Microsoft lança o Microsoft Defender ATP para Linux

Confira o post completo no blog: https://diolinux.com.br/2020/03/microsoft-defender-lancado-para-linux.html

O programa antivírus projetado pela Microsoft é por hora, voltada para o mercado corporativo.

2 Curtidas

Ainda não sei se encaro isso com bons olhos, como é para o mercado corporativo pode ser uma experiência válida. Mas pra nós Linuxers :penguin: é estranho pensar usar uma distribuição com um antivírus, e ainda da Microsoft.

1 Curtida

Sinceramente eu não vejo problema nisso, vi tanta gente aqui falando pra MS traze o office e os outros programas delas pro Linux e ela fazendo isso com outros programas e se der resultado eu acho que seria bem capaz do tão esperado office dela vim pro Linux e assim como todo SO o Linux também precisa de um antivírus ele só não tem muito vírus porque Linux é muito pequeno a quantidade de usuários dele em comparação com o Windows, então se o Linux quiser cresce a gente vai ter que se acostuma sim com a ideia de um antivírus mas no momento enquanto o Linux é pouco usado não corre tanto problema.

2 Curtidas

@YugiMoto Bruno, trazer o Office seria algo muito positivo, tanto para a Microsoft que expandiria sua base, como para o Linux com uma alternativa de peso. Inclusive dessa forma até outras empresas nos olhariam de forma diferente, nos dando a atenção devida.

2 Curtidas

Antivirus é opcional, enquanto as distros não forem readonly nós sempre vamos ter a escolha, até porque o Linux tem barreiras naturais contra VIRUS:

  • Usuário padrão sem privilégios administrativos
  • Sem suporte a AutoRun por padrão
  • Leitura “on-demand” de dados de arquivos
  • Executáveis por permissão e não formato
  • Várias outras características

Enfim, a não ser que isso mude o usuário comum (aka nós) não vamos precisar nos preocupar mesmo que o Linux se torne mais popular

1 Curtida

Man, na verdade não é por causa disso q não se tem vírus para o Linux, que ate tem, mas a forma que precisa ser feito o vírus é diferente do Windows. Essa “historia” de que nao tem por causa da quantidade de usuários, é meio q uma “lenda de internet” kkkk q veio ao longo dos anos e a galera meio que “abraçou” ela. É só ver o tanto de vírus que se tem pra Android, q é Linux tbm.

3 Curtidas

Por isso mesmo, pelo fato do vírus de Windows ser diferente de Linux pra quem desenvolve esses vírus pra usuário de desktop não vale a pena desenvolve algo pro Linux sendo que a taxa de pessoas que vai ser atingida que usa Linux é muito menor já no Windows a taxa de usuário é bem maior, querendo ou não esse é o principal motivo do mesmo modo que você cito o Android ele é o mais usado quando se trata de mobile já o Windows fone e IOS sem pequenos em comparação e esse é o principal motivo, no geral é isso agora se for entra em quesito de qual tem falha já é outro motivo mas o principal é claro que é pela taxa de usuários. É a mesma coisa de eu cria um SO e só eu usa um sistema sendo que eu sou usuário comum uma pessoa mal vai querer desenvolve algo que só tem uma pessoa usando e o mesmo vale pela quantidade de aplicativo pra cada SO.

Mas então, por ser diferente as plataformas, métodos diferentes para se criar um vírus ou a “infecção” que for. Pq não faz sentido querer q um vírus de Windows infecte uma distro Linux. E outra, quem faz essas “infecções”, na vdd quer infectar o máximo de pessoas possíveis, então vão fazer para todas as plataformas possíveis, como por exemplo dos ransomwares Petya e Erebus nos desktops e servidores. Fazer essa separação, PC do Mobile, é mero detalhe ““estatístico””.

Sobre criar um SO com criar app, me desculpe, mas não faz sentido algo. Pq se vc mesmo desenvolve o seu SO, vc q fica responsável por manter ele e colocar os Apps la, vide o Solus. E se vc desenvolve um SO, é bem difícil vc ser um usuário comum. Essa sua ultima frase ficou meio confusa rsrsrs.

Dependendo do que se pretende atacar, vale a pena sim desenvolver um vírus para Linux, exemplo os servidores das grandes organizações repleto de dados sigilosos.

O usuário comum não sente tanto o impacto disso na pratica, visto que não são alvos preferenciais, mas não deixa de existir ameaças.

1 Curtida

O primeiro erro está aí, o vírus (ou seja o algoritmo) não precisa ser diferente, um vírus feito em Lazarus/Delphi pode infectar o Linux sem problemas (por exemplo) desde que sejam cross compilados para tal

Explica porque existem tão poucos vírus pra Andoid? (A questão é vírus e não adware)

Vírus raramente exploram “falhas de segurança” mas se aproveitam da ausência dela

Repito a pergunta, porque tem tão poucos vírus pra Android?

Cara não dá pra entender o que tu escreve, as outras eu até consegui depois de passar pelo corretor do LibreOffice, mas essa deu ruim

Só espero que o MS Defender não deixe as portas abertas e/ou ‘levem dados estatísticos que poderão ser usados por terceiros para “Tornar os anúncios mais interessantes para você, com base no uso do aplicativo” (Vide: Instalação do Windows 10 > Configurações de Privacidade)’. Ou uma portinha pra NSA.

1 Curtida

Tudo que é exclusivo do Windows e vier para o linux sempre será bem-vindo.

Ninguém será obrigado a usar, mas poderá usar se quiser.
Ficar preso a um sistema operacional por causa de um software ou outro é terrível.

3 Curtidas