Novidades do Solus 4.2

A equipe da distribuição Solus OS, acabou de divulgar no twitter que a versão 4.2 deste sistema operacional está disponível para download. Algumas novidades dessa versão são: Firefox 85.0, LibreOffice 7.0.4.2, Thunderbird 78.6.1, Kenrl 5.10.2 e versões atualizadas de todos os ambientes gráficos inclusos no projeto.

Você pode conferir a nota de lançamento completa no link abaixo.

:vulcan_salute:

10 Curtidas

Só esperando meu notebook chegar pra instalar essa belezinha…

image

4 Curtidas

:fire: Quero logo o Budgie 11 :sailboat:

3 Curtidas

eu gostei bastante do Solus quando testei na VM mas não o suficiente para instalar na máquina física.

2 Curtidas

vou testar agora em live :eyeglasses:

1 Curtida

Acho algumas coisas interessantes no Solus:

  • A ideia daquela central de applets e notificações do Budgie (Raven), que é exibida na lateral da tela — gosto porque ela me lembra um pouco a Photon MicroGUI do QNX e o Object Desktop nos tempos do OS/2 da IBM

  • A adoção de um gerenciador de pacotes com raízes no Pardus, chamado eopkg (supostamente vai ser substituído pelo sol um dia)

  • Lá por dezembro, conseguiram implementar um desktop com ícones na root window sem depender de versões obsoletas do Nautilus pra isso

2 Curtidas

Eu ainda gostaria de ver um Solus OS com XFCE, não sou muito fã do Mate (que seria o mais próximo do XFCE)

1 Curtida

No dia 03/02/21 foi lançada a versão 4.2 do Solus Linux, uma distro Rolling Release desenvolvida na Irlanda, com várias melhorias.
Para quem não conhece vale a pena dar uma boa olhada. Estou usando a alguns meses num Mac Mini que uso para trabalhar e estou muito satisfeito.

3 Curtidas

Essa distro é linda. Vale a pena testar.

2 Curtidas

O Solus, antigo Solus OS, chega a versão 4.2 fiel a sua independência e inovações mas toda essa personalidade própria tem seu preço! Será que o novo Solus 4.2 é pra você? Você usaria essa distro Linux no seu dia á dia?

3 Curtidas

usei o Solus 4.1 com kde e budgie. embora não tenha experiencia prévia, o eopkg funciona mais ou menos como o apt. e configurar fontes, temas etc são fáceis, se vc tem intimidade com uma dessas interfaces. dei umas cabeças mas tudo funfou legal.

o solus com kde é bem rápido. mas o com budggie fico bem lento comigo. o com gnome tem um bug que não levanta a interface gráfica após as atualizações. precisava do xterm para “subir” o gdm mas não tava no $PATH. não sei se corrigiram.

muito bom mas não sei se tem futuro distro com pouca base de usuários. e antes de desinstalar, aprendi sobre systemd-boot e efistub, configurando essas duas formas de boot no meu NoBo. Mas como uso SSD, não fez nenhum diferença no tempo final de boot. Mas deu para aprender um bocado.

1 Curtida

É exatamente isto que estou a fazer. Gostei muito dele, mas ainda não me passou a confiança para o pôr diretamente na máquina como distro principal. Estou a usá-lo neste exato momento, mas como máquina virtual. O host é o Manjaro. Adorei o output do terminal. Elegante e bem organizado. Aliás, tentei instalá-lo num laptop em dual boot com o Windows 10, mas é para esquecer. O cara tem de fazer magia e não estou para isto. Instalei o Manjaro que, aliás, tem uma grande vantagem, o seu GRUB memoriza a última escolha e mantém-na até que o usuário a mude. Assim, mesmo eu tendo instalado o Windows por último, que é o sistema operativo de uso escolar do meu pequenote, é sempre o Windows que é carregado no boot.

Alem de que ela e bem desconhecida, então não deve ter muita documentação.

Por isso não acho interessante, mas ja testei e gostei, ela e bem rapida.

Lembrei desse topico aqui. @Joa

1 Curtida