O Bodhi Linux não dá boot no SSD

Olá pessoal! Estou tentando baixar o Bodhi Linux no notebook da minha mãe, que estava com o windows 10 anteriormente e travando muito. Estas são as configurações dele;

CPU: Intel Atom D2500 1.86GHz
RAM: 4GB
Armazenamento interno: SSD de 128 GB

Na tela de configuração da BIOS também aparecem esses textos;

System BIOS shadowed
Video BIOS shadowed

Eu utilizei o ventoy para fazer o pendrive bootável, Tentei primeiramente o Linux mint com interface xfce; a instalação durou mais de 3 horas, e depois que eu tirava o pendrive (depois de reiniciar) aparecia aquela tela de ordem de boot, com o SSD e outras opções, tentava todas elas, e simplesmente a tela piscava e voltava para essa mesma tela, infinitamente. Tentei outra vez a instalação, e lá se foram mais 3 horas. Frustrado, foi dormir e tentar algo diferente no outro dia.

Meu amigo, que é mais experiente, disse pra eu tentar usar o woeusb para bootar o pendrive, fiz o boot, dessa vez usando o Bodhi Linux, e o notebook nem sequer reconheceu o pendrive. Tentei de novo, mas dessa vez com o ventoy, e o Bodhi Linux instalou tranquilamente, em menos de 20 minutos. Quando reiniciei e removi o pendrive, o mesmo erro, é como se não exisitisse nada no SSD.

Antes que perguntem, sim eu instalei tudo certo, formatei o SSD, mudei a ordem de boot várias vezes, mas nada adiantou.

Por favor ajudem essa pobre alma.

1 curtida

Olá meu jovem!

Verfiique se o modo de boot do pendrive é o mesmo do sistema operacional. Eu recomendo usar sempre modo UEFI apenas (UEFI Only).

Pois bem, caso isso não dê certo, tente a instalação no modo MBR ou CSM ou Legacy (três modos de dizer a mesma coisa dependendo do firmware do dispositivo).

Outro ponto que consigo pensar é que talvez esse notebook tenha um segundo dispositivo de armazenamento, digo, um primeiro dispositivo e o SSD seja o segundo. Pode ser o caso que o boot pelo SSD não seja suportado pelo notebook, então vc precisaria instalar o gerenciador de boot (seria o GRUB?) nesse outro dispositivo emmc ou coisa que o valha. Seria o dispositivo no qual veio o sistema instalado quando novo.

Em último caso ainda seria possível vc instalar o gerenciador de boot em um pendrive. O ponto ruim é que o sistema só iniciaria com o pendrive correto conectado.

1 curtida

Olá pessoal, venho aqui dizer, depois de 3 dias de muita luta, finalmente eu e meu amigo conseguimos resolver o tal problema; vou relatar aqui algumas das coisas que fizemos e qual foi a alternativa que deu certo!

Tentamos utilizar o programa Woeusb de várias formas, mas em nenhuma das tentativas, conseguimos bootar o pendrive pelo notebook.
Logo, utilizamos apenas o Ventoy!

Meu amigo deu a opção de baixarmos o Kali linux para testar (porque ele já vem com instalador próprio do GRUB) Fizemos a instalação básica do OS, mas na hora de dar o boot, não funcionou. Descobrimos depois que, aparentemente o notebook estava bloqueando/corrompendo o acesso às pastas: /boot /grub e root

Tentamos mudar a instalação do Bodhi Linux para GPT; sem sucesso.

Até que ele teve a ideia de colocar o SSD do notebook no meu computador, e baixarmos a ISO do Bodhi Linux na arquitetura de 32 bits (Legacy), ao invés de 64 bits (Standard). Fizemos a instalação normal no meu computador e quando fizemos o boot, deu tudo certo. Depois colocamos SSD no notebook, e ele funcionou lindamente, dando o boot de forma correta.

O que me intriga, é que no site da Intel eles diziam que a arquitetura do processador do notebook era de 64 bits, mas em todas as tentativas de colocar os sistemas com 64 bits, falhamos, enquanto usamos a ISO de 32 uma única vez, funcionou.
A BIOS era de fato Legacy, e não UEFI.

3 curtidas

Nossa mano eu passei pelo mesmo problema porém eu insisti uma madrugada inteira na BIOS de 64 bit e acabei conseguindo instalar mas deu um baita trabalho kkkk meu Notebook tem um processador Intel Core 2 Duo e só 2 GB de RAM e o SSD de 240GB

1 curtida

Que bacana cara, obrigado por trazer essa “solução” para nós. Eu tenho um Atom também, onde encarei o mesmo problema com o Bodhi. Tem algo relacionado ao chipset então. Eu tentei algumas vezes mas desisti, minha vontade de instalar o Bodhi não era tão grande kkkkk. Mas fiquei contente com sua solução pois eu planejo fazer uma postagem com o histórico e a experiência que tive com algumas distros, o que funciona e o que não funciona neste chipset da Intel. Agora, quando eu fizer, posso indicar essa sua postagem como possível solução.
Valeu!

1 curtida

Update

Fiz o boot do Bodhi Linux em 64 bits no notebook, fazendo o mesmo processo de fazer a instalação de toda a ISO pelo meu computador primeiramente, e depois colocar o SSD do notebook, no notebook em si; Funcionou! o que significa que o problema está de fato no hardware do notebook.

Tive alguns problemas com a conexão do notebook com Wi-Fi, mas depois de um tempo, consegui resolver.

O sistema é de fato leve, mas ainda é difícil navegar na internet, principalmente para ver vídeos no Youtube que era o que a minha mãe mais queria fazer. O navegador que vem por padrão no sistema de 64 bits, é o Chromium, que devia ser leve; mas acabou travando mais do que quando estava no Chrome no Windows. Tentei o Pale Moon, que aparenta ser bastante leve, o Youtube carregou um pouco mais rápido, mas ainda é impossível de assistir (o áudio roda de boa, mas o vídeo laga bastante)

Se tiverem alguma ideia ou dica do que eu possa fazer quanto à isso, sintam-se a vontade para comentar e opinar sobre.

Coloca o vídeo em baixa resolução que vai de boas. Tem que lembrar que o hardware estava preparado para as demandas da época que foi fabricado, com vídeos 640x480. Os vídeos atuais em 720p já são 60Hz, então o CPU não tem poder de processamento para decodificá-lo.

Para o windows, o vídeo integrado Intel GMA 3600 tem driver com aceleração para vídeos até 1080p, mas conseguir isso no linux talvez não seja possível. A informação que consegui sobre o vídeo integrado do processador é de 2015:

A GPU Intel GMA 3600 é na verdade uma GPU PowerVR SGX545 renomeada. A Intel licenciou o design e o utiliza nas CPUs Atom D/N2xxx. Imagination Technologies, a empresa que projetou essas GPUs não está interessada em fornecer drivers Linux adequados para essas GPUs e o design (o “driver” é basicamente um sistema operacional rodando na GPU, se bem entendi) torna muito difícil fazer engenharia reversa dos drivers. Por esse motivo você não obterá aceleração 3D adequada com esta GPU no Linux.
Por mais triste que seja, por enquanto a melhor solução para fazer esse hardware funcionar corretamente é usar o Windows.

Fonte: https://www.linuxquestions.org/questions/linux-hardware-18/cinnamon-no-hardware-acceleration-on-intel-graphics-media-accelerator-3600-series-4175548152/

Caramba cara, então a saída é usar windows mesmo? Que pena, pelo visto, o projeto de reviver o notebook com linux foi por água a baixo.

Pois é. Dependendo das necessidades do usuário e/ou do hardware, o Windows pode ser a melhor alternativa… Felizmente esse caso é exceção, pois a maioria de hardware obsoleto possui bom suporte do kernel linux.

Este tópico foi fechado automaticamente 3 dias depois da última resposta. Novas respostas não são mais permitidas.