Novo Vivaldi 3.6 leva a personalização a um novo nível

Confira o post completo no blog: https://diolinux.com.br/noticias/vivaldi-3-6-mais-personalizavel.html

Esqueça tudo o que você sabe sobre gerenciar abas, as inovações que estão chegando no Vivaldi 3.6 prometem revolucionar e criar uma tendência no mercado dos navegadores.

8 curtidas

Nossa, gostei muito. Enfim alguém inovando um pouco.

1 curtida

Estava pensando sobre essa sua frase e me lembrei que em 2006 usava um navegador chamado Avant Browser, que naquela época já contava com esse conceito de abas, separação de abas, grupos de abas, cores diferentes por seguimentos… era uma enxurrada de possibilidades, só não entendia porque parecia que somente eu o usava, mesmo em fóruns não era comentado e parece que é assim até hoje.

As vezes, penso que não seria de fato uma inovação e sim uma reciclagem de ideias que, por algum motivo específico, não deram certo em determinado tempo, talvez pelo público alvo não estar disposto a mudar de paradigma naquele determinado período. Lembro que o IE só teve essa possiblidade de abas com a vinda da v9 (oficialmente lançada em 14 de Março de 2011) o que pode ter causado estranheza nos usuários que não conheciam outros navegadores.

3 curtidas

Sim, as pessoas também são muito apegadas a conceitos tradicionais (o que às vezes é bom e às vezes é ruim), eu mesmo para uso de produtividade gosto da proposta tradicional de desktop, isso pode criar algumas resistências a inovação, mas, precisamos avançar em prol de melhorias claras.
Penso que o caso do Avant foi uma mistura disso: resistência a inovação muito grande e ao fato de ser em si pouco difundido. O segmento de navegadores de internet está muito estagnado, há anos o Chrome dita as regras de mercado, quase tudo ou é derivado do Chrome ou se baseia no Chrome, talvez o Firefox seja um dos poucos projetos que vai ao menos um pouco por outro caminho. Isso tudo além de representar monotonia, em certa medida pode ser até perigoso.

2 curtidas

Tá muito boa essa versão. E agr com suporte a decodificação de vídeo via GPU tá muito top de usar.

3 curtidas

O IE passou a ter abas a partir da versão 7, lá no Windows XP. Mas acho que a adesão mesmo só foi a partir da versão 8 acompanhada do boom do Windows 7, que é mais ou menos nessa época que cita.

1 curtida

Em 2004 o Firefox foi lançado com abas. Já adotei logo de cara, abandonando aquela porcaria do IE6.

1 curtida

Me lembro também que na época do Firefox pré-Quantum, haviam extensões que traziam justamente essa possibilidade (até hoje o Pale Moon suporta elas, exemplo: Color My Tabs). Parte do motivo que fez o pessoal ficar putasso com o Firefox 60 na época que lançou foi essa padronização num modelo “chato”.

Aliás, Vivaldi roubou foi muita ideia desses add-ons dos Firefoxes antigos…

1 curtida

uso ele como meu segundo navegador depois do firefox

A possibilidade de empilhar abas foi o que mais chamou a atenção.

1 curtida

Outra extensão que acabou sendo prejudicada foi a Tab Mix Plus.

Sensacional. Incrível, aliás.

Lembro-me da época em que os navegadores de empresa “x” ou “y” simplesmente tinham um monopólio e este definia um padrão (para tudo: layout, configurações, compatibilidade, etc), cujo qual os concorrentes simplesmente seguiam como se fosse a única forma de se obter sucesso com um software.

Ver hoje essas inovações trazidas pelo Vivaldi (ainda que não sejam muito funcionais pro meu estilo) me dá um ânimo. Finalmente vivemos em uma época da qual os navegadores são vários, a concorrência é enorme e o único foco é a personalidade do cliente.

Achei interessante mais é algo que eu não usaria, a decodificação de vídeo via GPU foia a mais interessante para min.

Novidades sempre são bem vidas mesmo que nem todos a utilizam sempre haverá aquele que tire proveito desses novos recursos. No meu ponto de vista seria mais benéfico uma bela revisão no código desses programas removendo “remendos”, códigos inúteis, recebendo uma bela otimização deixando a aplicação mais rápida e estável falo isso para software em geral isso seria mais benéfico do que mais e mais adds onde as pessoas podem ou não utilizar. Sei que isso toma muito tempo e dinheiro mais pelo menos não teríamos programas inchados e pesados com cogido legados lentos feitos com, linguagens da “moda”.

Otimização primeiro > recursos depois.

Tem um ótimo artigo aqui no Diolinux falando sobre isso achei ponto de vista o autor muitíssimo interessante.

Lembro-me de quando conheci o Firefox (a versão 6.0), eu ainda usava o IE em 2011, quando lançou o Firefox 6.0 eu vi a noticia em um site (não lembro qual), o que me fez querer testar o Firefox foi que na imagem postada no site ele estava com varias abas abertas e a noticia dizia que poderia ser customizados com cores e funcionalidades.
Adivinhem, testei me apaixonei e uso até hoje o Firefox como navegador principal, já testei vários inclusive Opera e Chrome/Chromium, mas sempre volto para o Firefox.
Este foi um caso de amor a primeira vista.
Olha só uma funcionalidade que eu adoro nele e acredito que ele foi um dos primeiros (se não o primeiro) a implementar:
“Fixar Aba”

1 curtida

Estava usando o Vivaldi e acho ele espetacular, porém depois que foi lançado o Microsoft Edge, mesmo que na versão “Dev” passei a usar o Edge, em todos os dispositivos. Ele é bem rápido na inicialização e a navegação é bem suave… esperando a versão final :wink: , já o vivaldi mesmo sendo um navegador superior em personalização ainda conta com atraso na inicialização e na “minha opinião” acho um pouco poluído também.
Mas é uma excelente opção.

1 curtida