Novos termos do Google

Pessoal, no dia de hoje ,a Google está disponibilizando os novos termos de serviço, e apos ler cuidadosamente gostaria de abrir uma discussão sobre o paragrafo a seguir:

Finalidade

Esta licença é destinada aos fins restritos de:

  • operar e melhorar os serviços , o que significa permitir que eles funcionem de acordo com o planejado e criar novos recursos e funcionalidades. Isso inclui usar sistemas automatizados e algoritmos com o objetivo de analisar seu conteúdo para:
    • buscar spams, malware e conteúdo ilegal;
    • reconhecer padrões nos dados, como determinar quando sugerir um novo álbum no Google Fotos para manter as fotos relacionadas juntas;
    • personalizar nossos serviços para você, como o fornecimento de recomendações, resultados de pesquisa, conteúdo e anúncios personalizados, o que você pode mudar ou desativar nas Configurações de anúncios.Essa análise ocorre à medida que o conteúdo é enviado e recebido, e quando ele é armazenado.
  • usar o conteúdo que você compartilhou publicamente para promover os serviços . Por exemplo, para promover um app do Google, podemos citar uma avaliação que você escreveu. Ou, para promover o Google Play, podemos exibir uma captura de tela de um app que você oferece na Play Store;
  • desenvolver novos serviços e tecnologias para o Google de acordo com estes termos.

Minha indagação é: Até que ponto, esses algoritmos que vão “analisar” nossos computadores e arquivos podem ser prejudiciais, mesmo que a longo prazo para a privacidade dos usuários? Tendo e vista que a Google possui praticamente o monopólio da maioria das informações de “quase tudo”, me preocupa o paragrafo seguinte a esse que expõe que dados que não possuam propriedade intelectual registrada, não irão entrar no escopo de privacidade do usuário.

Gostaria de saber qual a opinião de vocês sobre o assunto.

4 Curtidas

O Google quer PODER sobre seus dados.

Por exemplo, para promover um app do Google, podemos citar uma avaliação que você escreveu. (falsificação)

aham sei… ‘‘que você escreveu’’

dados que não possuam propriedade intelectual registrada, não irão entrar no escopo de privacidade do usuário. (Como roubar a vitima sem que ela tenha chance de reclamar.)

Bem mas hora! você aceitou os termos! (só esquecem de dizer que vão poder nos roubar sem nenhum pudor, pois ‘‘não tem propriedade intelectual’’. bla bla bla

3 Curtidas

Pois foi exatamente o que eu pensei … E me preocupo seriamente com isso…

sobre o trecho abaixo…

Só me explica essa parte que eu não entendi … :sweat_smile:

2 Curtidas

(sua versão)
"Oi Google gostei da sua aplicação só que ela tem alguns problemas’’
(versão do Google)
"Oi Google gostei da sua aplicação ela é muito boa e funciona corretamente, era exatamente o que eu procurava.’’

Não duvido nada de empresa privada.

2 Curtidas

sim… agora entendi… :rofl:
Pois é, essa manipulação dos dados está ficando cada vez mais descarada, e empresas privadas estão “atualizando” os termos de serviço para que isso seja cada vez mais “permissível”

2 Curtidas

O Youtube de certos influencer que o diga.
E o destaque que é gerado em cima de certos veículos.

1 Curtida

A questão é: EVITAR AO MÁXIMO USAR PRODUTOS E SERVIÇOS DESSAS EMPRESAS!

Na verdade não! mas sim o conteúdo que nós oferecemos na maquina que acessa os produtos deles.
Evitar ao máximo que sua propriedade seja raptada por tais.
Qualquer info que você escreve em um bloco de notas deles, eles podem alegar a justiça que foi de autoria deles ou algo assim, caso você não tenha ja registrado ela.

1 Curtida

Eles podem pegar arquivos dos computadores da gente?

Roubam nossos dados para movimentar um mercado gigante.
É como eu disse num tópico: “Somos como vacas leiteiras. Os fazendeiros dão às vacas o pasto e em troca retiram o leite para vender. Já as grandes empresas nos dão os serviços gratuitamente e em troca coletam nossos dados e vendem para outras empresas.”

Tem um artigo interessante no site Restore Privacy pra quem quer alternativas aos serviços da Google:

:slight_smile: :v:

5 Curtidas

Não cara! download

Lissandro pense melhor cara, somos mineiros retirando os minérios que eles querem, no caso os dados.
(Eles = Google LL Company)

Não existe nada de errado nisso, nós aceitamos os termos.Sem título

HEHEHE

3 Curtidas

Foi uma analogia. Tem o mesmo significado dos “mineiros retirando os minérios”.
Nos dão os serviços e em troca levam nossos dados, sejam eles gerados ao usar esses serviços ou dados que não estão diretamente ligados aos serviços, como por exemplo o IP de seu PC :joy: :v:

2 Curtidas

Não tinha escutado Raul Seixas ainda, vou passar a ouvir mais :grinning:

1 Curtida

Não tem pra onde fugir mais, eu já desisti.

Esta é uma situação realmente complicada.
Se eu abrir mão de usar o Gmail, não conheço nenhum cliente que vai filtrar tão bem o que é ou não SPAM. É um problema sério, que praticamente obrigaria a migrar para uma solução paga. Mas com estes novos tempos, tem sido algo cada vez mais interessante.
Nos demais casos, é bem claro que cada vez mais os criadores de conteúdo serão distratados e virá um tipo de consumo cada vez mais padronizado e pasteurizado.
Eu já tive uma experiência muito ruim com a empresa, depois acabei cedendo um pouco, mas é meio que falta de vergonha na cara. Os dados são muito mais importantes, e para o conteúdo relevante para a minha vida, especificamente, dá para evitar o Google.
Quem já leu com calma verificou se já vem a cláusula de que sua conta pode ser cancelada se ela não for entendida como “lucrativa” (ou algum termo semelhante)?