Nova ferramenta de IA da Microsoft depende do Ubuntu

Agora que a Microsoft abraçou o Linux, temos vistos frequentes novidades inusitadas, que há alguns anos, ninguém imaginou que a dona do Windows faria. A nova é o Windows AI Studio, inteligência artificial capaz de ajudar programadores a criarem softwares que utilizam inteligência artificial, que tem como pré-requisito uma placa de vídeo NVIDIA e o Ubuntu instalado.

Na página do projeto no GitHub, recomenda-se o Ubuntu 18.04 ou mais recente, instalado via WSL, ferramenta de virtualização da Microsoft que permite “rodar o Linux no Windows”, com desempenho e integração superiores a outras máquinas virtuais.

Como o Windows AI Studio funciona?

O programa roda localmente, no computador do usuário, embarcado como extensão do VSCode, sendo encontrado no VS Marketplace. Após instalado, ele confere se o ambiente atende aos pré-requisitos.

Ao abrir o Windows AI Studio, nos deparamos com quatro ferramentas, no entanto, o software continua em desenvolvimento e apenas duas funcionam:

  • Model Fine-tuning: permite ajustar o consumo de memória de um software;
  • Windows Optimized Models: uma coleção de modelos de AI públicos otimizados para Windows, disponíveis para baixar e integrar à sua aplicação.

Imagem: Microsoft

Fonte

2 curtidas