Plasma 24 KDE - "Harmonia perfeita"

Está ativado hehe; deve ser algum bug do sistema. *era bug, desta vez desliguei e apliquei novamente as configurações e funcionou, já tinha feito isso algumas vezes, mas só agora funcionou :smile:

3 curtidas

Ele chegou no Arch Linux:

Não vi o horário, mas assim que liguei pipocou atualização (packagekit) no Discover, atualizei e reiniciei. Aí está o efeito Overview:

Eu configurei como tecla de atalho W+TAB.

Para quem não está sabendo qual é o efeito:

Coisa linda demais essa versão, gostei da ligeira mudança no efeito de abrir e fechar janelas, ficou tipo um zoom in e zoom out. Projeto KDE está parabéns! :ok_hand: :clap:

4 curtidas

Que momento. Estou para formatar o desktop, novamente, com openSUSE TW e já virá essa bela surpresa. Cadê os ficais do Plasma agora?

Putz! Coitados dos SDA, mano!

5 curtidas

Melhor esperar mais um pouco.

Até 12:20, nada de Plasma 5.24 no Tumbleweed.

PCLinuxOS atualizou +2 pacotes, mas nada se alterou.

Continuo sem opção entre X11 e Wayland; e o Conky não carrega nem por comando manual.

As mensagens de erro (acima) são normais, pois existe um IF / ELSE / ENDIF. – O que elas estão dizendo é que o primeiro IF não funcionou. – Mas ficou nisso, por mais de 20 minutos.

EDIT - Pelo KSysguard, verifiquei que não havia, mesmo, nenhum Conky em execução.

3 curtidas

Não é apenas distro. As vezes preciso hoppar de SO também :sweat_smile:
Send help!

Estou esperando a memória RAM extra chegar. Talvez final de semana que vem que eu faça esse pagode

1 curtida

Estou fazendo um série de testes acompanhando as ultimas versões do KDE Plasma + Wayland, já usei em AMDGPU e Intel de 2º/ 3º gen e digo que a cada versão está melhor! Alguns bugs que reportei já corrigiram, outros foram sendo corrigidos ao longo das versões, o desenvolvimento é muito rápido…

3 curtidas

Tamos aí, tá lisinho:

2 curtidas

Enfim, Plasma 5.24 chegou no Tumbleweed.

(in)Felizmente, não uso várias das maravilhosas novidades anunciadas. – Para mim, a grande promessa era essa:

No Arch, que vem sendo minha distro preferida nos últimos meses, tudo parece bem ajustado, perfeito, escorreito, e bem azeitado. Flui como uma pluma. Usei de ontem para hoje (18 horas ligado), e nem lembrava mais da existência do KDE ou de sua nova versão. Ficou totalmente fora do meu caminho.

As falhas obsrvadas até agora:

  1. No KDE Neon, ao tentar “Esc” para voltar a “Todas as configurações”, causa fechamento inesperado do System Settings. – Não aparecem as opções X11 / Wayland na configuração do SDDM (mas tenho certeza de que está usando X11). – Já vi problemas mais sérios no KDE Neon, de 2016 para cá, e todos acabaram desaparecendo após alguma atualização, mais cedo ou mais tarde.

  2. No PCLinuxOS também não encontro as opções X11 / Wayland (idem, idem). – Por algum motivo, o Conky não inicia de jeito nenhum.

São problemas pequenos, e limitados a determinada distro.

No openSUSE Tumbleweed, ainda não vi nada de errado, mas ainda não tem meia-hora que reiniciei.

Acima - Opções de sessão na configuração do SDDM.

Ficou muito bom esse Efeito Visão Geral (Overview). Coloquei o atalho no canto da tela e ativei nos efeitos na área de trabalho também. :call_me_hand:

1 curtida

Bem, após uns dias de uso, estou “sentindo” que Wayland é mais flúido e tem um desempenho gráfico melhor, digo isso pois meu PC não é muito bom e assim fica mais fácil notar que tem rodado melhor que o X11. Só que tive alguns problemas:

Enfim, alguns problemas mas que ainda valem a experiência, estou preferindo usar Wayland.

3 curtidas

@kevinlucasilva Que tema de ícones você está usando?

Tema Vimix na variação Doder (pasta Azul).

2 curtidas

tá muito estável no kde neon.

2 curtidas

Búrguer Fix 5.24.1

2 curtidas

Chegou no Arch agorinha!

3 curtidas

Plasma 5.24.1 no PCLinuxOS. – Veio junto Framworks 5.91.0.

Depois de reiniciar, finalmente o Conky iniciou pelo Konsole.

Experimentei retirar do Autostart esses 2 parâmetros:

--daemonize --pause=1

… e o Conky voltou a iniciar com a sessão Plasma KDE:

WARNING: - Não me perguntem como esses 2 parâmetros apareceram ali – nem, por que, com mil diabos, resolvi fazer essa experiência de retirá-los, só pra ver que bicho ia dar.

(Os 2 arquivos autostart, devidamente editados).

Aproveitei para fazer um backup de todos os arquivos de autostart do Conky, nas várias distros.

Observei que em várias distros eu só tenho arquivo autostart para o Conky nº 1 – e é possível que estejam desabilitados. – Se realmente fossem necessários, eu precisaria ter também um arquivo autostart para o Conky nº 2, e cada uma dessas distros.

É que, em algumas distros, utilizei o recurso do Plasma KDE de “Restaurar sessão salva manualmente” – e neste caso, não posso usar “autostart” do Conky, pois ele seria duplicado, por já existir uma instância dele restaurada da sessão salva.

A menos que… Ih…!!! :woozy_face:

Bom, talvez haja alguma distro em que eu tenha adotado um procedimento “misto”…??

Eu achava muito prática, aquela caixinha de habilitar / desabilitar um arquivo Autostart. – Isso permitia fazer várias experiências, sem precisar deletar / recriar os arquivos de autostart.

Sem aquela caixinha, suponho que o que estava habilitado continua habilitado, e o que estava desabilitado continua desabilitado.

Mas, agora, como saber em qual “estado” ficou cada um desses arquivos autostart?

Ultimamente, só encontro a opção “Remover”. – O outro ícone dá acesso às “Propriedades” do autostart – mas entre elas não encontro nada que pareça com Enable / Disable.

Ao ser eliminada (ou escondida?) essa caixa de On / Off, eu não tenho mais como verificar se os “autostart” existentes em cada distro está em “habilitado” ou não.

Obs.: - Executei o apt update no KDE Neon, mais cedo, e ainda não tinha o 5.24.1.

1 curtida

Continuação da saga "problemas irritantes no Wayland:

Void pulou direto do Plasma 5.23.5 para o 5.24.1; e do Frameworks 5.89.0 para o 5.91.0.

Mesma coisa: – Ao reiniciar, não iniciou o Conky.

Mas o Conky iniciou normalmente por comando no Konsole – talvez porque “pulou” o Plasma 5.24.0.

Um “defeito” que tinha aparecido há muito tempo – o Void não reiniciava nem desligava nem dava logout (e eu tinha de recorrer ao sudo reboot) – se auto-corrigiu com esta atualização.

Reiniciei 3 ou 4 vezes, rapidão, sem problema algum.

Fiz a mesma coisa que já tinha dado certo no PCLinuxOS: – Retirei os parâmetros --daemonize --pause=1 do autostart do Conky – e funcionou.

Agora, parece que o espelho do Ubuntu está no meio de alguma atualização, e vou adiar a atualização do KDE Neon.

OBS.: - Uma coisa que tem sido reportada nos bugs e em alguns fóruns: – O Plasma KDE mais recente está iniciando sem aquela musiquinha de Login.

1 curtida