Orange Pi: O poder da laranja mecânica!

https://diolinux.com.br/tecnologia/orange-pi-pc.html

O Orange Pi é um computador de placa única, similar e mais barato que os já conhecidos Raspberry Pi.

8 curtidas

Legal!
Também curto essa SBC.
Uma pena que o suporte pelo fabricante ainda esta amadurecendo. No último ano que iniciaram um jornada mais acentuada de suporte e construções de builds de sistema com uma árvore de kernel mais atualizada para as SBCs Orange em geral. Na verdade são fabricante e distribuidores de placas por excelência que devido ao crescimento acabaram vendo a necessidade de aprimorar o conjunto de hard+soft e comunidade. Até por impacto de vendas.

E, como foi dito pelo Áleson Medeiros, ela em modo mais serviço, server e afins, também é excelente uma vez que não precisa ter muita preocupação com stack gráfica e performance de programas mais em modo como desktop. No entanto, tem sim opções viável para utilizar como desktop também.

Agora, falando das SBCs uma nova que saiu muito dahora que estou de olho é uma Radxa Zero que tem performance similar ao Pi4 porém num form factor igual o Pi Zero… mas muuuito além do Pi Zero. Vantagens de usar um padrão um tikim mais recente do aarch64 A53 com uma evolução do processador que embalava a série do Pi3. Chega em clock mais alto, melhor barramento, litografia e vídeo Mali melhor que o Broadcom fechadão que vão no RPI.

Muito bom! Também sou bastante entusiasmado com essas placas pelo que oferecem em diversos sentidos.

2 curtidas

Opa essa Radxa Zero eu não conheço, vou dar uma olhada!

1 curtida

A alguns anos atras comprei um Orange Pi Plus 2 no aliexpress que vinha com um android pre instalado no emmc. Mas praticamente não consigui usar tinha um defeito estranho, precisava ficar segurando o cabo de energia e só dava boot numa posição específica. Esse android era um android chines que não tinha play store, ou seja não conseguia instalar nada. Eu tentei trocar de cabo, trocar de fonte soldar um cabo direto no conector de energia da placa, nada deu certo.

Além disso, não tinha suporte do fabricante, Não fazia o sistema operacional deixavam por conta da comunidade. Na época tinha apenas um usuário que fez um debian pra essa placa.

Depois disso eu aprendi que não devo comprar essas marcas genéricas, pois os caras são apenas fabricantes de placas. E o importante é o suporte da comunidade. Nada adianta um hardware potente se não tem uma equipe desenvolvendo um sistema operacional. Não sei como está o suporte hoje, mas não recomendo essa marca pra mais ninguem.

1 curtida

Seu história tem um ponto essencial que é trabalho conjunto equipe de desenvolvedores internos do fabricante ou distribuidor direto conjuntamente à comunidade. De fato as SBCs Orange PI surgiram assim, mas realmente houveram muitas melhoras nessa convergência. Ainda não é nem de perto como uma Pi Foundation ou galera do Pine, mas estão caminhando…

De qualquer forma é uma marca mais voltada para IoT industrial e foco em soluções embedded para profissionais não leigos. Diferentemente do RaspPi que vem adotando o padrão de expandir tanto para propósito bem específicos de IoT quanto para usuários doméstico sem conhecimento prévio, onde claro, a pessoa terá que ler e acompanhar documentação, blog e etc.

Ótimo testemunho mrkalvin.
Vamos aprendendo! Também tive meus problemas com uma Orange Pi3, rs
Mas é uma ótima placa.

1 curtida

O problema meu é que a placa que comprei era um hardware mais potente. Então não encontrava nada sobre esse placa apenas sobre a orange pi pc que era um modelo mais barato

1 curtida

Verdade, foi a mesma coisa comigo.
Ja tinha uma OPi PC que ainda estava maturando em termos de suporte e soft e fui pegar na estreia a OPi 3 e só nos dias atuais que ela funciona bem mais adequadamente depois dos manuais, drivers e updates das distros próprias…
Mas ainda assim, como o Aleson relatou no blog post, essas placas menos conhecidas como a Orange e Banana são boas para usar na força mais bruta tipo soluções tendendo a embedded e pequenos servers.

Depois visita o site veja lá que houve melhoras e novas versões de builds das distros deles para diversas placas. A OPi Plus2 creio que foi uma que teve melhoras significativas.

Sucesso!
#tmj

1 curtida

Taca um batocera linux nessa plaquinha e pronto, multi consoles retro como psx, snes, nes, gameboy, game boy advances, fliperama… para jogar no conforto do lar.

Andei pesquisando sobre o Batocera para um pc no meu trabalho para galera poder jogar na hora do almoço, se der certo até faço um artigo sobre ele para o Blog, se o @raulcraveiro aprovar, kkkk

2 curtidas

Sim, funciona. Tem várias imagens espalhadas por ai…
Só é importante salientar sobre as roms e uso comercial e coisas do tipo.

2 curtidas

Acho q já vi teus vídeos no Youtube. Muito bom!

1 curtida

Opa! Valeu.

#tmj

1 curtida

Eu tenho uma Orangepi PC funcionando 24/7 desde março de 2019, para fazer backups na rede local, rodando bots de Telegram, servindo arquivos para uma TV Box. Funciona muito bem.
Aqui eu preferi usar o Armbian que parece o projeto mais maduro para essas plaquinhas.

2 curtidas

Sim já possuo também essaplaquinha da Orange pi, duas aliás, a outra como backup hehe…utilizo como servidor de backup.

2 curtidas

Adivinhou meu próximo artigo, falando um pouco sobre o Armbian. :grin:

1 curtida

Boa! É um projeto magnífico. O pessoal entendeu ao pé da letra o slogan de sistema operacional universal do Debian

1 curtida

Sem dúvida que o melhor suporte para OPI é Armbian.
Muito bom.

2 curtidas

https://plus.diolinux.com.br/t/radxa-zero-o-matador-de-raspberry-pi-zero

1 curtida

Salve @aarProTech, como tinha falado o @mjaneai meu próximo artigo seria sobre o Armbian e finalmente saiu:

2 curtidas

Bem bacana!

O Armbian é muito bom mesmo.
Acaba que ele salva o suporte de SBCs como a Orange e Banana.
Os fabricantes deveriam é serem sponsors de algum modo desse projeto e naparceria utilizarem o Armbian como sistema oficial. Seria redução de custo para fabricante e ao mesmo tempo ganho para todos. rs

2 curtidas