Olhando para o KolibriOS

O KolibriOS, é um sistema operacional super enxuto, capaz de rodar com 8mb ram. O sistema operacional, se comporta como um “live cd”.
O sistema operacional vem com diversas aplicações inclusas, como alguns joguinhos, ferramentas para produtividade ( bem simples, mas são ferramentas ), alguns programas de edição de gráficos, um browser focado em navegação web via texto ( bem problematico com páginas mais pesadas ), e algumas outras ferramentas focadas em conexões.

Caso queira saber mais sobre este pequeno sistema operacional, visite o site deles:
kolibrios.org

2 Curtidas


Algo errado jovem

2 Curtidas

Como assim amigo?
No meu mozilla, o site está normal

1 Curtida

O que falta ao KolibriOS (e outros sistemas operacionais menos conhecidos) é:

  1. Divulgação;
  2. Comunidade significativa de usuários e desenvolvedores (o que é uma consequência natural do 1º ponto);
  3. Variedade maior de software (o que também é um desdobramento do ponto anterior).

Mesma coisa no Brave

1 Curtida

Mesma coisa aqui. Firefox

2 Curtidas

Google Chrome

2 Curtidas

Estranho. Aqui tá dando certo o site. Me pergunto quem que tá denunciando o site do Kolibri.


Esse ponto infelizmente o Kolibri está atrás até de outros SO mais alternativos que o Linux. Não há suporte, nem mesmo opcional, a um monte de padrões (OpenGL, GTK, Qt, etc.) que ajudariam a trazer apps de peso ao Kolibri.

Compare, por exemplo, o Haiku, que roda um bom número de apps OSS, como o LibreOffice, e o FreeBSD, que só não consegue rodar apps e drivers que utilizam funções muito específicas do Linux (p.ex. Systemd) e tem até Wine.

Se bem que implementar esses frameworks “gordos” meio que vai contra o princípio do sistema ser o mais eficiente e compacto possível, e tornaria o Kolibri “mais do mesmo”.


Instalei ele numa máquina virtual.

Veredito

O negócio boota e é perfeitamente utilizável com 16MB de RAM, mas acabei expandindo pra 128MB pra poder usar o navegador, que é instalado na Ramdisk durante o tempo de execução. A última vez que vi um sistema ser magro assim foi quando bootei uma VM de W95, o que é impressionante… até ver que o Windows 95 tinha aplicações mais complexas que ele.

2 Curtidas

me impressionei com isso mesmo, quando descobri ele, há um mês mais ou menos, se ele tivesse suporte a arquitetura ARM, teria instalado ele no meu GPS

Comigo aqui o site também abre normalmente. Testei em 3 navegadores, certamente o problema (real ou não, pois se tratam de denúncias) é quando se tenta acessar o site com o Firefox ou derivados.

será mesmo que é um problema com o firefox? eu acessei o site, primeiramente nele, e não apareceu esse aviso

Agora que vi que teve um caso com o Chrome. Aqui eu testei com Vivaldi, Yandex, Opera, Edge e Torch em máquinas com sistemas operacionais distintos e não apareceu nada.

O brave é baseado no chromium e deu isso. Que estranho kkkk

Testei aqui no Brave, nele não me deparei com a tela vermelha de perigo, mas, me deparei com um ícone de alerta, seguido de texto ao clicar no “about”:

Not secure

The site isn’t using a private connection. Someone might be able to see or change the information you send or get through this site.

On some sites, you can visit a more secure version of the page:

  1. Select the address bar.
  2. Delete http:// , and enter https:// instead.

If that doesn’t work, contact the site owner to ask that they secure the site and your data with HTTPS.

Não sei cara, esses browsers estão atualizados?

O meu está na ultima versão

Os meus estão, mas, como disse, apenas o Brave detectou anormalidade. Pensei que poderia ser o certificado de segurança vencido do site, mas, normalmente quando isso acontece o navegador informa.

huuuum sinceramente, não sei o que pode ser, o meu browser está atualizado, e não aparece esse aviso

Pelo que o Brave menciona, o problema está no fato de usar o protocolo “HTTP” em lugar de “HTTPS”. Mas, não sei, sou leigo quanto a esse aspecto.