Product Key do Windows 10 instalado no Virtualbox

Pessoal, tenho instalado no meu computador de mesa Linux Mint 20 Cinnamon em dual boot com Windows 10. Gostaria de criar uma máquina virtual por meio do Virtualbox 6.1 e instalar o mesmo Windows 10. A ideia é que durante o trabalho quando precisar de usar algum recurso do Windows não precise reiniciar o computador para acessá-lo. Bastaria iniciar a máquina virtual. Minha pergunta é: ao instalar o Windows na máquina virtual pretendo usar o mesmo Product Key utilizado na versão instalada em dual boot, isso é passível de gerar algum erro? Ou pode causar algum tipo de invalidação deste Product Key? Minha outra opção seria usar um Product Key de um notebook que não uso mais, teria problema?

luta inglória.
se vc comprou o computador com o productkey gravado em alguma placa interna,
ela só poderá ser usada quando o windows10 detectar que ela está sendo lida da placa
interna do computador. ou seja, ao tentar ativar o windows10 que não tem acesso
direto ao chip que contém o productkey, ele não vai aceitar. mas vc poderá tentar,
isso não vai invalidar sua productkey. eu uso um windows10 que instalei há muito tempo
no virtualbox sem chave, e depois de um período que eu não podia nem mudar o papel
de parede, e depois de eu mexer em uns registros lá, ele tá rodando 100% pro que eu
preciso
para pegar a license key pelo linux:
# cat /sys/firmware/acpi/tables/MSDM

tb veja: Linux find Windows 10 OEM product key command - nixCraft
parece que vc pode usar, tente as instruções da última mensagem neste tópico (do dylanger mesmo): Transplanting Windows 10 Pro OEM License to KVM - Software & Operating Systems - Level1Techs Forums

1 Curtida

Se for OEM não será possível sem “hackeamentos”, o que configuraria uma ação contratual ilegal.

Como faço pra saber se é OEM? O Product Key do notebook vem estampado em um etiqueta no fundo do notebook. Pelo menos não observei nenhuma inscrição “OEM” nesta etiqueta.

O fato de ter uma etiqueta com o nº serial e já vir instalado ou pré-instalado no notebook é a prova que é OEM, ou seja, o Windows está conjugado com o hardware muito provavelmente com a placa-mãe, se você tentar instalar em uma máquina virtual possivelmente dará erro, você pode tentar instalar apesar de em tese a Microsoft não permitir o uso livre dessa licença para virtualização. Você pode tentar em mais de um programa de virtualização, talvez algum deles aceite.

1 Curtida

Essas licenças são parcerias entre a Microsoft e os fabricantes de computadores, são benéficas para ambas as partes. A Microsoft as vende mais baratas para os fabricantes e assim consegue tornar seu sistema mais “onipresente”. Para o usuário final porém, justamente por isso, essas licenças tem limitações e só podem ser usadas na máquina em específico para o qual foram licenciadas. Você só tem uso “irrestrito” do sistema quando você mesmo compra uma licença junto a Microsoft ou seus parceiros para usuário final e recebe o Windows em uma caixa ou mesmo em formato digital oficial, ai você pode instalá-lo na máquina que quiser desde que atendendo as limitações da versão (exemplo: uma licença pode ser para uso em apenas 1 computador ou mais).

1 Curtida

Eu já tentei ativar licença em VM e acusou ativação inválida.

Acho que precisa comprar outra licença onde esteja previsto o uso em VM.

1 Curtida

Engraçado que aqui transformando o SO da maquina física para VM aceitou a reativação.

1 Curtida

Qual programa de virtualização?

Instalei certa vez a mesma versão do Windows 10 da maq. real no Virtual Box, na mesma máquina que correspondia a chave e ativação foi normal.

Estou praticamente certo que tem que ser a mesma versão do Win registrado ou OEM, ou seja, no meu caso a versão single language, se for outra num funfa mesmo…

Pra saber qual a é versão certa já não lembro, acho que deve achar fácil na Web de como verifica a versão do Windows instalado no PC.

1 Curtida

Acho que você não me entendeu, quero saber qual software você usou porque a imensa maioria não aceita a licença OEM.

Acho que na etiqueta ou selo que vem afixados no notebook tem.

Eu converti o SO da minha maquina física para uma VM do VirtualBox, ativei normalmente o WIndows usando o serial da BIOS do meu notebook. O Office 2013 que estava dentro da VM foi só reativar com a minha conta da Microsoft.

1 Curtida

Disso só estou me dando conta agora que me falou. Na época eu utilizei um programa shareware pra descobrir tanto o ‘product key’ e o ‘product id’. E também foi um notebook, certamente licença OEM.

Principalmente tratando-se de um OEM tem de se ter certeza da versão do Win, porque se você instala uma levemente diferente já não funciona. E tem que ser em uma máquina habilitada pra receber aquele registro que a autentica, senão, não dá certo.

1 Curtida

Sim, você tem que “emular a máquina em específico para a qual o Windows foi licenciado.”

1 Curtida

Realmente há uma numeração atrás do notebook, ‘S/N’ e SNID’, mas neste caso, conferi se bate com o ‘product key’ e ‘product id’ , e não é igual nem semelhante. Os números da etiqueta devem ter outra finalidade…

Vi a pouco, e a versão do Windows também foi disponibilizada pelo programa shareware que comentei, muito bom ele. Não sei o nome dele agora, mas mesmo por ser pago ele mostra estas informações, não sei se ele existe ainda…

Não bate com isso aqui não:


https://www.microsoft.com/pt-br/howtotell/hardware-pc-purchase?rtc=1
?

O programa é este mesmo:
Produkey

How To Tell – Compra de hardware de computador

Além dos recursos mencionados acima, a partir de 19 de julho de 2016, esta solução de ocultação foi estendida a todos os produtos que usam uma chave de produto de 25 caracteres. O painel de ocultação é uma pequena etiqueta com material prata removível por raspagem que foi aplicado para ocultar uma parte dos 25 caracteres da chave de produto.

Ainda me não deparei com esta “raspadinha”, inclusive não vi ela no notebook que falo, não atrás deste notebook.

1 Curtida