Novo CEO da Unity trabalhou na Red Hat

Pouco depois da polêmica política de preços da Unity, que pretendia cobrar por cada instalação de jogos feitos com a engine, John Riccitiello, CEO da empresa, foi desligado do seu cargo. Esta não é a primeira vez que ele se envolve em polêmicas, outrora, havia dito que combate desenvolvedores de jogos de celular que não adotam estratégias de monetização, que apesar de serem pessoas belas, puras e brilhantes, são grandes idiotas.

Riccitiello já atuou como CEO da EA, uma das empresas com maior rejeição nos EUA por práticas agressivas de monetização. Sua liderança foi marcada pelos primeiros lootboxes no FIFA e pela sugestão de que os jogadores deveriam pagar para recarregar suas armas em jogos como Battlefield.

Em sua saída, Riccitiello declarou: “Foi um privilégio liderar a Unity por quase uma década, servindo nossos empregados, clientes, desenvolvedores e parceiros e todos aqueles que ajudaram no crescimento da companhia. Sigo adiante apoiando a Unity nessa transição e acompanhando o sucesso da empresa”.

Seu sucessor, James M. Whitehurst, ocupará o cargo até os investidores nomearem um CEO definitivo. Em seu currículo, ele já liderou empresas de tecnologia, como IBM e Red Hat.

2 curtidas

Rapaz, por um momento pensei ter lido ao contrário. Meu coração já estava no modo piripaque do chaves kkk

Lembro da discussão acalorada sobre isso no reddit, pegou muito mau na época.

1 curtida