome, com que diversos ícones e textos fiquem ilegíveis.

  2. Maior problema de todos: “responsividade” de algumas ações e comportamento do mouse.
    Se você clica na Stacy (a moça aí na imagem) e tenta apagá-la clicando “delete no teclado”, ela não some da tela. Precisa rodar o scroll do mouse ou clicar na tela para que isto ocorra de fato. Parece algo como ter que haver uma segunda ação para atualizar a anterior (é como se a atualização da imagem/tela não estivesse em “auto”).

  3. Quando se arrasta o mouse pela tela, para selecionar algo, as bordas da área de seleção não somem depois de soltar o botão do mouse, e nem os objetos contidos são mostrados selecionados. É preciso clicar uma vez na tela (coisa que deveria desfazer a seleção, mas não faz) ou rodar o scroll do mouse para atualizar.
    Veja a imagem:


Este retângulo fica na tela até clicar novamente e só então a Stacy é selecionada…

  1. Agora, ajustando nas preferencias o OpenGL para 16x em Multisample anti-aliasing (antes era de 8x), o mouse surta e qualquer ação de seleção fica como mostrado abaixo, deixando um rastro, tão denso quanto mais lento for o arraste:

Na imagem acima tem infos da GPU e drivers, caso alguém saiba o que significam…

Isto não ocorre se manter Multisample anti-aliasing em 8x ou menos, ficando apenas como descrito na figura anterior.

Me parece ser algum problema de atualização da imagem, relacionado com o OpenGL, mas não tenho ideia do que mais posso fazer para corrigir o problema.

Acredito que o pessoal que joga coisas instaladas via Lutris ou Wine possa ter uma ideia melhor sobre isto, já que se trata de aplicações com recursos 3D (GPU vs. drivers).

Fora estes empecilhos irritantes que parecem estar relacionados aos drivers de vídeo e GPU, o programa funcionou “perfeitamente”. Basta se acostumar com a peculiaridade do mouse.

Alguém tem ideia de como fazer melhor/direito ou ajustar isto?

Abraços!!!

Já cheguei a usar o Sketchup no linux por algum tempo, as únicas versões que rodaram via wine sem problemas foi a 2016 e 2017. Testei as outras e sempre dava algum bug, se não me engano só instalava isso e rodava de boa. Espero que te ajude.

Instalação Windows 7 64-bit:
Microsoft Visual C++ 2015 64-bit
Microsoft .NET Framework 2.0
Microsoft .NET Framework 2.0 Service Pack 2
Microsoft .NET Framework 4.0
Microsoft .NET Framework 4.6.2
Trimble SketchUp 2017