Qual sua interface preferida do Manjaro?

Desde 2009 usava Debian. Desde o lançamento do Debian 10 decidi mudar para Fedora e achei o Fedora 10 mil x melhor que Debians, Ubuntus e Mints. Fedora tem a estabilidade do Debian e a ‘cutting-edge-ness’ de um Arch Linux. Mas, devido a questão da ‘rolling-releaseness’, estava tentado a testar o Manjaro e devo admitir que me tem impressionado bastante. Aparenta ser estável, é certamente rolling-release, infelizmente o pacman não é tão simples como um apt ou um dnf, pois o usuário tem de memorizar siglas (-Ss, -Syyu, -Syu, -Sg, -Si, etc…) que beiram a obscuridade, mas nada que o tempo e a adaptação não cure ;).

Além dum look extramente atrativo e da questão de ser rolling-release, a variedade de pacotes que o usuário Manjaro pode instalar via linha de comando pelo pacman ou pelo yay é bastante vasta tornando o Manjaro num provavel candidato a tomar o lugar do Fedora.

Quanto à questão da Interface Gráfica, já usei KDE, XFCE, Cinnamon, LXDE, Mate, Gnome, Deepin e Fluxbox. Destas, NÃO volto a usar nem o KDE, nem o Fluxbox. Geralmente dou preferência primeiramente a xfce ou senão ao gnome.

3 Curtidas

XFCE.
Leve e bonita.

4 Curtidas

Tive a oportunidade de testar todas as distribuições das mais requisitadas; algumas belíssimas, mas atrapalhadas, instáveis e consumindo muitos recursos.

A pergunta que eu me fiz foi: ‘O que eu quero e espero de uma distro?’, e relacionei….

  1. Estabilidade

  2. Compatibilidade (drivers e aplicativos)

  3. Organização

  4. Baixo consumo de RAM

  5. Sistema com leveza e responsivo.

6 Suporte e manutenção constante

  1. Lojinha atualizada, e bem cuidada.

De toda a minha análise, e um tanto pela maioria das distros se mostrarem instáveis, sobraram três distros na minha lista:

  1. Linux Mint Cinnamon – era o meu sistema preferido desde sempre, mas ela perde para o Manjaro Cinnamon em: consumo, leveza e responsivo e pela lojinha. O Linux Mint não cuida da loja, muita coisa desatualizada e você tem que correr atrás de comandos. Mint e Manjaro Cinnamon se equivalem em estabilidade e organização. O Mint é o mais compatível em drivers. Praticamente, você não encontra bugs aparentes neles.

  2. Manjaro KDE Plasma – Linda e perfeita, organizada, leve e de baixo consumo. É a bonitinha, mas ordinária. Ainda carece de estabilidade e alguma compatibilidade de drivers. Uma coisa puxando a outra. Pode levar mais umas duas atualizações até ajustarem e limparem o código dela.

  3. Manjaro Cinnamon – uma distro que nem consta na página principal do Manjaro, porque ainda é mantida pela comunidade. Definitivamente, a considero a melhor distro de todas. Parece brincadeira ou ironia, mas não. Sim, a melhor distro está escondida.

Pra minha satisfação, ela preenche todos os 7 requisitos que citei inicialmente.

Temos aí uma excelente ferramenta de trabalho.

3 Curtidas

De acordo com Philip, líder do Manjaro, o KDE é a DE principal da Distro, ele esclareceu isso quando começou a ter discussões no fórum do Manjaro sobre isso. Como você disse, o Manjaro KDE é a versão comercial, recebe a maior parte da atenção dos desenvolvedores que projetam adaptações exclusivas para o KDE e se preocupam em arrumar bugs exclusivos da DE em conjunto com os desenvolvedores do KDE, coisa que não acontece com as demais DEs, tanto que as ferramentas do Manjaro são desenvolvidas em QT justamente para melhor implementação ao ambiente KDE, com excessão do PAMAC por ele ter sido construído quando o XFCE ainda era o ambiente principal, mas a versão em QT está em desenvolvimento. Esse print é um dos comentários que Philip fez, ele basicamente explicou durante a discussão que o KDE ofecere o tipo de experiência que eles querem que os usuários tenham, leve, direto ao ponto, simples e intuitiva, mas poderosa. Stefano Capitani, desenvolvedor do Manjaro e mantenedor da versão GNOME, também se pronunciou dizendo que eles sim possuem uma parceria e uma relação íntima com o projeto KDE e que o KDE é a versão principal, porém os usuários das demais DEs não precisam se preocupar porque elas continuaram sendo mantidas. @Dio, espero que isso também tenha sanado as suas dúvidas.

3 Curtidas

A versão com KDE, porque ela é a mais polida e mais bem cuidada. A customização é bem feita, nada de exagerado. A Spin com KDE é leve, simples, prática e poderosa, mas eu recomendo ficar de olho também na versão GNOME, porque graças a discussões acaloradas nos fórum oficial do Manjaro, Stefano prometeu uma abordagem limpa e mais próxima ao Vanilla do GNOME com a chegada da versão 19 do Manjaro e eu como amante do GNOME, estou ansioso para ver o resultado.

3 Curtidas

XFCE e MATE
Por questão de leveza e produtividade

1 Curtida

Curto o Gnome e o I3, gosto de DEs dinamicas.